MEDO DA PRÓPRIA SOMBRA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

BUCE

 O medo é um instinto de sobrevivência necessário à nossa vida, mas quando se torna extremo, transforma-se numa fobia que pode arrastar o indivíduo à loucura. Engraçado é que, enquanto alguns homens conseguem encobrir seus medos, os animais escancaram-nos, sempre que se veem ameaçados. Mas, uma vez passada a ameaça, eles retornam à normalidade, enquanto nós humanos ficamos a ruminá-lo por muito tempo, o que  faz um tremendo mal à nossa saúde.

 A expressão “medo da própria sombra” nasceu, segundo o escritor Reinaldo Pimenta, em seu livro “A Casa da Mãe Joana”, quando um cavalo muito fogoso foi oferecido a Felipe II, rei da Macedônia, que rejeitou o animal, pois esse era muito nervoso e impossível de domar. Porém, seu filho Alexandre Magno, que mais tarde receberia a alcunha de “o Grande”, ainda nos seus 15 anos, disse ao pai que seria capaz de domar aquele animal indócil.

 Ao aproximar-se do cavalo, o rapazote notou que ele se assustava ao ver a própria sombra. Colocou-o de frente para o sol, deixando a sombra às suas costas. Alexandre montou no cavalo, cavalgando sempre em linha reta, cumprindo a sua palavra de que seria capaz de domesticar o fogoso animal. Deu-lhe o nome de Bucéfalo.

Ilustração:  Alexandre Magno e seu cavalo Bucéfalo, na Batalha de Isso. Mosaico encontrado em Pompeia, hoje no Museu Arqueológico Nacional, situado em Nápoles.

4 comentaram em “MEDO DA PRÓPRIA SOMBRA

  1. Marinalva Autor do post

    Lu
    Ter medo de muitas coisas é normal, como já sabemos. Mas hoje em dia, com tantas coisas ruins acontecendo, ter.medo de tudo e de todos passou a ser muitíssimo normal. Eu tenho medo até de minha própria sombra, porque senão vai que a sombra não é a minha. É inacreditável quanta coisa ruim está acontecendo neste país. Não estarmos seguros em nenhum lugar, nem mesmo em nossa própria casa.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Marinalva

      Dei boas gargalhadas ao ler o que escreveu: “Eu tenho medo até de minha própria sombra, porque senão vai que a sombra não é a minha.” Você está coberta de razão. No Brasil tudo é possível.

      Beijos,
      Lu

      Responder
  2. Adevaldo R. de Souza

    Lu

    Quem não teve medo de uma sombra? Tive uma experiência nesse sentido quando tinha dez anos de idade. Aconteceu pela manhã, ainda escuro, quando procurava um animal de montaria. Nessa procura vi uma grande sombra refletida na pastagem e fiquei paralisado de tanto medo. Depois de alguns segundos fui me recuperando do susto e aproximei da assombração para constatar que não passava de um bode preto de cabeça erguida. Desse dia em diante todos meus medos de assombração acabaram, mas o de fascistas ainda continua.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Adevaldo

      Foi incrível a mudança que se operou em sua vida após tal acontecimento. Precisamos enfrentar os nossos próprios demônios e os dos outros também, como ora acontece. Estamos vivendo tempos duros.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.