Picasso – FIGURAS NA PRAIA
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

pic12

Nove anos após o casamento com Olga, Picasso conheceu Marie-Thérèse Walter, que tinha apenas 17 anos. Apaixonou-se pela garota, tomando-a como amante, enquanto seguia casado com a bailarina russa. Quando estava ao lado dela na praia, o artista criou esse erótico delírio geométrico, que mais se parece com uma escultura, em razão do sombreado.

Esta composição de Picasso retrata a sua paixão enlouquecida pela ninfeta e amante Marie-Thérèse. Trata-se de uma cena impregnada de erotismo. As duas figuras agarram-se sofregamente, e beijam-se, como se uma quisesse devorar a outra, num ardoroso entrelaçamento. O fundo da pintura retrata a praia. O ocre e o amarelo, cores quentes, prevalecem sobre o azul, que traduz o mar.

Um corpo lança-se sobre o outro, desordenadamente, como predadores, numa absoluta entrega de corpos. As bocas ávidas mostram-se insaciáveis, e as línguas pontiagudas buscam caminhos. A figura da direita, representando a mulher, traz os olhos fechados, enquanto a da esquerda, representando o homem, carrega-os abertos.

A pintura é um mix de agressão e submissão, elementos presentes no ato sexual. Aqui, o homem, com seu braço dominador e nariz fálico, encontra-se por cima e a mulher, com seus seios irregulares, está por baixo.

Ficha técnica
Ano: 1931
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 130 x 195 cm
Localização: Museu Picasso, Paris, França

Fonte de pesquisa
Picasso/ Coleção Folha

2 comentários sobre “Picasso – FIGURAS NA PRAIA

    1. LuDiasBH Autor do post

      Ana Beatriz

      Eu tenho o privilégio de ter leitores tão sensíveis como você.
      E isso que me faz ficar horas e horas pesquisando, no intuito de lhes oferecer o melhor que posso.
      Muito obrigada por seu carinho.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *