Girolamo Batoni – ENEIAS FUGINDO DE TROIA
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

enetroia1

 Pompeo Girolamo Batoni (1708-1787), pintor italiano do período do Rococó, teve grande prestígio em Roma, sendo dono de uma retratística muito apreciada principalmente pelos aristocratas ingleses. Quando iam à Roma, eles encomendavam retratos pomposos, representados em cenários cheios de antiguidades, ruínas e obras de arte, o que era próprio do estilo do adotado pelo pintor. Foi aprendiz de Sebastiano Conca e Francesco Imperiale.

A composição denominada Eneias Fugindo de Troia é uma obra do artista. Mostra Eneias — um valente guerreiro troiano protegido pelos deuses —, fugindo da cidade de Troia que se encontra em chamas. Leva às costas o seu pai Anquises, já bastante idoso, e tem o filho Lulo, ainda criança, agarrado às suas vestes. Atrás deles está sua mulher Creusa, correndo, a acompanhá-los. A cena é mostrada com o grupo já fora da cidade, tendo às costas suas muralhas e no céu os clarões das chamas provocadas pelo incêndio.

Creusa, com as vestes esvoaçando ao vento, mostra-se visivelmente amedrontada, enquanto segue o marido, o filho e o sogro. Seu rosto volta-se para a sua direita, como se observasse algo aterrador. Seu braço direito estendido repassa a impressão de que ela busca se agarrar ao esposo. A distância entre ela e o pequeno grupo já sugere a separação que haverá entre eles, quando Creusa se perderá pelo caminho.

Eneias era filho da deusa Afrodite e Anquises. Ele teria que fugir, conforme conselhos de sua mãe, para levar avante o nome de Troia, ainda que fosse em outras terras, contudo, para sua infelicidade, na fuga sua mulher perde-se dele.

Ficha técnica
Ano: c. 1750
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 76,7 x 97 cm
Localização: Galleria Sabauda, Turim, Itália

Fonte de pesquisa
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
Mitologia/ Thomas Bulfinch

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *