COMO EVITAR AS CÃIBRAS

Autoria do Dr. Telmo Diniz

avc12

Você já sentiu ou conhece alguém que já teve cãibras? Pois, se já teve ou conhece quem teve, sabe o desconforto que a danada provoca. No artigo de hoje vamos saber um pouco mais sobre a famigerada e como combatê-la. Em inglês, cãibra é “cramp”, palavra de origem anglo-saxã, derivada do termo “cram” que significa aperto desconfortável, pressão ou beliscão. Para os médicos, as cãibras são contrações de um músculo, ou de um grupo de músculos, que se manifestam de forma involuntária e intensa, muito dolorosa e por um curto espaço de tempo.

As cãibras mais comuns são as noturnas, as decorrentes de exercícios físicos e as da gravidez. Não se sabe exatamente como ocorrem, mas já existem algumas teorias para seu aparecimento:

  • A primeira é a teoria metabólica, que é quando o organismo produz uma quantidade maior de ácido lático, durante os exercícios, o que provocaria a irritação das fibras musculares, com consequente contração do mesmo.
  • A segunda é a teoria da desidratação, onde o desequilíbrio entre os eletrólitos, como cálcio, sódio e potássio, provocaria o mesmo sintoma.
  • E, por fim, a teoria ambiental, na qual o fator desencadeador da súbita contração muscular estaria ligado às alterações bruscas da temperatura ambiente o que também provocaria as cãibras.

Vários são os fatores de risco para que as cãibras ocorram: idade avançada, inatividade, flexibilidade limitada de grupos musculares, presença de doenças vasculares, neurológicas, endócrinas (diabetes), renais e câncer. Já as cãibras induzidas por exercícios físicos, que predominam em cerca de 40% dos atletas, que participam de provas de longa duração, fundamentam-se na fadiga muscular, dada a sujeição do músculo a intensa atividade, sendo também associadas à perda de sódio, potássio e magnésio, desidratação e calor. Ou seja, são todos os fatores desencadeadores em conjunto.

Embora seja dolorosa, na maioria das vezes, dispensa tratamentos. Quando a cãibra se manifesta, é preciso provocar o relaxamento imediato do músculo atingido. A pessoa deve fazer uma massagem vigorosa no local, para favorecer a circulação e aliviar a dor. Caso as cãibras persistam, o médico deverá ser consultado para uma melhor avaliação da real causa e tratamento específico.

Dicas
O melhor mesmo é prevenir o aparecimento das cãibras. Algumas dicas são importantes:

  • Faça aquecimento e alongamento antes de qualquer exercício físico.
  • Evite também permanecer sentado por muito tempo na mesma posição.
  • Durante a prática de esportes, a causa mais comum de cãibras é a desidratação. Beba muito líquido antes, durante e após qualquer atividade física. Toda bebida que hidrata é bem-vinda. Algumas recomendações são a água de coco, o suco de laranja, as vitaminas de banana e abacate, o suco de pêssego e, principalmente, o suco de tomate. Este último, o mais rico em sódio. Da mesma forma, por ser rico em eletrólitos, são bem-vindas as bebidas isotônicas. Sempre indico um suco de couve com laranja, cenoura, hortelã, gengibre, maçã e uma castanha-do-pará. É ótimo para evitar não só as cãibras, mas uma porção de problemas de saúde, se consumido diariamente.

Nota: Imagem copiada de pt.wikihow.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *