Di Cavalcanti – BORDEL

Autoria de LuDiasBHdi12345

Na sua composição Bordel, Di Cavalcanti apresenta quatro roliças personagens femininas, que preenchem quase toda a tela, como se fossem um bloco único. As bordas da pintura são irregulares, feitas com a mesma sinuosidade vista nos corpos das mulheres.

As quatro prostitutas encontram-se no interior de um bordel. Duas delas são mulatas, a terceira é loira e a quarta é negra. Todas elas possuem olhos grandes, bastante maquiados, lábios e unhas pintados de vermelho e roupas sensuais. A loira, que se encontra ao meio, olha-se no espelho ao fundo, que está seguro pela negra e pela mulata.

Ao fundo, descortinam-se o mar e as montanhas.

Ficha técnica
Ano: 1940
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 80 x 103 cm
Localização: Acervo da Fundação José e Paulina, Nemirovsky, São Paulo, Brasil

Fonte de pesquisa
Di Cavalcanti/ Coleção Folha

2 comentários sobre “Di Cavalcanti – BORDEL

  1. Edward Chaddad

    LuDias
    Perdoe-me a ignorância. Como você sabe, sou totalmente leigo em matéria de pintura. Mas logo que vi esta , desconfiei. Duas mulatas, uma negra e uma loira. Deveria haver uma explicação. Fui à pesquisa e logo dei de cara com a expressão “o mulatista-mor da pintura nacional” a Di Cavalcante atribuída. E ressalte-se que a pintura foi feita ao tempo de período de racismo terrível que habitava nosso país (embora ainda exista, mas é muito menor).

    Di Cavalcanti aceitava esta expressão e dizia: “A mulata, para mim, é um símbolo do Brasil, ela não é preta nem branca, nem rica nem pobre. Gosta de dança, gosta de música, gosta do futebol, como o nosso povo. Imagino ela deitada em cama pobre, como imagino o país deitado em berço esplêndido”(fonte da consulta http://artesehumordemulher.wordpress.com/pinturas-de-di-cavalcanti/)

    Pense nestas palavras em um tempo daqueles. Ele realmente enfrentou o preconceito. Em algumas pinturas, trouxe mulher loura. E foi busca-la lá na França, em período que lá viveu. Uma das obras foi Clarisse. Lendo vários textos, acredito que era enaltecedor da beleza do ser humano brasileiro, máxime a miscigenação aqui existente, que é uma das maiores riquezas de nosso País.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ed

      Nós estamos aprendendo juntos sobre pintura, uai.
      Eu também era muito ignorante no assunto.
      Veja: Pintores Brasileiros – DI CAVALCANTI, ainda no índice da primeira página.
      Ele foi realmente uma grande figura humana.
      Seus trabalhos são maravilhosos.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *