Giuseppe Arcimboldo – QUATRO ESTAÇÕES / QUATRO ELEMENTOS

Autoria de LuDiasBH

quaes   quael

 O Verão é quente e seco, como o Fogo. O Inverno é frio e molhado, como a Água. O Ar e a Primavera são ambos quentes e molhados, e o Outono e a Terra são frios e secos. (Giambattista Fonteo)

As alegorias referentes às Quatro Estações e aos Quatro Elementos não foram invenções de Giseppe Arcimboldo. A novidade encontrava-se na forma como o artista representou-as, ou seja, em forma de cabeças, embora antes dele já houvesse cabeças compostas com diversos objetos, mesmo antes do Renascimento. A pintura criativa, engenhosa e cheia de detalhes do artista é que fez toda a diferença.

O famoso pintor italiano Giuseppe Arcimboldo pintou a primeira série das Quatro Estações, composta por “Primavera”, “Verão”, “Outono” e “Inverno”, em 1563, quando se encontrava a serviço do Imperador Fernando I. Infelizmente, o “Outono” dessa primeira série perdeu-se. Mas o pintor fez outras séries com pequenas diferenças, mas todas elas dotadas do mesmo nível de qualidade e criatividade.

O tamanho das quatro telas de Quatro Estações é igual e todas ostentam uma guirlanda de flores em volta da figura. A grinalda possui forma retangular, e mostra-se bem diferente do estilo das pinturas. Existe a hipótese de que tenha sido agregada à tela mais tarde. O fundo escuro das telas dá projeção às figuras. Há muitas simetrias simbólicas nas quatro composições. As cabeças encontram-se de perfil, duas voltadas para a direita e duas para a esquerda. Na ilustração do texto temos: “Verão e Primavera” e “Inverno e Outono”.

Depois vieram os Quatro Elementos, compostos por “Água”, “Fogo”, “Terra” e “Ar”, sendo que os dois últimos não foram ainda localizados. Também são obras famosas do pintor: “O Advogado”, “O Cozinheiro” e “O Escanção”, estando as duas últimas perdidas. Assim como nas telas relativas Às Quatro Estações, as pinturas referentes aos Quatro Elementos são pintadas sob a forma de uma cabeça em perfil.

Para Giambattista Fonteo, ajudante e amigo de Arcimboldo, as séries Quatro Estações e Quatro Elementos possuem várias características comuns, a começar pelo número quatro, e pelas características pares: frio/quente, molhado/seco.

Por ocasião do Ano Novo, os súditos do Imperador presenteavam-no. E em 1569, o Imperador Maximiliano II recebeu de Arcimboldo as séries Quatro Estações e Quatro Elementos, acompanhados de um poema (com 308 estrofes) de Giovanni Battista Fonteo, amigo e ajudante do artista, relativo aos quadros, o que reforça a ideia de que esses foram feitos para o Imperador, que muito os apreciou, inclusive postando-os em seu quarto de dormir. Também reafirma a suspeita de que a arte de Arcimboldo estava correlacionada com a vida na corte, podendo ser explicada em termos de “alegorias imperiais”.

A composição dessas séries, sempre pedidas pelo Imperador, a quem servia o artista,  reafirmou o talento de Giuseppe Arcimboldo como pintor, tornando-o muito conhecido em sua época. Têm sido motivo de estudo até os dias de hoje, no que diz respeito à história do pensamento humano, levantando uma série de abordagens. É preciso levar em conta, sobretudo, que na corte em que vivia Arcimboldo, havia um grande número de intelectuais, alquimistas e mágicos, havendo, portanto, no século XVI, uma grande proximidade entre as artes e aquilo que se tinha como as ciências da época.

Nota: conheçam as obras acima em detalhes, aqui neste blog, procurando no ÍNDICE GERAL por MESTRES DA PINTURA  e depois pelo nome do pintor.

Fontes de pesquisa:
Arcimboldo/ Editora Paisagem
https://www.nga.gov/exhibitions/2010/arcimboldo/arcimboldo_brochure.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *