VAI LAVAR A ÉGUA…

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBHasno

Meu primo Sidnelson Silveira Silva, também conhecido como Sid SS, é cheio de ideias, mas nunca as põe em execução. Sempre que o encontro ele me diz que vai trabalhar com isso ou aquilo e vai lavar a égua com o lucro que terá. Já fez plantação de parreira, montou conjunto musical, foi barista, salva-vidas, professor de dança, gesseiro, escritor, alambiqueiro, criador de galinhas e até treinador de cães, sem nunca ter colocado a mão na massa em coisa alguma e muito menos na apregoada bufunfa. Até hoje nunca vi o Sid SS lavar a égua de uma forma ou de outra, pois nunca botou a mão num equino. E assim, o matreiro vai tocando a vida sem fazer coisa alguma. Vive só a contar pabulagens, pois fanfarrices é a sua real profissão.

Nas últimas eleições Sid SS cismou que iria ser vereador. Filiou-se a um partideco qualquer e pôs-se rua acima e rua abaixo à cata de votos, coisa que fez com prazer, uma vez que já era mestre em tal esporte – medir rua. Apresentava-se todo sério, já imbuído das manhas das raposas velhas da política – e das novas também –, prometendo isso e aquilo, enquanto para os mais íntimos dizia que, se eleito fosse, iria lavar a égua. Não apenas lavaria a sua égua, mas a de toda a família e a dos amigos.

Sid SS, para felicidade do povo de sua cidade, teve apenas sete votos: o dele, o do pai, o da mãe e o de quatro amigos que também esperavam lavar a égua. Mas o fulano já faz planos mirabolantes para o próximo pleito, quando se candidatará a deputado estadual, caso não seja convidado para disputar a prefeitura da pequena cidade de Ninguém Merece. Mas de onde o meu primo potoqueiro tirou esta expressão que parece ser o seu slogan de vida? Encontrei duas explicações para a tal:

A primeira – brasileiríssima – conta que os escravos descobriram que o ouro que as mulas levavam, acabava caindo sobre o pelo das fidelíssimas trabalhadoras. E por nisso acreditarem, ao soltarem as bichinhas no pasto, já mais mortas do que vivas em razão do árduo trabalho, aproveitavam para jogar água sobre elas, no intuito de  aparar a água escorrida com a bateia, para pegarem algum restinho de ouro que por acaso ali estivessem. Eles estavam certos de que quem não arrisca não petisca.

A segunda versão – mais elitista – conta que a expressão lavar a égua nasceu em meio ao turfe, significando bons resultados e, consequentemente, muito dinheiro. Conta-se que o ganhador comemorava sua vitória dando um rico banho de champanhe em sua égua. Pelo visto as éguas de lá eram diferentes das de cá.

No Brasil há muita gente lavando a égua com o alheio desde o tempo do Brasil Colônia. No submundo da gestão pública,  por exemplo, trapaceiros passam por santos de pau oco. Haja éguas para serem lavadas num país de espertalhões e pilantras, onde a Justiça e a mídia fazem ouvidos de mercador na maioria das vezes.

Não confunda, meu caro leitor a “égua” falada acima com a “égua” dita no estado do Pará. Naquelas terras o vocábulo égua tem outro sentido, ou melhor, vários. Pode significar admiração, espanto, alegria, mas também raiva, surpresa e insatisfação, dependendo da entonação dada à palavra. Exemplos:

Égua, que jogo bom! (Admiração)
Égua, você por aqui! (Surpresa)
Égua, eu nem acredito que passei na prova! (Felicidade)
Égua, que susto! (Espanto)
Égua, eu não quero mais ficar aqui! Vou pedir demissão. (Raiva)

10 comentaram em “VAI LAVAR A ÉGUA…

  1. Marinalva Autor do post

    Lu
    Anos atrás, eu mesma usava a expressão “lavar a égua “, quando tirava boas notas na escola, enfim. Era um dito muito popular que continua em voga até hoje.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Marinalva

      Esta expressão é ainda muito falada, principalmente no interior do Brasil.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Alfredo Domingos

    Lu
    Conheço a expressão nordestina “arre égua” que tem o sentido de espanto, surpresa, por alguma coisa, do mesmo jeito de “bah tchê”, do gaúcho, “uai sô”, do mineiro, e “caramba”, do carioca.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Alf

      A cada dia eu me encanto mais com a nossa língua portuguesa e com a infinidade de expressões que ela traz, uma riqueza extraordinária colhida nas mais diferentes regiões de nosso país.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  3. Patricia

    Lu,

    o mundo tá cheinho de sujeito como o Sidenelson Silva. Assim como políticos lavando a égua. Na verdade fiquei com dó da pobre da égua (animal) ser lembrada nesta situação.

    Responder
    1. LuDiasBH

      Pat

      Realmente foi maldade minha comparar esse animalzinho tão dócil com a maioria dos políticos. Tem toda a razão.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  4. Terezinha

    Lu
    É lendo e aprendendo… Não conhecia a origem. Nunca ganhei muito dinheiro em jogos… No entanto, já tive a oportunidade de lavar a égua em jabuticabeiras de passado…

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      TT

      Já lavei a égua em coisas simples, como ficar debaixo de um pé de manga carregado de frutas maduras. Agora imagine lavar a égua, literalmente, com champanhe. Será que a bichinha não ficava tonta?

      Beijos,

      Lu

      Responder
  5. Tereza Maria de Magalhaes

    Ler seus textos, querida Lu, é um enorme prazer! Sua linguagem é moderna sem ser desleixada. Seu estilo é gostoso, ritmado, as ideias vão fluindo e arrastando a gente pelos lugares e tempos que você tão bem discorre. Uma pergunta: que dia vai lançar seu livro ? Beijo! Fim de semana do jeitinho que gosta!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Tetê

      Suas palavras deixam-me muito agradecida. Os leitores deste blogue são extremamente carinhosos para comigo.E você é sempre muito delicada, dando-me incentivo para continuar escrevendo. Procuro escrever de uma forma que também faça o leitor rir, pois é o que mais precisamos nos tempos de hoje. Tenho material para cerca de cinco livros, entre contos, poesias, crônicas, provérbios… Confesso que o meu maior prazer é estar aqui com vocês. Saiu o meu primeiro livro: HISTORIANDO FÁBULAS.

      Beijo no coração,

      Lu

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.