Chagall – O POETA

Autoria de LuDiasBH

opoe

Chagall é um gênio dividido como um pêssego. (Cendrars).

Eu, pessoalmente, não creio que tendências científicas possam ser úteis à arte. O Impressionismo e o Cubismo são estranhos para mim. A arte parece-me ser, sobretudo, um estado anímico. (Chagall)

A composição O Poeta  é uma obra do pintor russo Marc Chagall, feita quando o artista encontrava-se em Paris. A sua queda pela poesia levou o poeta suíço Blaise Cendrars a compará-lo a um pêssego.

O poeta de sua pintura está vestido com roupa azul, e encontra-se sozinho, sentado a uma mesa. Sua cabeça é verde. Na mão esquerda erguida segura uma xícara de café, enquanto a direita descansa em seu colo, segurando um lápis, próximo a um caderno de anotações, que jaz sobre a coxa esquerda.

Na mesa vermelha retangular está uma garrafa de aguardente, que parece tombar em direção ao braço esquerdo do homem, cujo cotovelo descansa na mesa. Outros objetos, como um copo e um garfo, e o que parece ser uma faca, entre uma laranja e uma maçã, ali também se encontram. E no chão, atrás da figura humana, está um pequeno animal que tanto pode ser um gato ou um cãozinho.

A cabeça verde invertida e separada do corpo indica que o poeta encontra-se num momento poético inspirativo, ou seja, alheio à realidade que o rodeia. A cabeça também simboliza o espírito que divaga. O entrelaçamento de linhas tem por finalidade prender o corpo do poeta, enquanto liberta sua cabeça, onde se encontra a fonte de inspiração. Portanto, a estrutura geométrica da composição trata-se apenas de uma metáfora.

Ficha técnica
Ano: 1911
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 196 x 145 cm
Localização: Museu de Arte da Filadélfia, Filadélfia, USA

Fontes de pesquisa
Marc Chagall/ Taschen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *