1º DE MAIO – DIA MUNDIAL DO TRABALHO

Autoria de LuDiasBH

trab

O Dia Mundial do Trabalho foi criado em 1889, Paris/França, por um Congresso Socialista. A data escolhida foi para homenagear a greve geral, acontecida em primeiro de maio de 1886, em Chicago, na época o principal centro industrial dos EUA, quando milhares de trabalhadores protestaram nas ruas contra as condições desumanas de trabalho e contra a jornada diária de 13 horas. A cidade foi tomada por passeatas, manifestações, piquetes e discursos inflamados. Por sua vez, a repressão ao movimento foi brutal. O confronto entre os operários e a polícia ocasionou muitas prisões, deixando muitos feridos e mortos.

Os operários de Chicago serviram de exemplo para os trabalhadores em todo o mundo, até os dias de hoje, mostrando-lhes que precisam lutar pela própria dignidade e pela valorização de seu trabalho, pois nada lhes vem de graça. Numa sociedade injusta, com valores corrompidos, como acontece na maioria dos países, inclusive no nosso, a luta ainda é grande e árdua, pois vivemos num planeta com mais de 7 bilhões de pessoas, onde a imensa maioria dos trabalhadores encontra-se nas classes baixa e média baixa. Vejam os dados:

  • A maior parte do crescimento demográfico futuro vai ocorrer nos países menos desenvolvidos, em que a taxa de natalidade continua elevada.
  • A melhoria dos cuidados médicos e a melhoria da nutrição aumentaram a expectativa de tempo de vida: a média global de 52 anos em 1960 passou a ser de 69 atualmente. Quanto mais baixa é a classe, menor é a expectativa de vida.
  • Desde 1960, o número de crianças que morrem antes dos 5 anos caiu a menos da metade. Contudo, nas classes baixa e média o número ainda é alto.
  • De acordo com a ONU, o acesso ao saneamento melhorado é de 35% nas classes de renda baixa e de 50% na de renda média baixa.
  • As cinco principais causas de morte ocasionadas por doenças infecciosas são: doenças respiratórias agudas (como a pneumonia), HIV, diarreia, tuberculose e malária.
  • A alfabetização atinge 82% das pessoas no mundo, mas, para aqueles que vivem onde o material impresso, mesmo em placas ou embalagens, é raro, a leitura corre o risco de se perder. Nas classes de rende baixa ainda existem 34% de analfabetos e na de renda média baixa 20%.
  • As melhorias na educação afetam não só o desenvolvimento econômico, mas a população: quanto mais escolarizada é uma mulher menos filhos ela provavelmente terá.
  • O crescimento demográfico natural de um país é obtido subtraindo os óbitos da quantidade de nascimentos. Ele não leva em conta a imigração e nem a emigração. A taxa cresce mais nas faixas de renda baixa e na de renda média baixa.
  • A taxa de fecundidade vem caindo devido ao declínio da mortalidade infantil, melhora da situação econômica e escolarização das mulheres. Na classe baixa são 4 filhos por mulher e na media baixa são três.
  • Mais de 200 milhões (3% da população mundial) de pessoas vivem fora do país em que nasceram.
  • Em 2008 mais da metade da população já vivia em zonas urbanas (51%). A maioria dessas pessoas mora em cidades com menos de 500 mil habitantes.
  • A maioria da população mundial acessa a internet por meio de computadores instalados em bibliotecas, locais de trabalho ou “lan houses”.
  • Os computadores ainda são um luxo para a maioria, devido ao custo e à falta de infraestrutura para o fornecimento de eletricidade e de conexão à rede mundial.
  • O automóvel é o maior símbolo de ascensão social e econômica. Os carros são uma das principais fontes de gás carbônico. Na índia, a venda de automóveis quadruplicou desde 1998.
  • A demanda por energia só aumenta as emissões de dióxido de carbono. A China já ultrapassou os EUA na emissão total, mas, per capita, as emissões americanas são quatro vezes maiores.
  • 40% dos trabalhadores trabalham no setor de serviços; 38% na agricultura e 22% na indústria.
  • A China é a nação mais populosa, mas até 2030 ela perderá tal ranking para a Índia.

Obs.:
Os dados foram retirados da revista National Geographic de março/ 2011

Nota: obra ilustrativa, Operários, de Tarsila do Amaral

4 comentários sobre “1º DE MAIO – DIA MUNDIAL DO TRABALHO

  1. Leila Gomes

    Acredito que será eternamente válida a célebre frase “O trabalho dignifica o homem”. O trabalho enobrece e fortalece.

    Abraços,

    Leila e Pedro

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Leila

      O mais triste é ver que alguns homens nunca trabalharam, embora detenham as maiores fortunas do país.

      Abraços,

      Lu

      Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Leila

          É um ser acéfalo, que em nada contribui para a ascensão do planeta Terra. Só servirá de adubo, apenas.

          Abraços,

          Lu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *