Valdés Leal – AS TENTAÇÕES DE SÃO JERÔNIMO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

O pintor e gravador barroco espanhol Juan de Valdés Leal (1622 – 1690) era filho de um ourives português e de uma sevilhana. Não existem informações sobre sua formação. Presume-se que tenha sido aluno de Antonio del Castillo Saavedra em Córdoba. Possuía uma oficina em sua casa, ali realizando seus primeiros trabalhos. Com o surgimento da epidemia de cólera em 1649, o artista mudou-se com sua família para Sevilha onde angariou uma boa clientela, ainda assim, sua precária economia acompanhou-o pelo resto da vida. Juan de Valdés  Leal possuía um estilo barroco tendendo para o tenebroso. Em seu estilo dramático ele valorizava mais a expressão do que a beleza. Sua arte possuía um desenho forte, uma cor brilhante, uma sensação de movimento e uma iluminação dramática. O artista é tido, ao lado de Murillo, como um dos mais renomados representantes da pintura barroca na Espanha.

A composição religiosa intitulada As Tentações de São Jerônimo é uma obra do artista. Fazia parte de uma grande encomenda (cerca de 18 telas) feita pelo mosteiro hieronimita de Buenavista e na qual estavam incluídos episódios da vida do santo, assim como retratos de corpo inteiro dos irmãos da ordem. A série tinha por objetivo decorar a sacristia do convento de São Jerônimo de Buenavista em Sevilha. A pintura segue a composição feita por Zurbarán para Guadalupe, contudo Valdés Leal dá um refinamento em sua obra que não se encontra presente no modelo que seguiu.

O pintor retrata uma das mais frequentes tentações que o santo sofreu durante sua permanência no deserto: a aparição de belas mulheres que dançavam com sensualidade à sua volta — conforme afirmou em uma de suas cartas. Para fugir da tentação, São Jerônimo volta-se para a imagem de Jesus Cristo na cruz e ergue os braços pedindo o afastamento daquele desejo. Ele é retratado quase se nu, ajoelhado, rejeitando as mulheres lascivas — dançando e tocando instrumentos atrás dele — com o gesto de suas mãos.

O santo está ajoelhado diante de uma rocha onde se vê um grande crucifixo, um livro aberto (Sagradas Escrituras), uma pedra e uma caveira que são seus atributos. No plano inferior encontram-se outros três livros — um deles aberto — próximos à assinatura do artista. Seu rosto denotando rejeição contrasta com a postura lasciva das mulheres que usam vestidos luxuosos. É interessante observar a descrição do ambiente da caverna onde o santo vive, assim como a paisagem do deserto ao fundo.

Ficha técnica
Ano: 1657
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 222 x 247 cm
Localização: Museu de Belas Artes, Sevilha, Espanha

Fontes de pesquisa
Pintura na Espanha/ Cosac e Naify Edições
https://www.artehistoria.com/en/artwork/tentaciones-de-san-jerónimo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *