Filme – ONZE HOMENS E UM SEGREDO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

osion   osiona

Onze Homens e Um Segredo original é uma cápsula do tempo que nos mostra um grupo de pessoas com grandes personalidades e grandes talentos e que, às vezes, não estavam nem aí para as regras, quando tentavam viver a vida de seu modo próprio. (Karen Croft/ crítica norte-americana)

Eu quis evitar qualquer associação com o original. Aqueles caras – Frank Sinatra, Dean Martin, Sammy Davis Jr., Peter Lawford – eram o auge do cool e não queríamos nos comparar com eles. (Steven Soderbergh)

Código de honra dos onze homens: “não ferir ninguém”, “não roubar quem não mereça” e “seguir o plano aconteça o que acontecer”.

Conta a lenda, pois a história jamais foi confirmada, que nos meados dos anos 50, a atriz Lauren Bacall encontrou um grupo de amigos num parque em Las Vegas, em estado desolador, depois de passar 24 horas aceso, farreando. Ao ver a situação do grupo, composto por Frank Sinatra, Dean Martin, Peter Lawford, Sammy Davis Jr. e Joe Bishop, ela exclamou:

Parecem um bando de ratos (rat pack)!

E assim nasceu o famoso grupo Rat Pack, liderado por Frank Sinatra, constituído por amigos inseparáveis, unidos para o que desse e viesse. Amizade essa que teve o seu ápice na década de 1960, mas que durou até o final da vida de cada um. De modo que Onze Homens e Um Segredo (1960) foi criado pelo grupo Rat Pack e também apresentado por ele. Os atores, três deles também cantores, tinham o objetivo de tirar proveito da fama angariada e também se divertirem o máximo.

O diretor Lewis Milestone foi encarregado de dirigir o filme, que se inicia com uma reunião entre os 11 ex-paraquedistas, pertencentes à 82ª Divisão Aerotransportadora da Carolina do Norte, durante a Segunda Guerra Mundial, liderados por Ocean (Frank Sinatra) e Foster (Peter Lawford). Como cada homem possuía habilidades singulares, o plano consistia em ajuntar essas habilidades para dar um grande golpe: roubar cinco cassinos em Las Vegas, ao mesmo tempo, durante os festejos do Ano Novo, época em que os cofres dos cassinos encontram-se abarrotados de dinheiro, na passagem de 1959 para 1960. Aos cinco membros do Rat Pack foram adicionados outros atores. O grupo seria financiado pelo gângster Spyros Acebos (Akim Tamiroff), que está imperdível no filme.

O filme em questão faz parte das grandes bilheterias do período de 1951 a 1960, em ordem decrescente:

Ben Hur, Os Dez Mandamentos, A Volta ao Mundo em 80 Dias, O Manto Sagrado, Assim Caminha a Humanidade, Sayonara, Onze Homens e Um Segredo, Onde Começa o Inferno, Vidas Amargas, Rastros de Ódio e Juventude Transviada.

Refilmagem de Onze Homens e Um Segredo (2001)

Na refilmagem, o filme inicia-se numa prisão, onde Daniel Ocean (George Clooney) encontra-se preso por roubo, há quatro anos. Após uma audiência, ele ganha liberdade provisória, embora esteja sob suspeição de ter cometido outros doze golpes.

Na mesma noite em que é liberado, Ocean dirige-se a um cassino, onde se encontra com Frank Catton (Bernie Mac), crupiê do local. Convida o antigo conhecido para fazer parte de um plano ousado que tem em mente: roubar três luxuosos cassinos em Las Vegas que possuem um cofre comum e pertencem a Terry Benedict (Andy Garcia). Visita a seguir Rusty Ryan (Brad Pitt), parceiro em outros golpes, cujo trabalho tem sido o de ensinar novos astros da tevê a jogar pôquer.

Segundo os planos, o roubo acontecerá em duas semanas, quando uma grande luta de boxe acontecerá, o que ampliará os valores depositados no cofre. Pois, uma lei obriga os cassinos a terem em dinheiro, nos seus cofres, a estimativa dos valores das apostas do dia. E uma grande luta significa mais movimento e, consequentemente, muitas apostas. Portanto, todo o plano deverá estar pronto para a data em questão.

Ocean e Rusty sabem que para o sucesso de tão ousado empreendimento será necessário um time de excelentes profissionais, todos bem equipados e dignos da mais absoluta confiança. Sabem também que necessitam de uma grande infraestrutura, ou seja, de quem financie o tal empreendimento. Assim, a dupla incumbe-se de aliciar pessoalmente os demais membros faltantes.

O grupo altamente especializado é composto por: Reuben Tishkoff (Elliot Gould), que em retaliação a Benedic, pela perda de seu cassino será o financiador; Livingston Dell (Edie Jemison) que é exímio em equipamentos de escuta e segurança e presta serviço ao FBI; os irmãos Virgil (Casey Affleck) e Turk (Scott Caan) que sabem tudo sobre mecânica e direção de automóveis; Basher Tarr (Don Cheadle) que é expert em explosivos; Saul Bloom (Carl Reiner) que é um grande mestre na arte de representar tipos e que se passará por um excêntrico milionário europeu; Yen (Shaabo Qin), acrobata, que fará uso de sua elasticidade durante o roubo e Linus Caldwell (Mat Damon) que é apenas um ladrão de carteiras, mas como seu pai é amigo da dupla que chefia a gangue foi convidado para fazer parte do roubo.

Uma vez composto o grupo, cada um passa a se incumbir de sua parte no serviço: corte de energia no meio da luta, roubar o sistema de segurança das câmaras eletrônicas, entrada no cofre, detalhes sobre o funcionamento dos cassinos e o mais importante: a construção de uma réplica do cofre, para ser usada durante o roubo, a fim de enganar a segurança. A última tarefa será função de todo o grupo.

Por um motivo que caberá ao espectador descobrir, Ocean foi apresentado ao dono dos três cassinos, Benedict, o que o deixa sob a total vigilância da equipe do mafioso. Embora seja o cérebro do grupo, agora precisa se afastar para que as coisas não desandem. E agora José?

Após o sucesso da refilmagem de Onze Homens e um Segredo, duas sequências foram feitas sob a batuta do mesmo diretor e com o mesmo elenco, mantendo a mesma qualidade do primeiro:

Doze Homens e Outro Segredo – O grupo de Danny Ocean ganha fama internacional na hierarquia mundial de ladrões e incomoda os donos do trono europeu da malandragem. E quando são pressionados pelo vingativo Terry Benedict a devolver o dinheiro do primeiro roubo a seus cassinos, os amigos de Ocean partem para a Europa, tentando recuperar a grana em dois roubos ainda mais arriscados, em Amsterdã e Roma (Cinemateca Veja).

O longa ocorre 3 anos após o primeiro filme. Alguém quebra uma das regras do código dos homens e os denuncia a Benedict, o empresário roubado pela quadrilha de Danny. Ele quer seu dinheiro de volta, e com juros. Então Danny e sua trupe resolvem assaltar ao redor do mundo para tentar arrecadar o dinheiro necessário.

Treze Homens e Um Novo Segredo – Os 11 amigos voltam a Las Vegas, porque um novo gângster do mundo do jogo dá um golpe em Reuben (Elliot Gould), uma espécie de mentor de todo o grupo. E quando alguém mexe com um deles, mexe com todo o grupo. Dessa vez Júlia Roberts e Catherine Zeta-Jones (que esteve no segundo filme) ficaram de fora. Al Pacino entra no elenco. (Cinemateca Veja).

Reuben Tischkoff (Elliott Gould), o homem que bancou financeiramente o assalto triplo aos cassinos de Terry Benedict (Andy Garcia), foi traído por Willie Bank (Al Pacino), um inescrupuloso dono de cassinos. Com Reuben no hospital, Danny Ocean (George Clooney), Rusty Ryan (Brad Pitt) e seu grupo reúnem-se para se vingarem de Willie Bank, derrotando-o na noite de inauguração de seu mais luxuoso cassino, The Bank, e devolver a Reuben o que lhe pertence e, para isso, contará com a ajuda do rival Terry.

Os críticos divergem quanto a dizer qual dos dois filmes é o melhor: se o original ou a refilmagem feita 41 anos depois. Deixo a critério do leitor a avaliação de dizer qual dos dois filmes é o melhor. E, se possível, contando-nos o porquê de sua escolha?

Fontes de Pesquisa:
Clássicos do Cinema/ Folha
Cinemateca Veja/ Abril
Wikipédia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *