VAI LAVAR A ÉGUA…

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBHasno

Meu primo Sidnelson Silveira Silva, também conhecido como Sid SS, é cheio de ideias, mas, que nunca põe em execução. Sempre que o encontro ele me diz que vai trabalhar com isso ou com aquilo e “vai lavar a égua” com o lucro que terá. Já fez plantação de parreira, montou conjunto musical, foi barista, salva-vidas, professor de dança, gesseiro, escritor, alambiqueiro e até treinador de cães, sem nunca ter colocado a mão na massa em coisa alguma e, tampouco, na bufunfa. De modo que até hoje nunca vi o Sid SS “lavar a égua”, quer de uma forma ou de outra, pois, que eu saiba, nunca botou a mão num equino. E assim, o matreiro vai tocando a vida sem fazer coisa alguma ou alguma coisa.

Nas últimas eleições, Sid SS cismou que iria ser vereador. Filiou-se a um partideco qualquer e se pôs rua acima e rua abaixo à cata de votos, coisa que fez com prazer, uma vez que já era mestre em tal esporte. Apresentava-se todo sério, já imbuído das manhas das raposas velhas da política, e das novas também, prometendo isso e aquilo, enquanto para os mais íntimos dizia que, se eleito fosse, iria “lavar a égua” dele, da família e dos amigos. Para felicidade do povo de sua cidade, o matreiro candidato teve apenas sete votos: dele, do pai, da mãe e de quatro amigos, esperando para “lavar a égua“, também. Mas o fulano já faz planos mirabolantes para o próximo pleito, em que talvez se candidate a deputado estadual, caso não seja convidado para disputar a prefeitura da pequena Rio Seco. Mas de onde meu primo potoqueiro tirou esta expressão que parece ser o seu único objetivo de vida: “lavar a égua”? Encontrei duas explicações para a tal:

A primeira, brasileiríssima, conta que os escravos descobriram que o ouro, que as mulas levavam, acabava lhes caindo sobre o corpo (delas). De modo que, ao soltarem as bichinhas no pasto, já mais mortas do que vivas de tanto trabalharem, aproveitavam para jogar água sobre elas,  aparando a água escorrida com a bateia, para pegarem algum restinho de ouro, pois quem não arrisca não petisca.

A segunda, mais elitista, conta que a expressão “lavar a égua” nasceu em meio ao turfe, significando bons resultados e, consequentemente, muito dinheiro. O ganhador comemorava sua vitória dando um rico banho de champanhe em sua égua. No Brasil, há muita gente lavando a égua com o alheio, desde o tempo do Brasil Colônia. No submundo da gestão pública,  por exemplo, trapaceiros passam por “santos de pau oco”. Haja éguas para serem lavadas num país de espertalhões e pilantras, onde a Justiça e a mídia, em defesa de alguns, fazem ouvidos de mercador.

Não confunda, o meu caro leitor, a “égua” de que falamos acima, com a “égua” dita no estado do Pará. Ali, a égua tem outro sentido, ou melhor, vários. Significa admiração, espanto, alegria, mas também raiva, surpresa e insatisfação, dependendo da entonação dada à palavra.

Nota: Imagem copiada de golpecontinuo.blogspot.com

8 comentários sobre “VAI LAVAR A ÉGUA…

  1. Alfredo Domingos

    Lu,
    Este texto está classificado na lista de “Decifrando Provérbios”, mas na realidade é uma gostosa crônica, daquelas suas lá de 2012, quando comecei a saborear a sua escrita. Parabéns! Acrescento, porém, que conheço a expressão nordestina “Arre égua”, que tem o sentido de espanto, surpresa, por alguma coisa, do mesmo jeito de “bah tchê”, do gaúcho, “uai sô”, do mineiro, e “caramba”, do carioca.
    Meu abraço,
    Alfredo Domingos.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Alf

      A cada dia eu me encanto mais com a nossa língua portuguesa e com a infinidade de expressões que ela traz, uma riqueza extraordinária colhida nas mais diferentes regiões de nosso país.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Patricia

    Lu,

    o mundo tá cheinho de sujeito como o Sidenelson Silva. Assim como políticos lavando a égua.
    Na verdade fiquei com dó da pobre da égua (animal) ser lembrada nesta situação.

    Bjos.

    Responder
    1. LuDiasBH

      Pat

      Realmente foi maldade minha comparar esse animalzinho tão dócil com a maioria dos políticos.
      Tem toda a razão.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  3. Terezinha

    Oi, Lu
    É lendo e aprendendo…Não conhecia a origem. Nunca ganhei muito dinheiro em jogos… No entanto, já tive a oportunidade de lavar a égua em jabuticabeiras de passado…
    Beijo,
    TT

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      TT

      Já lavei a égua em coisas simples, como ficar debaixo de um pé de manga carregado de frutas maduras.
      Sou louca pela fruta.

      Agora imagine lavar a égua, literalmente, com champanhe.
      Será que a bichinha não ficava tonta?

      Beijos,

      Lu

      Responder
  4. Tereza Maria de Magalhaes

    Ler seus textos,querida Lu, é um enorme prazer! Sua linguagem é moderna sem ser desleixada. Seu estilo é gostoso, ritmado, as idéias vão fluindo e arrastando a gente pelos lugares e tempos que vc tão bem discorre. Uma pergunta: que dia vai lançar seu livro ? Beijo! Fim de semana do jeitinho que gosta!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Tetê

      Suas palavras deixam-me muito agradecida.
      Os leitores deste blog são extremamente carinhosos para comigo.
      E você é sempre muito delicada, dando-me incentivo para continuar escrevendo.

      Procuro escrever de uma forma que também faça o leitor rir, pois é o que mais precisamos nos tempos de hoje.

      Tenho material para cerca de cinco livros, entre contos, poesias, crônicas, provérbios… mas confesso que o meu maior prazer é estar aqui com vocês.
      Já recebi convites, mas ainda não me animei.

      Beijo no coração,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *