Rubens – A DEPOSIÇÃO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

Peter Paul Rubens (1577 – 1640), filho do advogado Jan Rubens e de Maria Pypelinckx, nasceu em Siegen na Vestfália. Os primeiros onze anos de sua vida foram passados em Colônia, na Renânia, pois sua família teve que fugir da Antuérpia, para escapar da guerra entre católicos e calvinistas. Após a morte do pai, a mãe retornou com os filhos para Antuérpia, onde Rubens – católico devoto – estudou latim e tornou-se pajem na família real. Aos vinte e um anos foi inscrito como pintor na corporação de São Lucas, vindo a  tornar-se mestre. Quando estava prestes a completar trinta anos, Rubens partiu para a Itália, onde ficou a serviço de Vicenzo I Gonzaga – Duque de Mântua – de quem recebeu um missão diplomática na Espanha. Na Itália ele aproveitou para conhecer várias cidades, ficando mais tempo em Gênova e Roma.

A composição religiosa intitulada A Deposição é uma obra desse gênio da Escola Flamenga do longo do período barroco. Anteriormente foi atribuída ao pintor Van Dyck, mas foi pintada por Rubens durante sua primeira permanência em Roma. A influência da escultura romana faz-se presente nesta pintura, como mostram as laterais da mesa de pedra, onde foi depositado o corpo de Cristo descido da Cruz sobre uma mortalha branca. Ali se encontram esculpidas cenas de sacrifício. As figuras também mostram um relevo escultural. Junto a esta se encontra a coroa de espinhos.

O grupo em volta de Jesus Cristo – a partir da esquerda para a direita – é formado por José de Arimateia, próximo à cabeça do Mestre, amparando a Virgem; Maria com os olhos voltados para cima, observando os raios de luz que descem da área escura da pintura sobre o corpo do Filho, produzindo em sua pele as tonalidades do espectro e iluminando a tela; João, o amado apóstolo do Mestre; a chorosa Maria Madalena que aqui é mostrada com longos cabelos loiros e que traz o seio direito de fora e a mão direita sobre a mão de Jesus; e o que parece ser uma criança, debruçada sobre o corpo de Jesus, trazendo as mãos postas.

O Cristo de Rubens é mostrado em toda a sua humanidade, dentro de uma forte presença escultórica. Seu corpo lívido, com os membros azulados e já enrijecidos, tomba para trás, sendo amparado por uma jovem Maria que por sua vez é amparada pelo apóstolo João.

Ficha técnica
Ano: 1602
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 177 x 135 cm
Localização: Galleria Borghese, Roma, Itália

Fontes de pesquisa
Galleria Borghese/ Os Tesouros do Cardeal
http://www.peterpaulrubens.net/the-deposition

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *