SARCOPENIA – ATENÇÃO AO ENVELHECIMENTO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria do Dr. Telmo Diniz

Sarcopenia é um processo natural e progressivo, caracterizado pela perda de massa muscular que ocorre por ocasião do envelhecimento. No texto desta semana vamos tratar de um assunto muito falado entre os geriatras e que é de extrema importância para uma qualidade de vida com independência em idades mais avançadas.

O envelhecimento é naturalmente acompanhado de uma lenta e progressiva diminuição da massa muscular. Com o tempo, ela acaba sendo substituída por colágeno e gordura. A redução excessiva desse suporte, junto da diminuição da capacidade funcional da musculatura, é que está por trás da sarcopenia. Isso já se inicia a partir dos 30 anos, mas se acentua após os 40 e pode ir piorando ano a ano, se algo não for feito.

Os maiores inimigos da independência individual na velhice são as deficiências cognitivas características das demências e a perda da massa muscular. A sarcopenia representa um fator de risco importante para a fragilidade e a perda de independência nas pessoas mais idosas. Também está ligada a um maior risco de sofrer acidentes, quedas e fraturas.

As causas da sarcopenia são várias, tais como:

  • vida sedentária,
  • queda dos níveis de testosterona, estrogênio e hormônio do crescimento,
  • infiltração de gordura entre as fibras musculares,
  • perda dos neurônios que conduzem o estímulo aos músculos,
  • resistência à insulina,
  • deficiência de vitamina D,
  • até uma ingestão deficitária de proteínas na dieta.

O grupo que corre maior risco de sarcopenia incapacitante é daqueles que enfrentam períodos longos de inatividade, como nas internações hospitalares – foi o que ocorreu com o sr. Aurélio, que tiver o prazer de conhecer recentemente e que me inspirou a escrever esta coluna, além de ser um dos meus leitores fiéis. Existe uma estimativa aproximada de que a imobilidade dos mais idosos em leitos hospitalares provoque a diminuição de até 2% da massa muscular por dia, ou seja, pode ocorrer uma perda de massa magra de 30% numa internação de apenas 15 dias.

Quando a sarcopenia começa a dar os sinais de fraqueza muscular é porque o processo já se encontra mais avançado. Por exemplo, a pessoa passa a ter dificuldade para subir uma escada, sentar e se levantar sozinha, abaixar-se e pegar um objeto que caiu no chão, etc. Se providências não forem tomadas a tempo, a sarcopenia passa a prejudicar a capacidade de manter as atividades no dia a dia com independência.

As pessoas de mais idade com esses tipos de dificuldades, se não quiser ficar dependente do cuidado de terceiros, deve combater a sarcopenia. As estratégias de prevenção mais estudadas e que dão mais certo para corrigir a perda de massa muscular envolvem o estilo de vida. A influência dos exercícios com levantamento de pesos e de força contra resistências mostrou aumentos significativos da massa muscular. Aliado aos exercícios musculares, deve ocorrer melhora da nutrição, com aumento da carga de proteínas na dieta diária. A suplementação pode, em alguns casos, ser considerada, porém deve ser acompanhada por médico ou nutricionista. Sua independência física na terceira idade vai depender de uma musculatura robusta. Pense nisso!

Nota: imagem copiada do blog.jaleko.com.br

4 pensou em “SARCOPENIA – ATENÇÃO AO ENVELHECIMENTO

  1. Clara Coronet

    Querida Lu,
    faz tempo que acompanho teus posts, e em cada um deles levo pra mim e para mais alguns, boas informações.

    Obrigada pela tua disposição em ajudar o próximo.

    Beijoca.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Clara

      É muito bom saber que o nosso site tem sido propagado através de amigos como você, pois esta é a nossa única forma de propaganda deste espaço. Agradeço muitíssimo a sua presença constante neste espaço e o seu comentário.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  2. Irene Autor do post

    Lu
    Gostaria de saber um pouco sobre você que presta uma inestimável ajuda a tantas pessoas! São tantos e variados os assuntos abordados, todos eles de enorme importância para população!

    Não pode imaginar quantas pessoas da minha amizade se valem das informações recebidas e as divulgam. Tantos esclarecimentos que levam à reflexões sobre a própria vida e o desejo de se adequarem melhor. É uma aprendizagem à distância.

    Sei que todos aqueles que a leem gostariam de dizer-lhe: Obrigada, Lu!

    Deus a abençoe e ilumine sempre.

    Abraço carinhoso,

    Irene

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Irene

      Como é bom receber um comentário como o seu. Significa que meu trabalho e o daqueles que deste espaço participam, como o Dr. Telmo Diniz, não tem sido em vão. Uma resposta carinhosa como a sua me dá ainda mais vigor para continuar com este cantinho que na maioria das vezes é fruto de muitas pesquisas.

      Sou uma pessoa comum como qualquer outra. Talvez o meu diferencial esteja apenas no desejo de levar mais informações às pessoas, sabedora de que o acesso à arte, à medicina e ao conhecimento de modo geral seja excessivamente oneroso em nosso país. Outro fator que me levou a criar este site foi desmitificar as doenças mentais (minha família materna é portadora de depressão, herança que me foi repassada) e servir de ponto de apoio para tantos amiguinhos e amiguinhas que aqui chegam totalmente desnorteados com as tais. Como vê, o que tenho de sobra é somente a vontade de ser útil.

      Agradeço muitíssimo o seu carinho em repassar links deste nosso site às pessoas de sua amizade, pois é assim que este cantinho vem crescendo. Cada pessoa que aqui chega através de sua bondade em indicá-lo mostra o quanto é generosa.

      Amiguinha, sou eu quem lhe agradece e a todos que compartilham este espaço. Sem vocês ele seria apenas um amontoado de palavras soltas no mundo virtual. Obrigada, mil vezes obrigada!

      Um beijo no coração,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *