TRÊS ESTUDOS DE LUCIEN FREUD (Aula nº 111 B)

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de Lu Dias Carvalho

É uma verdadeira obra-prima e uma das mais excepcionais pinturas leiloadas nesta geração. Um ícone incontestável do século XX, que marca o relacionamento de Bacon e Freud, em homenagem ao parentesco criativo e emocional entre os dois artistas. (Francis Outred de Christie)

A obra conhecida como Três Estudos de Lucian Freud encontra-se entre as 50 pinturas mais famosas do mundo. Trata-se da mais importante composição do pintor britânico figurativo Francis Bacon, cujo trabalho é tido como corajoso, austero e algumas vezes grotesco. Sua fama deveu-se sobretudo ao preço exorbitante pela qual foi vendida em 2013 (142,4 milhões de dólares), batendo o recorde de obras de arte leiloadas até então.

Três Estudos de Lucian Freud é um tríptico composto por telas do mesmo tamanho e emolduradas individualmente que retrata o pintor Lucian Freud (neto de Sigmund Freud), grande amigo de Bacon, tendo um artista exercido grande influência sobre o outro. Os três painéis foram trabalhados ao mesmo tempo, mas foram vendidos separadamente em meados de 1970, após o tríptico ser exposto no Grand Palais/Paris (1971-1972), para tristeza do artista, que dizia que esses ficavam “sem sentido, a menos que um estivesse unido aos outros dois painéis.”. Mas em 1999 o trabalho voltou à sua forma original.

Na composição o artista distorce as formas nos três painéis, usando um estilo abstrato. Lucian Freud é pintado em posições ligeiramente diferenciadas, sentado numa cadeira de madeira, com fundo entrelaçado de palhinha, dentro de uma gaiola. O fundo das três composições é alaranjado e o chão manchado de marrom, cor que prevalece com mais intensidade no primeiro painel e que vai evanescendo até quase desaparecer no terceiro. Atrás de cada cadeira vê-se uma cabeceira de cama. Francis Bacon revela uma gama de emoções em seu tríptico, como angústia, medo, violência, inquietude, etc.

Os colecionadores da China, Rússia e Oriente Médio têm elevado o valor das obras contemporâneas às alturas. Cada leilão bate o recorde de valor de obras anteriores. A pergunta que nos vem à cabeça é: Como há gente com tanto dinheiro? Essa demonstração de riqueza e vaidade chega a ser um desrespeito aos demais viventes do planeta Terra, pois uma obra de arte não pode valer tanto, por mais primorosa que seja. É o excesso de dinheiro em mãos de pouquíssimos.

Ficha técnica
Ano: 1969
Técnica: pintura a óleo
Dimensões:198 x 147,5 cm
Localização: Coleção particular

Fontes de pesquisa
https://www.publico.pt/culturaipsilon/noticia/estudos-de-freud-de-francis-bacon
https://en.wikipedia.org/wiki/Three_Studies_of_Lucian_Freud

2 comentaram em “TRÊS ESTUDOS DE LUCIEN FREUD (Aula nº 111 B)

  1. Adevaldo R. de Souza

    Lu
    O tríptico “Três Estudos de Lucian Freud” une os dois grandes artistas do século XX em seu relacionamento: Francis Bacon e Lucian Freud. Essa composição é considerada por muitos como uma verdadeira obra-prima do artista, especialmente em termos de tecnologia que ele preferiu usar neste trabalho para criar um retrato de seu amigo. Bacon sempre dizia que era importante para ele retratar realismo, não beleza.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Adevaldo

      Vemos através do estudo da história da arte que, à medida que essa se aproxima de nossos tempos, vai desligando-se da exibição da beleza para retratar a realidade, ainda que esta seja muitas vezes doída, como se expressa Francis Bacon.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.