Mantegna – MADONA DA PEDREIRA

Autoria de LuDiasBH

madape

A composição Madona da Pedreira, também conhcecida por Madona da Caverna ou Nossa Senhora da Caverna é uma obra do pintor italiano Andrea Mantegna (1431-1506), considerado um dos artistas mais importantes do início do Renascimento. Foi aluno de Francesco Squariciona. As esculturas de Donatello e as pinturas de Andrea del Castagno e Jacopo Bellini exerceram grande influência sobre ele. Trabalhou na Corte dos Gonzagas em Mântua. Sua obra destaca-se pela exatidão anatômica das figuras, ricos detalhes e perspectiva perfeita, influenciando não apenas pintores italianos, mas o norte dos Alpes.

A pintura acima, cujo título é alusivo à pedreira, apresenta A Virgem Maria, em primeiro plano, com seu Menino Jesus ao colo, na frente de uma gigantesca rocha, que parece lhe servir de trono. A Virgem usa um manto azul sobre um vestido vermelho e sapatos da mesma cor.  Seus cabelos dourados, soltos, caem-lhe pelas costas e ombros. Seus olhos parecem mirar o vazio, como se antevisse o sofrimento pelo qual passará. Seu Menino rechonchudo está nu, com os olhos voltados para cima e a boquinha aberta.

O cenário, que se desenvolve atrás das duas figuras principais, exige a atenção do observador, para não passar despercebido, em razão dos tons muito semelhantes da pintura. Ali, pessoas trabalham com as rochas. Atrás de Mãe e Filho, à direita, trabalham cinco pessoas no vão aberto na pedreira, na parte superior.  Duas outras trabalham na inferior, fazendo um sarcófago, que alude à morte de Jesus Cristo, como se mostrasse o destino da criança, que ali se encontra com sua mãe.

Na parte esquerda da composição, abaixo e à direita de onde se encontra a Virgem com seu Menino, vê-se, num nível mais alto, um castelo e uma estrada em meio a plantações, que conduz a uma cidade. E no nível mais baixo, algumas pessoas trabalham na colheita de feno, outras pastoreiam ovelhas, e algumas outras caminham em derredor. A rocha é tão vívida que dela parece irradiar uma luz dourada. Para Kristeller trata-se de basalto encontrado em Veneto.

Ficha técnica
Ano: c. 1488-1490
Técnica: têmpera no painel
Dimensões: 32 x 30 cm
Localização: Galleria deglu Uffizi, Florença, Itália

Fonte de pesquisa
A Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
http://www.frammentiarte.it/2016/41-madonna-delle-cave/