PALAVRAS DE SOLIDARIEDADE QUE DÃO VIDA!

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de Oswaldo Dalton

mandi1234567

Sou leitor assíduo deste blog e, lendo a história de uma leitora, não pude deixar de emocionar-me, e resolvi dizer-lhe algumas palavras, que talvez a possam levá-la a uma melhor reflexão sobre a vida. Sou idoso. Daqui a alguns anos, o meu terceiro turno vai se esgotar. E, nem por isto, deixo de viver o presente, com a maior força possível, pois ele é o que importa. Existe, li há algum tempo, uma tríade que todos nós temos interligada: pensamento, emoção e comportamento. Sempre que agimos – de uma forma ou de outra – estaremos percorrendo este caminho. Ninguém escapa deste percurso.

Quando nosso pensamento é negativo (por vezes, nem o percebemos, pois já está fazendo parte de nosso sofrer), estamos turbinando, negativamente, nossas emoções, o que gera extrema ansiedade, como se o mundo estivesse acabando, e fosse ocorrer um desastre iminente. Aí o TAG é diagnosticado. Com a ansiedade elevada ao grau máximo, nosso comportamento também é alterado, como você, amiga, bem descreve: “meu sono, que nunca foi abalado, está totalmente descontrolado, não consigo me concentrar no trabalho, é um bolo na garganta, só faço chorar”. Você é forte. A primeira palavra que disse foi: Boa tarde! Isto demonstra que há muita força em seu coração e, que pode mudar a vida.

Tenho um amigo que perdeu o filho às vésperas de sua formatura para médico, quando a família esperava que o menino maravilhoso, que só alegrias levava a todos, tivesse seu momento mais feliz. Ele estava em um cinema, divertindo-se, quando o resultado dos exames médicos – de rotina – chegou, inclusive o próprio médico, face à tragédia, encarregou-se de levá-los, até à casa de seu pai, meu amigo. Diagnóstico trágico: leucemia aguda. Significava somente alguns meses de vida. O mundo desabou violentamente sobre toda a família. Meu amigo juntou suas economias e partiu com o filho para os EEUU (na época não havia condições aqui, para um eventual tratamento). O jovem viajou sem entender muito bem a gravidade de sua situação, alegre como era. Seus pais faziam um esforço extraordinário para não demonstrar os sentimentos da imensa dor que lhes causava o acontecimento. Eles poderiam ter pensamentos negativos, porém, com bastante controle emocional, buscaram a cura do filho fora do país. Mas não foi possível. Ele morreu. Quando o pai chegou ao Brasil, fui um dos primeiros a tentar consolá-lo. Abracei-o intensamente. Ficamos assim, por minutos, e ele me dizia, chorando:

-Você se lembra como ele era? Saiu daqui dando risadas e, até de certa forma, feliz. Agora, voltei apenas com suas cinzas.

Meu amigo não teve condições de transportar o corpo do filho até o Brasil, e teve que consentir na cremação. Hoje, já idoso, ainda vive com a esposa e dois filhos. Continuou a sua jornada. Voltou a sorrir, embora jamais se esquecerá desse sofrimento.

Você, minha amiga, já pensou que há milhares de pessoas sofrendo, e, que de uma forma ou de outra, conseguem atravessar as paredes deste paradoxo, e conseguem voltar a sorrir como meu amigo? A vida é uma jornada e também um paradoxo. Temos que estar preparados para as alegrias e as tristezas, as quais todos encontrarão. Para isso, é importante que consigamos enfrentar nossas grandes decepções e nossos sofrimentos mais agudos com humor (no sentido genérico), e busquemos a superação, reunindo todas as nossas forças, para vencer mais uma etapa de nossa caminhada. Como iniciar tal enfrentamento? Como derrubar a parede que surge entre nossos sentimentos mais difíceis de serem suportados e aqueles que nos levam a gostar de viver? Voltemos ao que falei no início, na tríade que ressaltei: pensamento, emoção e sentimento. Você hoje está intensamente tomada por pensamentos negativos. E isso está lhe proporcionando ansiedades generalizadas e comportamentos ruins, como descontrole e dificuldades para trabalhar, o tal nó na garganta e o só pensar em chorar.

Que tal, amiga, até o retorno à sua consulta médica, começar a pensar positivamente? Tentar afastar os pensamentos negativos, a premissa de tudo que lhe está acontecendo? Sei que é difícil, mas, por que não começar a buscar saídas para a sua vida, longe desses pensamentos difíceis de serem suportados? Lembre-se de como sofreu meu amigo. Como conseguiu superar o sofrimento da perda tão significativa, como a vida de seu filho, prestes a se formar? Sei que ao ver sua esposa muito sofrida, seus filhos, irmãos e sobrinhos, todos preocupados com ele e sua mulher, sabia que tinha que superar, e continuar a caminhar pela vida, ver muito nascer do sol e chegada da lua.

Tive uma amiga que sofria muito com a obesidade, e mais ainda com os preconceitos. Havia feito regimes de todas as espécies e  exercícios. Emagrecia e voltava a engordar, porque não conseguia manter o regime. Um belo dia, acordou-se e disse-me que ia enfrentar tudo isso, que ia mudar de vida. Passou a frequentar uma academia de ginástica e buscou o auxílio de uma nutricionista. Os dias passaram e ela emagreceu, e nunca mais voltou a ser obesa. Agora está feliz. Mudou de vida! Este é o ponto. Seus pensamentos foram positivos. Buscou uma solução e a encontrou.

Por que você, minha amiga, não faz o mesmo? Não sei bem o seu caso. Apenas contou que seu marido saiu de sua vida. Mas quer também perder a sua vida? Será que é justo?  Não poderia buscar outra saída, como aquela que trouxe forças aos meus amigos, acima citados? Em meio ao sofrimento, podemos nos afastar da realidade e deixarmos de enxergar que somos alguém. Você precisa pensar positivamente. E há muito que pode fazer, independentemente de seu trabalho, para buscar pensamentos bons. Sei que isto não irá resolver, de imediato, seus problemas. Mas é preciso dar os primeiros passos, como um bebê. Ele engatinha, cai e levanta, cai e levanta. E, de repente, não cai mais.

Você, minha amiga, precisa mudar de vida! É evidente que uma academia de ginástica e nutricionista poderão levá-la a perder seus quilos a mais, porém, o mais importante, é que estará preocupada em fazer os exercícios e a preparar seus alimentos. Já é um começo. Se há solidão, por que não praticar os sentimentos mais maravilhosos que habita o ser humano, como a solidariedade e a compaixão? Aí encontrará espaço para o pensamento positivo, e estará cercada de pessoas, que irão preencher o vazio de sua vida.

Alguns reforçam seu espírito buscando famintos nas ruas e mitigando-lhes a fome. Outros vão ao encontro dos analfabetos, ensinando-lhes a ler e a escrever. Há quem procura doentes para ajudá-los na cura, ou para estarem ao lado deles, para  suportarem o sofrimento. Há quem, nas noites de frio, achegam-se aos indigentes para lhes dar um cobertor. Existem aqueles que se dedicam às crianças doentes, portadoras de deficiências físicas ou mentais, muitas delas abandonada, exploradas, violentadas e oprimidas, ajudando-as em casas de abrigo, com alimentação, educação, cultura, saúde e o sagrado direito de viver com dignidade. Não posso me esquecer daqueles que tentam proteger a natureza e os animais abandonados. São sábios e sensíveis. Se prestarmos bastante atenção, iremos sentir que Deus habita em seus corações. A compaixão e a solidariedade, filhas legítimas do amor, são sentimentos lindos, que nos trazem bons pensamentos.

E aí está a saída: mude sua vida! Enfrente seus problemas, buscando a realidade e não se escondendo, ou se abrigando nos pensamentos negativos. Eles são a origem de todo o sofrimento que está passando. Não se avalie negativamente. Não tenha medo, atue. Busque seu espaço, e elimine de seu coração todo passado de sofrimento. Seja positiva. Olhe ao seu redor. Há um mundo maravilhoso. Precisa prosseguir na sua jornada, desfrutando a vida, que é um dom de Deus. Há que se tratar com medicamentos e com pensamentos positivos. Tenho a certeza de que terá dias muito felizes em sua vida.

4 comentários sobre “PALAVRAS DE SOLIDARIEDADE QUE DÃO VIDA!

  1. Oswaldo

    Mário

    Acho perfeito o seu entendimento. O importante no ser humano é o presente. Temos que o valorizar. O passado já se foi. O futuro a Deus pertence. Mas o presente é nosso grande e maior tesouro. Cada dia que nasce é o renascer de nossa vida. E temos que ter flores ao nosso entorno, ver o mundo com alegria e satisfação de estar vivos, desfrutando da vida, o dom de Deus.

    Abraços

    Responder
  2. LuDiasBH Autor do post

    Oswaldo

    Há muito que não lia um texto tão sensível, humano e solidário como o seu.
    Fiquei muito comovida com o amor dedicado a seus dois amigos e as palavras direcionadas à leitora.
    Simplesmente maravilhoso!

    Abraços,

    Lu

    Responder
    1. Oswaldo

      Lu Dias

      Descobri, ao escrever o texto, que também o estava escrevendo para mim. Serve, também, de âncora para a sustentação de meu próprio equilíbrio emocional.

      A tríade a que me referi foi para pessoas normais. A mesma tríade – pensamento, emoção e comportamento – está presente em todas as pessoas. Deixei de mencionar, no caso, a causa, os fatos, o contexto em que a tríade se desenvolve. Se forem pessoas normais e de boa estrutura, acabam deprimidas. Neste caso, funcionam bem os tratamentos médicos e inclusive de psicólogos. Se forem normais, porém más, violentas, desumanas, acabam cometendo atos cruéis, incluindo crimes. Se forem anormais, como os doentes mentais – podem ter os pensamentos negativos movidos por delírios. Este é outro contexto, onde presentes estão fatores estranhos – totalmente alheios à vontade daqueles que podem mudar seu modo de pensar. Há a mistura do real e da irrealidade. O mundo deles é, para eles, real, mesmo que totalmente fantasioso. E não há quem os tire de seu mundo, mesmo que totalmente absorvido pela ficção, pela ilusão, reitero, pela fantasia. Não há medicamentos e tratamentos psicológicos que os possa curar. Pode chegar a controlar, mas ainda a ciência não conseguiu a cura. Esta é a aflição maior, pois nada pode-se fazer, a não ser orar a Deus e pedir que a ciência descubras medicamentos mais eficazes.

      Compreende porque podemos estar escrevendo para alguém, mas também para nós mesmos?

      Abraços

      Responder
  3. Mário Mendonça

    Prezado Oswaldo Dalton
    Usando tua tríade: “pensamento, emoção e sentimento”.

    Canso de repetir para todos, que, quando focamos no horizonte, todo o pessimismo e negatividade, que chamo de adrenalina, fica num passado, logo, o sentimento se torna positivo, trazendo-nos satisfação, liberação de endorfinas que nos trazem emoção e felicidade. Nosso cérebro tem o poder desta maravilha, logo, precisamos exercitá-lo, a fugir de determinadas arapucas que nos colocam em estados vegetativos.

    Sou uma pessoa que não olho para o retrovisor, somente para o horizonte, afinal, passado não tem volta, e pela preservação, temos que viver o momento. O futuro, é uma hipérbole, hiato…
    Abração

    Mário Mendonça

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *