Constable – A CARROÇA DE FENO

Autoria de LuDiasBHconstanble1

A verdade nos atinge de imediato… esta paisagem deliciosa… é o verdadeiro espelho da natureza. (Stendhal)

Com a composição A Carroça de Feno, representando uma simples cena rural, John Constable foi premiado no Salão de Paris, em 1824, com a Medalha de Ouro. Trata-se, portanto, de uma de suas obras mais famosas.

A composição apresenta um riacho na área rural do Condado de Suffolk, na Inglaterra, região em que o pintor nasceu e passou grande parte de sua vida, sendo atravessado por uma carroça de feno. Nesse lugar, o artista brincava em sua infância.

Ao ser exibido na Inglaterra, com o título de Paisagem: Meio-Dia, o quadro de Constable não foi recebido com admiração pelos críticos ingleses, que não viram nada de interessante ao se dar destaque ao trabalho do campo. Achavam que o pintor deveria se ater ao modo convencional dos antigos mestres e que suas paisagens eram sem graça. Quando a obra foi premiada em Paris, eles ficaram muito surpresos.

Na composição é possível observar a luz do sol, filtrada pelas nuvens e árvores, espalhar-se pelos campos mais distantes, iluminados por uma luz dourada, num casamento entre luz e sombras. Nuvens escuras também estão se formando, anunciando a mudança do tempo. Também se pode identificar vários mesclados de tinta branca, que tanto indicam a incidência de luz, como a textura das partes molhadas.

A carroça de madeira encontra-se no meio de um vau, sendo puxada por duas parelhas de cavalos e conduzida por dois homens. Ela é a parte central da composição. Os cavalos levam proteção de cor vermelha nos ombros a fim de que os arreios não os machuquem. Mesclas de vermelho podem ser encontradas em outras partes da composição, dando mais destaque ao verde dos campos e da folhagem das árvores.

Na margem esquerda do riacho, um cãozinho observa a travessia, enquanto um dos homens presentes, dentro da carroça, acena para ele. O mesmo animal está presente em outras obras do pintor. Mais adiante, uma mulher acocorada num estrado, ligado à casa, parece lavar roupa no riacho ou apanhar água. Detrás dela, encontra-se um jarro de barro. Da chaminé da casa sai fumaça, lembrando que existe alguém ali. À direita, em meio à vegetação, um pescador com seu lenço vermelho conduz um barco, enquanto patinhos nadam próximo.

Ao longe, em meio às árvores, pequeninas manchas brancas, vermelhas e marrons retratam os trabalhadores na colheita do feno. Há por perto outra carroça carregada de feno. Aposto que o leitor será capaz de encontrá-la, clicando na imagem para ampliá-la.

Na sua paisagem, Constable capta as transformações no tempo. O artista transmite com grande perícia os efeitos de cor, sombra, umidade, formação de nuvens e as condições atmosféricas. Ao artista interessa apenas captar a natureza como ela se apresenta, mantendo-se fiel ao que vê. A Carroça de Feno retrata a casa do fazendeiro Willy Lott, que nasceu e viveu junto ao rio Stour por mais de 80 anos. Ela é vista em várias pinturas de Constable.

Ficha técnica
Ano: c. 1821
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 130,2 x 185,4
Localização: National Gallery, Londres, Reino Unido

Fontes de pesquisa
Os pintores mais influentes do mundo/ Editora Girassol
A história da arte/ E.H. Gombrich
Grandes Pinturas/ Publifolha

2 comentários sobre “Constable – A CARROÇA DE FENO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *