Almeida Júnior – ESTUDO DE NU MASCULINO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

esnuma

Ao contrário do estudo de nus à época, essencial para que o artista aperfeiçoasse-se no desenho da anatomia humana assim como no manejo da disposição de luzes e sombras, quando se procurava como modelos corpos esculturais, o mais próximo possível da excelência das estátuas antigas, o pintor brasileiro Almeida Júnior escolheu um corpo já decadente pelos anos vividos. Contudo, não abriu mão da observação da anatomia e da luz e sombra na sua composição realista denominada Estudo de Nu Masculino.

O modelo é um homem bastante idoso, totalmente nu, um pouco curvado para a frente, assentado sobre um banco de madeira, com o corpo de frente para o observador, mas com o rosto de perfil, olhando à sua esquerda. O braço direito está pendurado no joelho e o esquerdo caído à esquerda do corpo. Sua mão direita encobre a genitália.

A luz converge para o corpo do homem, sendo possível observar em detalhes as rugas que se formam na sua barriga, acima do umbigo. Seu corpo é magro, mais ainda assim é possível notar a musculatura dos braços. Sua testa está vincada pelas rugas, o nariz é alongado e uma espessa barba branca desce sobre seu peito.

A coluna clássica que se ergue atrás do modelo alude às pinturas antigas. O fundo escuro da pintura intensifica a luz que emana do corpo, deixando-o dourado. Apesar da idade, o corpo continua belo.

Ficha técnica
Ano: 1873
Dimensões: 80 x 65 cm
Técnica: óleo sobre tela
Localização: Acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo, Brasil

Fonte de pesquisa
Almeida Júnior/ Coleção Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *