BUSCANDO UM PROPÓSITO DE VIDA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria do Dr. Telmo Diniz

Um objetivo na vida é a única fortuna valiosa que se pode encontrar. Não se deve procurá-lo em terras estranhas, mas dentro do coração. (Robert Louis Stevensos)

Caro leitor, você tem um propósito de vida? Bom, primeiramente é importante sabermos do significado do que é ter um propósito de vida. É tudo aquilo que orienta nossa trajetória e está intimamente relacionado com a nossa personalidade. É o que justifica o porquê de levantarmos da cama todos os dias. Ter propósito, em última instância, está relacionado com nossos talentos, ações, objetivos, sonhos e aspirações.

A vida é bem complexa, e colocar nela um propósito verdadeiro certamente vai ajudar a fazer com que se torne mais colorida. Seu propósito é o que vai lhe dar alívio nas horas mais duras e difíceis. Todos os dias, bilhões de pessoas ao redor do mundo seguem suas rotinas sem se perguntar qual é o propósito de suas vidas. Entretanto, temos de parar em meio à correria do dia a dia e nos perguntar: para onde isso que eu faço todos os dias vai me levar?

Um estudo conduzido por três pesquisadores de universidades inglesas (College London, Princeton University e Stony Brook University) revelaram que pessoas que viam sentido real no que faziam tinham 30% menos chances de morrer precocemente do que as demais. A pesquisa acompanhou um grupo de 9.050 ingleses, com idade média de 65 anos, e dividiu os participantes em quatro grupos: desde os que tinham um claro propósito de vida até os que não tinham nenhum. O resultado apontou que 9% dos que tinham um propósito faleceram durante o estudo, contra quase 30% dos que não tinham nenhum propósito. Ou seja, quem tem propósitos de vida firmes vivem mais e melhor.

Quem não tem algo no que acreditar ou que faz seu coração bater mais forte costuma andar em trevas pela vida. Podem entrar em depressão por não ter certeza de qual é o seu lugar no mundo. Encontrar seu propósito de vida parece ser uma tarefa complexa, mas a partir do momento em que você passa a se conhecer melhor e passa a obter as respostas certas, passará a dar passos mais firmes em direção a seus objetivos.

Portanto, tire alguns minutos de seu tempo para refletir. Dê preferência a um local onde não possa ser interrompido. Pegue papel, caneta e responda às perguntas de maneira totalmente honesta consigo mesmo:

  • Quem eu realmente sou?
  • Qual a minha importância para o mundo?
  • Quais são minhas qualidades e como posso utilizá-las dando minha contribuição?
  • Quais são meus maiores talentos?
  • Quando penso em mim, quais são as principais características que me vêm à mente?
  • O que realmente me dá prazer e que eu gostaria de fazer?
  • O que me faz vibrar?
  • O que me faz feliz?
  • O que me faz sorrir?
  • O que faz meu coração bater mais forte?
  • Qual a atividade que me leva a esquecer do tempo?
  • O que eu defenderia com unhas e dentes?
  • Como eu quero que os outros se lembrem de mim?
  • Qual o legado gostaria de deixar?

As respostas verdadeiras irão ajudá-lo a definir seus propósitos de vida.

Robert Louis Stevensos, escritor britânico, falou que “um objetivo na vida é a única fortuna valiosa que se pode encontrar. Não se deve procurá-lo em terras estranhas, mas dentro do coração”.

6 pensou em “BUSCANDO UM PROPÓSITO DE VIDA

  1. Cláudia Frazão

    Oi Lu

    Saudades de você!

    A bondade continua habitando em mim, foi a esperança é que saiu de cena, mas sei que ela vai voltar. Preciso, sim, voltar a escrever, me afastar das redes sociais novamente, pois isso tem me limitado demais e consumido meu tempo. Escrevi um artigo pra um blog e tenho mais 4 pra entregar, e mesmo a pessoa gostando do meu trabalho, não consigo ver e sentir isso. Coisas que ainda preciso trabalhar em mim… Continuo tentando ser POP, apesar das adversidades.

    Obrigada pelo apoio, minha amiga, por mais que seja difícil eu me ver dessa forma é sempre bom e gratificante saber que acredita em mim.

    Responder
  2. Hernando Martins

    Lu

    Vivemos num mundo conturbado em que as pessoas estão desnorteadas em virtude do padrão de vida estabelecido pelo sistema econômico que rege todos os mortais.As disparidades existentes entre as classes sociais gera um conflito imenso nos menos favorecidos, os quais lutam diariamente para garantir o sustento. Certamente o propósito de vida é garantir a sobrevivência para ter um mínimo de dignidade. Além do mais, os necessitados tornam-se reféns de falsos profetas que aproveitam da fragilidade econômica, social e psíquica que carregam e fazem uma verdadeira lavagem cerebral, utilizando o temor religioso para torná-los reféns da própria ignorância. Acabam doando o pouco que conseguem ganhar para sustentar a indústria da mentira e a falácia religiosa que ludibria as “ovelhas desgarradas”.

    Até para ter um propósito de vida é preciso que o indivíduo tenha um mínimo de discernimento e liberdade de expressão, a fim de fazer as melhores escolhas possíveis e ter uma assertividade maior no seu contexto de vida. A paz,a harmonia e o equilíbrio são imprescindíveis para ter uma qualidade de vida necessária para propor algo produtivo para a própria vida.

    Acredito que o maior propósito de vida seria encontrar a felicidade que não se encontra na riqueza acumulada e nem no poder. Seguir o rastro do que nos faz bem já é uma pista importante a ser trilhada, porque não existe um modelo único a ser buscado, pois as necessidades de cada um é específica. Talvez o maior propósito da vida seja seguir o coração, aquela voz interior que fala algo que só aqueles que estão abertos para as possibilidades são capazes de ouvi-la.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Hernando

      Ao comentar o texto do Dr. Telmo Diniz você o faz com muita sabedoria, o que lhe é peculiar. Destaco com ênfase o que diz aqui:

      “Acredito que o maior propósito de vida seria encontrar a felicidade que não se encontra na riqueza acumulada e nem no poder. Seguir o rastro do que nos faz bem já é uma pista importante a ser trilhada, porque não existe um modelo único a ser buscado, pois as necessidades de cada um é específica.”

      Abraços,

      Lu

      Responder
  3. Claudia Frazão

    Lu
    Realmente não é fácil saber o que buscamos na vida. Lendo o texto vejo que estou completamente desmotivada, mas sigo tentando me conhecer melhor a cada dia. Difícil pra mim reconhecer minhas qualidades e descobrir meus talentos, mas sigo em frente.

    Abraços

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Cláudia

      Nós somos um mix de qualidades e defeitos. Isto está no cerne de nossa humanidade. Os muitos “eus” que existem em nós vão ganhando poder à medida que o alimentarmos. Você me acompanha há um longo tempo (embora ande sumida ultimamente) e sei o quanto é inteligente, sensível e generosa. O que vive agora é um momento de desmotivação e desesperança, o que tem acontecido à grande maioria da gente brasileira. Li recentemente que a cada dia mais e mais pessoas são medicadas com antidepressivos. Ainda assim, não podemos deixar o nosso “eu” da sabedoria e da bondade morrer em meio ao caos que vemos dia a dia. Precisamos de força de vontade para nos segurarmos ainda que seja num galho com uma única folhinha verde. Você é uma escritora nata. Use este talento para se fortalecer mais e mais, sem jamais colocar sua felicidade na mão de quem quer que seja. Você é a única responsável por si mesma. Lembre-se, sobretudo, que você é uma pessoa do bem e o bem sempre acaba vencendo. Conte sempre comigo.

      Beijos,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *