FENG SHUI – LIMPEZA DO CÓLON

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

limpco

A causa metafísica dos problemas no intestino é o medo de descartar o que é velho e não é mais necessário. (Louise Hay)

Amigos leitores, vamos nos esquecer das coisas que gravitam em torno de nós, que entulham a nossa casa e, por consequência, acabam entulhando a nossa mente, para falarmos daquilo que temos de mais importante: nosso corpo físico. Sabemos que é preciso manter nossas mãos e todo o nosso corpo higienizados, mas poucas pessoas têm ideia da importância que é manter o cólon (parte do intestino grosso situada entre o ílio e o reto) limpo. Nós, ocidentais, temos muita preocupação com as partes externas do nosso corpo, mas não damos muita importância às partes internas. Achamos que o nosso aspecto exterior é um raio-X de nosso interior, até que eclode uma doença inesperada como os cânceres de mama, próstata e cólon, dentre outros, que vêm ceifando vidas.

O Feng Shui é contundente em relação à necessidade de se manter o cólon (ou colo) limpo, região de nosso corpo que trabalha incessantemente, e ainda armazena os excrementos, que o corpo não necessita. Dentro do abdômen humano localizam-se o intestino delgado (maior e mais fino) e o intestino grosso (menor e mais grosso) que é também conhecido como cólon, que exige sempre muita atenção.

O cólon armazena as fezes, antes de serem expelidas. É muito comum que pessoas idosas tenham mais dificuldade em evacuar, pois o organismo, com o tempo, vai se tornando mais preguiçoso, deixando as paredes do cólon cheias de fezes velhas e compactadas. Mas isso não acontece só com os idosos, mas também com pessoas que não têm por hábito fazer uso de alimentos ricos em fibras. É bom ficar de olho na cintura larga e no abdômen proeminente, pois pode ser um caso de fezes compactadas.

Existem muitos alimentos que produzem mucos, sem falar que o nosso corpo também secreta muco em nossos intestinos, como forma de proteção contra as toxinas. Normalmente, esse muco é eliminado pelos sucos pancreáticos. Acontece porém, que, na dieta ocidental, os alimentos são responsáveis pela formação excessiva de muco, formando no cólon uma placa mucosa muito compacta, que o trabalho do pâncreas não dá conta de eliminar. Primeiro, essa placa acumula-se ao longo do trato intestinal. A seguir, ela se compacta e endurece.

A presença de bactérias residuais benéficas é comum num cólon saudável. O perigo está no excesso de matéria pútrida, que leva o cólon a expandir assombrosamente os seus diâmetros, indo de 5,5 cm de diâmetro a 44 cm em pessoas obesas, fazendo com que a passagem da matéria fecal seja feita num corredor com a espessura de um lápis. Como o cólon não expele todos os excrementos, ele se transforma numa bomba relógio, permanentemente tóxico, com possibilidade de que os venenos, ali acumulados, infiltrem-se na corrente sanguínea e em outras vias do corpo.

No Ocidente, a ingestão de alimentos chega a gerar ritos especiais. Os bons restaurantes ocupam um lugar de destaque na mídia. A gastronomia é vista como uma arte. Entretanto, os ocidentais possuem um visível nojo pelos próprios excrementos. Ingestão e excreção não lhes parecem processos normais do próprio corpo. Tanto é que verbos tais como cagar, defecar, urinar e mijar, usados  no sentido de expelir excrementos (tudo aquilo que é expelido do corpo pelas vias normais), sofrem preconceitos por parte da maioria das pessoas, que os consideram chulos e agressivos. Nós não temos uma boa relação com os excrementos produzidos por nosso corpo.

Antigamente, as pessoas tinham em casa uma privada ou latrina, onde se agachavam como ainda fazem bilhões de pessoas no Oriente e os nossos índios. Mas a modernidade trouxe-nos o conhecido vaso sanitário, onde nos assentamos para esvaziar os nossos intestinos. Troca que não fez nenhum bem a nosso corpo, pois a posição de cócoras além de abrir o cólon, ainda torna mais fácil a evacuação, ao contrário de sentar-se curvado, comprimindo-o. O resultado é que no Ocidente são muito comuns as doenças do cólon, enquanto essas são raras no Oriente.

As pessoas que consomem (ou que já consumiram) muita carne, laticínios, açúcar, alimentos processados de qualquer espécie, chocolate, cafeína, refrigerante ou álcool, devem ter mais cuidado com a limpeza do cólon. Para que os carnívoros não se sintam castigados, até os vegetarianos precisam passar por essa limpeza, pois os alimentos de soja são os que mais formam mucos, dentre todas as plantas. A carne de churrasco e o álcool são os grandes vilões dos cânceres de intestino. No Brasil, o Rio Grande do Sul é o Estado com mais casos de tumores intestinais, em razão de comer muita carne.

Acredito que o jejum, praticado por várias religiões, esteja mais ligado à limpeza intestinal do que à mortificação do corpo, para salvação da alma. Muitas culturas ingerem certos tipos de ervas para limparem o trato intestinal (assunto que veremos num outro texto). Segundo a filosofia do Feng Shui, quando limpamos o nosso sistema de excreção interno, também estamos eliminando certos problemas emocionais, que ali permaneceram ao longo dos anos.

Informações de pessoas que trabalham em necrotérios dão conta de que a decomposição do corpo humano nos dias de hoje, é bem mais demorada, em função das muitas substâncias preservativas, contidas nos alimentos e ingeridas em vida. E cientistas pesquisadores da NASA descobriram traços do leite materno no cólon de adultos, fato que indica que muitas pessoas levam consigo material fecal, compactado em seu cólon, ao longo da vida. Eis uma dica para minimizar os problemas de dificuldade de evacuação feita no vaso sanitário: sente-se com o corpo ereto e levante os dois braços bem acima da cabeça. Essa posição abre o trato intestinal de uma maneira semelhante à posição agachada.

Cada vez mais, os médicos recomendam que a limpeza do cólon é de fundamental importância para prevenção de doenças. Um cólon limpo permite o bem estar do corpo, que por sua vez influi na vida emocional da pessoa, pois as células, assim como uma plantinha, crescem saudáveis, quando se dá a remoção dos excrementos. A limpeza do cólon é responsável pela cura de noventa por cento das doenças, pois cada seção do cólon está ligada a uma parte do corpo.

Dicas para um cólon saudável:

  • homens e mulheres acima dos 50 anos devem fazer o exame de colonoscopia, pois o exame de sangue oculto nas fezes não é garantido, pode dar negativo e a pessoa estar com um tumor. O exame dura 20 minutos;
  • deve-se ir ao banheiro, tão logo sinta vontade;
  • nunca use laxantes, pois eles irritam e enfraquecem os intestinos;
  • faça jejum com água pura (ver antes um médico).

Fonte de pesquisa:
Feng Shui/ Karen Kingston

4 comentários sobre “FENG SHUI – LIMPEZA DO CÓLON

  1. Laerte Costa

    Gostei deste artigo. Tenho problemas em ir ao banheiro, fezes compactadas, em geral no início da defecação. Estou me esforçando para resolver o problema (70 anos, bebedor de vinho, como pouca carne, mas já comi muito no passado). Gostaria de receber outras informações por e-mail se houver.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Laerte

      É um grande prazer recebê-lo aqui no blog.
      Vou lhe passar, via e-mail, uns artigos do Dr. Telmo Diniz, que poderão ajudá-lo muito.

      Muito obrigada pela sua visita. Volte sempre!

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Pedro Rui

    É verdade que as pessoas lavam-se por fora mas se esquecem de lavar por dentro. Devemos começar pela raiz do problema, educar as criança a saber se alimentar desde pequenos.Lu, deste-me uma informação sobre a soja, pois eu bebo de leite soja e substituo a carne pela soja, afinal a soja cria mucos; obrigado por esta informação.
    Abraços
    Rui Sofia

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      A soja é um alimento muito rico.
      Eu também faço uso dela.
      A soja provoca muco, mas é muito boa para o organismo.
      Devemos apenas proceder à limpeza do mesmo.
      Não pare de comer esse alimento.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *