Mestres da Pintura – LUCAS CRANACH, O VELHO

Autoria de LuDiasBH

Lucraove
O pintor renascentista alemão Lucas Cranach, o Velho, (1472- 1553), que também trabalhou com xilografias e gravuras, nasceu em Kronach, tendo adotado o nome de sua cidade natal como sobrenome. Possivelmente teve o pai como professor. Entre 1500 e 1504, trabalhou em Viena, onde participou dos círculos humanistas. E a partir de 1505, trabalhou como pintor na corte de Wittenberg, com Frederico, o Sábio. Ali comandou uma grande oficina. Sua posição tinha tanto destaque na cidade, que alguns anos depois, ele se tornou conselheiro e, posteriormente, seu presidente, tornando-se um dos homens mais ricos do lugar.

Lucas Cranach recebeu grande influência da pintura da região alpina e das obras de Albrecht Dürer, criando um estilo especial para sua obra, em que unia paisagens e cenas narrativas, resultando num todo romântico. Contribuiu enormemente para o desenvolvimento da pintura no sul da Alemanha, sendo considerado fundador da Escola do Danúbio. Durante uma das viagens do pintor à Holanda, em 1508, recebeu inspiração das pinturas italianas e holandesas.

O artista foi tido como o pintor da Reforma Protestante, sendo o responsável por muitas ilustrações nos escritos de Lutero, seu amigo, que por sua vez patrocinou um de seus filhos. Embora fosse amigo do reformista, também executou trabalhos para seus adversários. Executou inúmeras obras para decoração da igreja e residência de Alberto, em Halle, feitas de acordo com a tradição católica, pois, indiferentemente do que pensava, tinha que manter a sua oficina. Portanto, além de propagandista da Reforma, ele fez inúmeras obras com temas católicos, como O Martírio de Santa Catarina.

As obras de Lucas Cranach, o Velho, na sua maioria, em razão da grande procura, eram executadas em sua oficina, onde contava com a ajuda de seus filhos assistentes. Inicialmente, ele punha suas iniciais em seus trabalhos, passando mais tarde a exibir apenas o emblema de sua oficina. Seus nus eram, ao mesmo tempo, apoiados na mitologia e na religião. Seu filho, Lucas Cranach, o Jovem, seguiu os mesmos passos do pai.

Nota: autorretrato do pintor

Fontes de pesquisa:
Los secretos de las obras de arte/ Taschen
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

2 comentários sobre “Mestres da Pintura – LUCAS CRANACH, O VELHO

  1. Salvatore Cardone Autor do post

    Lu

    Tenho algumas obras feitas a óleo, crayon e alguns esboços.Tenho também alguns poemas que gostaria de publicar. Como faço para me cadastrar e participar deste site?

    Sall

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Sall

      É um grande prazer recebê-lo neste espaço, em que o nosso compromisso é com a arte e a cultura.

      O blog está aberto a publicar o trabalho de leitores, sem necessidade de cadastro, desde que estejam de acordo com seus princípios. Todos passam pelo meu crivo, podendo eu consertar erros ortográficos e fazer algumas modificações no formato de textos, para melhor adequar-se ao programa. Outro ponto fundamental é que o artista deve repassar, depois de publicado, o link de sua postagem para seus contatos, além de responder a todos os comentários que houver, inerentes a seu trabalho publicado.

      Quando se tratar de obras, eu envio um questionário sobre a obra ao artista, para que possa compor o texto. Pois não publicamos obras sem informações.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *