Veronese – BANQUETE NA CASA DE LEVI

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

banacale                                                  (Clique na gravura para ampliá-la)

A composição Banquete na Casa de Levi ou Cristo na Casa de Levi é uma obra do pintor maneirista italiano Paolo Veronese. Foi feita com a finalidade de ornamentar o refeitório do mosteiro dominicano dos santos João e Paulo na cidade de Veneza. Inicialmente foi intitulada como “Última Ceia”, designação que acabou por levar o artista aos tribunais da Inquisição, sob a alegação de irreverência e heresia.

Quando houve um incêndio no convento dominicano, o quadro “O Cenáculo”, feito por Ticiano, foi destruído. Os monges pediram, então, a Veronese que fizesse outro para colocar no lugar. A colossal tela levou dois anos para ficar pronta.  A temática era sobre a Última Ceia, e esse foi o título recebido. Mas o artista, criativo como era, colocou a cena relativa à passagem bíblica, com Cristo e seus apóstolos, no centro da composição e agregou nas laterais uma festa tipicamente veneziana. Em volta da cena principal os personagens comunicam entre si, mostrando uma variedade de posições e riqueza cromática.

A pintura mostra um imenso e rico cenário, com um grande número de personagens, embora poucos deles interajam com a cena principal. Ali se encontram nobres, bufões, soldados, anões, escravos, etc. Cristo está ladeado pelos apóstolos Pedro e João. Meio distante, vestido de vermelho e com um turbante da mesma cor, Judas encontra-se de costas para o observador, mas com o rosto de perfil. Grandes pilares, três imensos arcos e duas escadarias — uma à esquerda e outra à direita — fazem parte do cenário. Através dos arcos pode-se ver uma bela vista com suntuosos edifícios.

O Tribunal de Inquisição levantou a questão de que a presença de certos pormenores na pintura dessacralizavam o tema da Última Ceia, dentre os quais: um homem sangrando pelo nariz, soldados vestidos de alemães bêbados, um bobo com um papagaio, anões, vestimentas extravagantes, etc. Embora não se convencesse com as explicações de Veronese, o Tribunal deu ao artista três meses para efetuar modificações na pintura ou então mudar o título do quadro. Bobo que não era, o artista fez a opção pela mudança do título, passando a obra a chamar-se Banquete na Casa de Levi (Lucas: 5;27-32)

Ficha técnica
Ano: c. 1573
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 555 x 1280
Localização: Galleria dell’Accademia, Veneza, Itália

Fontes de pesquisa
Veronese/ Abril Cultural
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *