Arte de Rua – CRAOLA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

rot3

Muitas das pinturas pessoais que faço hoje representam um mundo que ainda não consigo nomear. Há coelhos loucos, bandos de pássaros e crianças assumindo o controle de geringonças voadoras. Há pesadelos sendo superados nesse mundo por crianças… (Craola)

Como a nossa imaginação toma conta, temos a tendência de deixar o que é normal e ir para fora de nós mesmos para visitar outros lugares. É por isso que eu pinto o que me inspirou ao longo dos anos para crescer como artista. É a busca constante para o que está do lado de fora. (Craola)

O estadunidense Greg Simkins, nascido em Los Angeles, em 1975, é um dos grandes nomes do grafite e da pintura em geral. Começou a pintar ainda criança, mas só aderiu à pintura urbana aos 17 anos, quando assumiu o apelido de Craola. Ele diz que teve uma imaginação fértil desde criança e o que costumava ganhar forma com lápis de cera e lápis, acabou evoluindo para a pena a e tinta.

A arte do grafite trouxe confiança para Craola que pinta hoje grandes obras, onde leva em conta a teoria da cor e a perspectiva, sempre desenvolvendo suas habilidades artísticas, aplicadas mais tarde em seu trabalho com acrílico.

Simkins recebeu o diploma de bacharel no Studio Art da California State University, de Long Beach, em 1999, vindo a trabalhar como ilustrador para várias empresas de vestuário, depois em jogos de vídeo, enquanto tentava pintar nos seus momentos livres. Mas em 2005, ele optou pela pintura em tempo integral. Tem sido sucesso em várias exposições e vendido bem seu trabalho. Sua arte também é vista numa grande variedade de indústrias de roupas, jogos de vídeo, brinquedos, etc..

Fontes de pesquisa
O Mundo do Grafite/ Nicholas Ganz
http://www.imscared.com/

Um comentário sobre “Arte de Rua – CRAOLA

  1. Pedro Rui

    Adorei esta pintura, dou muito valor à arte urbana porque tenho vista muita, tenho colegas que a fazem.
    Esta pintura está de mais, as suas cores são belas, as aves estão exuberantes. A obra em si não podia estar mais bela, o artista merece todos os valores.
    Abraços

    Rui Pedro

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *