A CANDIDÍASE ATACA MULHERES E HOMENS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria do Dr. Telmo Diniz

   cand12   cand1

Candidíase: muito além de um problema ginecológico

Normalmente, quando se fala em candidíase, logo pensamos naquele corrimento vaginal com ardência e coceira, que incomoda inúmeras mulheres. Porém, todos nós, inclusive os homens, podemos desenvolver essa patologia.

A cândida é um fungo que está presente em vários locais do corpo humano, na pele, nas unhas, e em várias cavidades de nossas mucosas, em especial no nosso intestino e região vaginal. O uso de antibióticos, anticoncepcionais, estresse e uma alimentação mal balanceada são fatores que favorecem seu crescimento. Várias mulheres sabem que, quando estão em períodos de alto estresse emocional, ou após um tratamento com antibióticos, há o aparecimento da doença.

Transmissão

A candidíase crônica é uma doença transmitida por fungos, mais conhecida pelo nome de Cândida albicans, que pode se manifestar nos seguintes locais do corpo:

  • pele (micoses),
  • boca (sapinho),
  • estômago,
  • intestino
  • e na região da vulva e vagina.

O crescimento de fungos no organismo vai muito além do corrimento vaginal, pois suas toxinas podem se manifestar em nosso corpo de diversas formas, tais como:

  • digestão ruim,
  • diarreia,
  • enxaquecas,
  • fadiga com falta de disposição física,
  • queda de cabelos,
  • dor nas juntas,
  • boca seca,
  • apatia,
  • baixa imunidade,
  • piora de alergias,
  • hipoglicemia, etc.

Várias são as causas de candidíase crônica ou de repetição, a citar:

  • um sistema imunológico comprometido;
  • disbiose intestinal (desequilíbrio da flora intestinal), assunto já abordado neste blog;
  • roupas íntimas de tecido sintético;
  • má higiene pessoal;
  • anticoncepcionais;
  • menopausa;
  • distúrbios hormonais;
  • e uma causa pouco falada, e não menos importante, a má alimentação.

Para o fungo sobreviver, é necessário um ambiente favorável para o seu crescimento. O ambiente ideal deve ser quente, úmido e rico em açúcar. É isso mesmo! Quando sua alimentação é rica em carboidratos, doces em geral, álcool, refrigerantes, biscoitos e massas, cria-se uma atmosfera para seu desenvolvimento.

Combate

O combate à candidíase, feito somente com o antifúngico, parece-me uma abordagem terapêutica muito simplista. Para que não haja recorrência do problema, hábitos de vida e de alimentação devem ser abordados. O tratamento mais eficaz para quadros de candidíase de repetição está no fato de não criarmos um ambiente favorável aos fungos. Portanto, a dica é: reduza de forma substancial o consumo de carboidratos da sua dieta. Mate o fungo de fome:

  • o consumo de frutas, verduras e legumes, pois um maior consumo de fibras favorece a flora intestinal “boa” que compete com a cândida;
  • o uso de lactobacilos pode ser útil;
  • um maior consumo de orégano, alho e óleo de coco são bem vindos, pois todos têm função antifúngica;
  • o uso de antibióticos e outras medicações (laxantes, corticoides, antiácidos e anticoncepcionais) deve ser revista, principalmente se for automedicação.

Na dúvida, converse com seu médico.

Nota: Imagem copiada de www.infoescola.comwww.assimsefaz.com.br

2 comentários sobre “A CANDIDÍASE ATACA MULHERES E HOMENS

  1. Marília Desenso

    Excelente dicas sobre a candidíase, estava procurando maiores informações e foi aqui no seu blog que encontrei, muito obrigada pelas dicas, vou começar a colocar em prática para começar o meu tratamento.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *