AS CORES E SEUS EFEITOS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria do Prof. Hermógenes

O Professor Hermógenes, um dos precursores da ioga no Brasil, escreveu mais de 30 livros sobre a saúde física e mental.  Neste texto retirado de seu livro “Yoga para Nervosos”*, ele nos fala sobre as maravilhas das cores.

Vermelho

Efeitos orgânicos:
É estimulante por excelência. É dilatante, expansivo, acentuando o impulso ortossimpático. Atua principalmente sobre a circulação sanguínea e sobre o sistema nervoso, sempre no sentido de amplificar as funções. Sua presença gera vigor físico e resistência. É indicado aos debilitados, neurastênicos e anêmicos. É preciso ter cuidado para que seu excesso ou a carência não perturbe o organismo. Seu excesso pode ser equilibrado pela cor de efeito antagônico: o verde. É neuroanaléptico. Vale por um anfetamínico, portanto rajasifica o corpo.

Efeitos psicoespirituais:
Estimula o desejo. Em excesso, desperta a ira. Inspira imagens veementes e excitantes; inspira ideias de otimismo, entusiasmo, virilidade, autoconfiança. Gera pensamentos animosos e sentimentos fogosos. Administrado com parcimônia desperta paciência. Atua através do plexo coronário. Está relacionado com desejo, dinamismo, conquista e domínio. É um psicoanaléptico, antidepressivo, um rajasificante psíquico.

Laranja

Efeitos orgânicos:
Age sobre as funções cerebrais e endócrinas. Estimula os processos de nutrição. Dá vitalidade. Indicado nos estados de desnutrição. Menos rajasificante do que o vermelho.

 Efeitos psicoespirituais:
Dá exuberância às atividades mentais. Tende a equilibrar as faculdades de percepção. Atua através do plexo cardíaco. Desperta pensamentos positivos em relação à saúde, portanto, é indicado a hipocondríacos e histéricos. Tem sido tomado como o símbolo da sabedoria. Em excesso, favorece o orgulho, e sua escassez, naturalmente, a modéstia e a humildade. É psicoanaléptico.

Amarelo

Efeitos orgânicos:
Sua atuação mais enérgica é sobre o processo de evacuação, como laxante. Toda substância amarela do organismo lhe é muito sensível, com especialidade os intestinos, o fígado e o cerebelo.

Efeitos psicoespirituais:
Pode despertar paixões negativas, tais como rancor, ressentimento, inveja, ciúme, ostentação – uma gama considerável de sentimentos egoísticos. Em boas proporções, dá claridade à mente, desenvolve o espírito lógico e a intuição. É símbolo do conhecimento. Favorece a prudência. Em escassez, dá lugar à preguiça e à inconstância. Atua através do plexo solar. É cor alegre e levanta o ânimo deprimido. Antidepressiva.

 Verde

Efeitos orgânicos:
Associado ao cálcio é o elemento mais sedante de todo o espectro, portanto muito indicado aos agitados, insones e ansiosos. É de natureza refrescante e calmante, favorece a ação do corpo pituitário na ativação do crescimento. É dos mais neurolépticos. Tem efeito de um barbitúrico. Indicado, portanto, para os excitados.

 Efeitos psicoespirituais:
Otimismo, confiança, serenidade são estados que suscita. Inspira ideias de progresso, de abundância de meios materiais, de vitória. Simboliza a fecundidade, a prosperidade e o ganho. Favorece o automatismo relacionado com o trabalho. O excesso dá nascimento à caridade. A falta, à inveja. Atua através do plexo esplênico. Deve ser usado para sativizar a personalidade e o comportamento.

Azul

 Efeitos orgânicos:
É tônico, suavizante, sativizante, confortador, refrescante. Tem a maior afinidade com os ácidos do corpo e com os processos bioquímicos. É indicado no tratamento dos aflitos,  dos ansiosos e dos agitados.

 Efeitos psicoespirituais:
Inspira ideias de fé e lealdade. Conforta. Reduz a irritação nervosa, os desvarios passionais e emoções violentas. Inspira emoções profundas e indizíveis de fé nos poderes ocultos. Suscita a devoção. Simboliza a piedade. Em excesso faz surgir a fecundidade, bem como a castidade. Sua carência leva à esterilidade e à luxúria. Tranquiliza e dá fé nas forças do bem. Facilita os automatismos mentais relacionados com o amor. Atua através do plexo sacro. Indicado para todos que desejam mais sabedoria, pureza, amor e santidade.

Anil

 Efeitos orgânicos:
Interfere com a sensibilidade geral, com os corpúsculos do sangue e com o fluxo nervoso. Atua nos processos vitais celulares. Sua influência é mais poderosa nas pessoas idosas. Desenvolve a resistência da pele contra as inclemências ambientais.

 Efeitos psicoespirituais:
É apaziguante e sativizante. Inspira simplicidade, modéstia, grandeza moral, respeito e dignidade. Estimula as funções do intelecto. Agindo através do plexo frontal é “a cor que tem maior influência no mecanismo cerebral, nas coisas do espírito”. Simboliza o respeito e a reverência. Seu excesso dá lugar à gula. Sua falta, à concupiscência.

Violeta

 Efeitos orgânicos:
Sua influência é maior sobre os líquidos da coluna vertebral. Está diretamente ligado ao simpático, regulando suas funções. É conveniente às vítimas de distonias neurovegetativas. Estimula a combustão e o desdobramento químico das substâncias. É marcadamente benéfico na digestão e assimilação. Uma de suas franjas – a ultravioleta – ativa o metabolismo do cálcio e produção de hormônios.

 Efeitos psicoespirituais:
Age mediante o plexo laríngeo. Sativizante. É inspirador de pensamentos místicos, sentimentos de ternura, de liberdade, de amabilidade e de tolerância. Favorece a expressão da vida interior e a produção artística. É sumamente magnético. Desenvolve emoção estética e sensibilidade para o belo. Inspira êxito e consagração. Desenvolve o entendimento e conduz à adoração e à ânsia pela comunhão com o transcendente. Desperta o apelo ao que está além do mundo fenomênico. Simboliza o entendimento. Seu excesso leva à generosidade e à esperança. Sua carência, à avareza e ao ciúme.

Preto e branco não são cores do espectro. Preto é ausência de cor. Branco é a síntese das sete cores. O branco atua como condutor de calor. É esta a principal razão pela qual, nos climas quentes, é indicado para a vestimenta. Inspira pensamentos de pureza e inocência. O preto é mau condutor de energia térmica. Exantema e outras enfermidades da pele podem ser curadas com a simples obscuridade. Mental e espiritualmente age no sentido de entristecer e reduzir a vitalidade. Simboliza o Universo.

Não podemos nós, já que estamos pretendendo por todos os meios evitar ou corrigir distúrbios nervosos, desprezar as experiências feitas pela ciência ocidental no que diz respeito à influência das cores. O que proponho a você, para melhorar seu estado psíquico – espiritual ou mesmo orgânico – é que saiba tirar proveitos sedativos do verde quando se sentir irritado, inquieto, agressivo ou do efeito estimulante do vermelho nos dias em que se sentir deprimido, astênico, desanimado…

Quero que saiba escolher cores suaves e calmantes, cores como o roxo, que induzem aos voos espirituais para seu ambiente de meditação. Quero que saiba escolher inteligentemente a decoração de seus ambientes, de forma que não venha agravar seus males ou criá-los. Tenho visto barbaridades em matéria de ambiente onde vivem nervosos! Cores há que fatigam e irritam até mesmo quem é normal. O ambiente, seja de trabalho, de recreio ou o lar, precisa ser planejado de acordo com a saúde dos nervos, de forma que nos sintamos bem, alegres, felizes, repousados e convidados a ficar.

É possível ficar nervoso quando estamos sentados diante do mar, escutando sua monótona e repousante música? É possível continuar instáveis, irritados, cheios de medo ou fatigados, quando, sentados na grama, deixamo-nos abertos à carícia da brisa, à contemplação da planície, da mata, do serro, do rio, enquanto bebemos a sonoridade do ambiente? O azul do mar, o verde da floresta, o vermelhão do dia que se levanta, o anil de um céu de primavera, o matiz do canteiro de flores roxas tudo isto deve ser incluído em nossa cromoterapia natural. O principal desta cromoterapia despretensiosa é que você aprenda a ter sensibilidade diante da beleza. Há beleza em tudo.

Leia também: CONHECENDO A CROMOTERAPIA

*O livro “Yoga para Nervosos” encontra-se em PDF no Google.

Nota: imagem copiada de Tio Bill

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *