Albrecht Altdorfer – A BATALHA DE ISSUS

Autoria de LuDiasBH

Abisso

Abisso1

O artista foi fiel à verdade histórica somente quando lhe convinha, quando fatos históricos eram compatíveis com as exigências de sua composição. (Rose-Marie Hagen)

A composição denominada A Batalha de Issus, também conhecida como A Batalha de Alexandre em Issus, ou ainda Vitória de Alexandre, é uma obra do artista alemão Albrecht Altdorfer, que retrata o momento da vitória de Alexandre, o Grande, sobre Dario III, da Pérsia, em 333 a.C. A obra foi encomendada ao pintor pelo duque da Bavaria, Guilherme IV. Encontra-se entre as 50 pinturas mais famosas do mundo.

A Batalha de Issus chama a atenção, sobretudo, pelos milhares de soldados de infantaria, cavalos e lanças presentes na cena. Há também a presença de mulheres na batalha, o que para alguns trata-se de uma invenção do artista. Até então, a história da arte nunca havia registrado tamanha grandeza. Tem-se a impressão de que o artista, para pintar o campo de batalha, posicionou-se no alto, bem acima dele. É impossível identificar qualquer figura humana no quadro, mas para identificar a batalha, o artista pintou uma tabuleta, que parece esvoaçar acima do campo de guerra. A inscrição nela contida era originalmente em alemão, sendo substituída depois pela língua latina, e fala sobre a vitória de Alexandre sobre Dario III.

Os homens de Alexandre são pintados com traje e armadura completos, ao contrário dos de Dario, com seus turbantes gastos e montaria incompleta. É possível observar o corpo de muitos soldados e cavalos espalhados pelo chão. Ao meio, mais para esquerda, está o rei persa em sua carruagem, puxada por três vistosos cavalos brancos. O céu ocupa grande parte do quadro. À esquerda está a lua crescente, envolta por halos de luz, cuja aparente calma é engolida pela voracidade do pôr-do-sol à direita, cercado por pesadas nuvens, que ameaçam chuva. Enquanto os soldados de Alexandre direcionam-se para o lado do sol, os de Dario vão em direção ao da lua. Há aí uma linguagem metafórica, que retrata Alexandre como o deus-sol.

Albrecht Altdorfer, em sua pintura, divide o cenário da seguinte maneira:

• ao meio encontra-se o Mediterrâneo oriental e a ilha de Chipre;
• o Mar Vermelho pode ser visto logo depois do istmo;
• ao lado, à direita, estão o Egito e o rio Nilo, inclusive representado com seus sete braços.
• à esquerda está o Golfo Pérsico;
• abaixo do topo da grande montanha vê-se a Torre da Babilônia.

A opção do artista pela forma vertical do quadro deveu-se ao local onde esse seria exposto. Infelizmente, não se sabe quando, o painel sofreu um corte em seu tamanho, em todos os seus lados, principalmente na parte superior, onde se avista o céu, que era bem maior do que ora se apresenta. E historicamente dizendo, a Batalha de Issus foi travada entre Alexandre, o Grande, e Dário III, rei da Pérsia, na cidade antiga de Issus, no sudoeste da Ásia Menor, Turquia, tendo vencido o primeiro. Mas Albrecht Altdorfer, tido como o primeiro verdadeiro pintor de paisagens, retrata-a nos Alpes, com uma cidade alemã ao fundo.

Detalhe 1 – Dario III em sua carruagem;
Detalhe 2 – Mulheres no campo de batalha;
Detalhe 3 – Soldados de ambos os exércitos;
Detalhe 4 – Cada soldado é bem detalhado e único, apesar de seu grande número.

Ficha técnica
Ano – 1529
Técnica: óleo sobre madeira
Dimensões: 158,4 x 120,3 cm
Localização: Bayerisch Staatsgemäkdesammlugen, Munique, Alemanha

Fontes de pesquisa
Renascimento/ Taschen
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Battle_of_Alexander_at_Issus
https://www.ibiblio.org/wm/paint/auth/altdorfer/battle-issus/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *