Petrus Christus – O OURIVES

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

santel
Na sua composição denominada O Ourives, o artista faz uso de um espaço bem pequeno, onde consegue botar em harmonia três figuras, e ainda duas outras pintadas num espelho convexo, juntamente com três casas. Este quadro foi encomendado pela guilda dos ourives de Bruges para sua capela. Especulou-se em 1817 que a figura principal da pintura representava Santo Eloi, padroeiro dos ourives, o que resultou na inserção, por meio de pintura, de um halo de santidade à figura. Porém, no fim do século XX identificou-se a figura como sendo  uma representação realista ou um retrato de um ourives real de Bruges, pertencente ao século XV.

O espelho passa impressão de que capturou a imagem de dois homens que trafegam pela rua, mas, curiosos, eles olham para o interior da oficina do ourives. À época, as leis do sindicato exigiam que as oficinas que trabalhavam com metais preciosos permanecessem abertas, a fim de mostrar aos compradores que esses eram legítimos. Presume-se que o retrato do homem com o falcão, presente no espelho, seja o do próprio pintor.

Na pintura o ourives, com uma pequena balança na mão esquerda, está atendendo a um rico casal. Enquanto ele pesa o anel, o homem e a mulher observam-no com atenção. Mas ao invés de prestar atenção no seu trabalho, o ourives olha para o alto, o que levou a presumir-se que isso que era representado como Santo Eloi, o padroeiro dos ourives, que antes havia também trabalhado como ferreiro.

Atrás do ourives, na prateleira mais baixa, encontram-se mostruários com anéis, colares, broches e pérolas, assim como um recipiente feito com ouro e cristal, tendo um pequeno pássaro em cima da tampa que provavelmente servia para guardar a Hóstia Sagrada. Próxima à cortina vê-se uma taça feita com casca de coco. Há um “galho” de coral, encostado à parede, além de duas pedras conhecidas como “pedras de toque”. Acima estão três jarras de prata e uma fivela de ouro e pedras. Há também um rosário feito de âmbar.

Na pintura o ourives está pesando o anel de casamento para o os dois jovens, conforme evidencia o cinto nupcial sobre o balcão, à direita do santo, artigo muito lucrativo para os ourives daquele tempo. O casal encontra-se suntuosamente vestido, em conformidade com a moda da época, portanto, provinha de famílias ricas, possivelmente ligadas à corte do duque de Borgonha.

A mulher usa um belo vestido de cintura alta, feito com brocado, trazendo motivos em granada. A parte dourada de seu chapéu é bordada com pérolas. Sua mão esquerda está estendida em direção ao santo, como se quisesse pegar o anel. O homem também se encontra elegantemente vestido, usa um chapéu preto, onde se encontra uma joia e uma grossa corrente de ouro no peito. À época era muito comum o uso de joias pelos homens.

Causa surpresa o fato de haver uma inscrição em latim na borda inferior da pintura, onde o artista deixa assinalado seu nome e a data em que o trabalho foi feito, levando em conta que naquela época os artistas eram praticamente anônimos e não se atinham a tais preocupações. O desenho do coração, próximo à assinatura, pode levar à conclusão de que Petrus Christus era também ourives, pois se trata de um sinal usado pelos miniaturistas e ourives.

Não se conhece todo o trajeto desta obra que se pensava ser de cunho religioso e que também fazia propaganda do sindicato dos ourives. Ela apareceu no século XIX nas mãos de um colecionador alemão que, por sua vez, diz tê-la comprado de um holandês.

É interessante observar que os pequenos pesos da balança encaixam-se perfeitamente, sendo guardados dentro um recipiente redondo que se encontra aberto, próximo à balança. Moedas de ouro estão sobrepostas no balcão, à esquerda do ourives.

Curiosidade
Em razão de terem colocado depois uma auréola na cabeça do personagem, conforme foi comprovado por uma perícia feita no século XX, supõe-se que o retrato era de um ourives, que viveu em Bruges. Estaria ele passando por Santo Eloi?

Ficha técnica:
Ano: 1449
Técnica: óleo em painel
Dimensões: 100,1 x 85,8
Localização: Metropolitan Museum of Arte, Nova Iorque, EUA

Fontes de pesquisa
Los secretos de las obras de arte/ Editora Taschen
Defrocking St.Eloy: Petrus Christus’s “Vocational …

2 comentários em “Petrus Christus – O OURIVES

  1. Leila

    Lu,

    Linda obra! A riqueza de detalhes descritos por ti são quase imperceptíveis aos meus olhos nu.

    Abraços,

    Leila

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Leila

      O interessante na arte da pintura é isso, descobrir um mundo de informações numa tela aparentemente simples. O Petrus Christus era perito nisso. Você sempre atingindo o âmago da obra.

      Beijos,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *