FENG SHUI – O YIN E O YANG

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

yngyang

O símbolo chinês do Yin e do Yang é um círculo dividido por uma curva simétrica. Uma das metades é clara, a outra é escura. A parte clara representa a energia do Yang e a escura simboliza a força do Yin. Elas têm o formato de uma lágrima, fina em uma das pontas e arredondada na outra. Elas se encaixam perfeitamente de forma que, na extremidade em que o Yang é mais grosso, o Yin está começando. Se você seguir a curva, o Yin atinge o seu apogeu no local em que o Yang é mínimo. Em qualquer ponto da curva, ambos estão em equilíbrio. Dentro de cada uma das metades existe um pequeno círculo, parecido com uma semente redonda, mostrando que o Yang gera o Yin e vice-versa. (Mestre Lam Ram Chuen/ Lam Kai Sin)

O Feng Shui é uma filosofia chinesa milenar que trata das relações do indivíduo com o ambiente, deixando bem claro que essas relações são estreitas e profundas. Pois assim com deixamos nossas marcas em tudo que nos cerca, da mesma forma os ambientes afetam-nos e muito. Se todos disso tivessem consciência, certamente tratariam-nos com mais carinho.

Segundo o Feng Shui, existem múltiplas formas de energia no Cosmo, com diferentes padrões, influências e interações. Conhecê-las e as empregar nos ambientes que nos cercam é uma maneira de melhorarmos nossa saúde corporal e mental. Assim como as mudanças sutis, que ocorrem na atmosfera, afetam o nosso humor, alguns lugares fazem-nos sentir irritados, enquanto em outros ficamos sonolentos ou bocejamos, e alguns outros nos trazem uma sensação de bem-estar e paz. Isto porque todos nós reagimos de uma forma ou de outra ao ambiente onde nos encontramos.

Como sabemos, tudo no Universo é dinâmico. A energia está constantemente fluindo, renovando-se e se transformando. E nós somos parte desta energia, por isso, sofremos todos os processos desta mudança constante. A nossa noção de movimento é muito limitada, pois nossos sentidos só captam as formas mais visíveis de movimento, enquanto as formas, através das quais funciona a energia, passam-nos despercebidas, dando-nos a falsa sensação de permanência das coisas.

É necessário que nos preocupemos com os ambientes onde passamos parte de nossa vida. O contínuo movimento da energia não significa que nossa vida deva se resvalar para o caos, bastando, para isso, que nos previnamos contra as energias negativas, distanciando-nos delas e procurando o equilíbrio entre os elementos que compõem qualquer ambiente, onde nos inserimos, pois “matéria” e “energia” não são elementos separados, segundo a visão milenar de tal filosofia.

O Feng Shui é, portanto, o estudo da energia, tendo as suas bases fundamentadas em um conhecimento profundo de como ela age em nossa vida, e o que devemos fazer para aproveitá-la da melhor maneira possível. Esta filosofia milenar nasceu com os primeiros cientistas naturais chineses, quando esses começaram a observar como as forças (energia) agiam sobre a Natureza e, posteriormente, como poderiam empregá-las na vida humana, de modo a levar-lhe harmonia através do conhecimento da complexidade das interações entre as forças visíveis e invisíveis.

O conhecimento do Yin e do Yang é fundamental para o emprego do Feng Shui, pois ambos, embora opostos, funcionam em permanente equilíbrio. Ex.: Dia (Yang) e noite (Yin) possuem energias diferenciadas, no entanto, são inseparáveis. Com o passar do tempo, o que era noite transforma-se em dia, ou o que era dia transforma-se em noite. O que era Yang é agora Yin, e vice-versa. Ambos trabalham na busca do equilíbrio.

Tudo na nossa vida deve ser visto como uma constante interação entre o Yang e o Yin. Mas o que significa tais palavras? Tudo o que se encontra numa posição superior, ou que é forte ou brilhante é Yang: céu, cabeça e o topo de todas as coisas, o sol, o fogo, etc. O que se encontra numa posição inferior, ou que é mole ou profundo é Yin: Terra, nossos pés e a parte inferior de todas as coisas, céu noturno, água, etc. O Yin não pode existir sem o Yang e vice-versa. Existe uma relação dinâmica de interação, interdependência e transformação entre eles.

O Yin e o Yang se alternam perpetuamente entre o movimento e a estática, trabalhando e descansando. (O Livro do Equilíbrio e da Harmonia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *