Botticelli – A VOLTA DE JUDITE A BETÚLIA

Autoria de LuDiasBH

avodejube

A composição A Volta de Judite a Betúlia é uma obra do pintor italiano Sandro Botticelli (1445-1510), que aos17 anos de idade tornou-se aluno do prestigiado artista frade Filippo Lippi, mas não demorou muito para que o aluno superasse o mestre, com suas figuras suaves, rostos sérios e expressões contemplativas, buscando apresentar a realidade interior de seus personagens. Os artistas Antonio del Pollaiuolo, Andrea del Verrochio, Ghirlandaio e Perugino também exerceram influência na arte de Botticelli.

Nesta sua pintura, Botticelli mostra a influência recebida de alguns de seus mestres Lippi, Verochio e Pollaiolo. Ele retrata o momento em que Judite, depois de matar Holofernes, retorna a Betúlia, acompanhada por outra jovem. Apesar do assassinato cometido, nada há no rosto ou nas vestes de Judite que possam denunciar seu crime, a não ser a cabeça decepada de Holofernes, o inimigo de seu povo, que sua serva carrega numa cesta, envolta em panos.

A hebreia Judite e sua serva Abra encontram-se numa elevação. Ela caminha à frente, carregando na mão direita a espada usada no crime e um galho verde de oliveira na esquerda, o símbolo da paz para os hebreus, após a morte do general. Abra segue atrás, segurando a saia do vestido e carregando a cabeça do general. Elas se mostram apressadas. As ondulações das roupas das duas figuras, dos véus e do galho, mostram que se encontram em movimento. À frente das duas jovens está uma árvore de tronco reto. Embaixo, no vale, os soldados de Holofernes, em seus cavalos, buscam pela culpada. A luz pálida denuncia a madrugada.

O artista conseguiu expressar na pintura tanto o movimento quanto a imobilidade, num equilíbrio único. Enquanto a criada parece andar velozmente, com sua passada larga, Judite parece parar e voltar-se para o observador.

Obs.: A história bíblica sobre Judith, que matou o general Holofernes, comandante-em-chefe do rei assírio, porque ele perseguia os hebreus em Betúlia, foi um dos temas favoritos do Renascimento florentino.

Ficha técnica
Ano: c. 1470-1475
Técnica: têmpera sobre madeira
Dimensões: 31 x 24 cm
Localização: Galleria deglu Uffizi, Florença, Itália

Fontes de pesquisa
A Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
http://www.jornada.unam.mx/2010/10/03/sem-annunziata.html
http://www.wga.hu/html_m/b/botticel/1early/12judith.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *