Léger – O JOGO DE CARTAS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

ojodeca

Procurando o brilho e  a intensidade, aproveitei-me da máquina como outros fazem paisagens de imaginação. O elemento mecânico não é para mim uma “atitude”, mas um meio de chegar a uma sensação de força e potência. (Léger)

 Quando os rapazes jogavam cartas, eu assistia. Fazia desenhos e esboços, pois queria capturá-los. Essa foi a origem de “A Partida de Cartas”. Aqueles companheiros exerciam uma grande impressão em mim, e o desejo de desenhá-los era bastante espontâneo. […] “A Partida de Cartas” foi a primeira pintura que levou-me ao que estava acontecendo ao meu redor. (Léger)

A composição Jogo de Cartas, também conhecida como A Partida de Cartas, é uma obra do pintor normando Fernand Léger. Foi feita quando o artista encontrava-se hospitalizado em Paris, em razão de ter aspirado gás no front da Primeira Guerra Mundial. No seu retorno ao mundo dos pincéis, o pintor resolveu tomar para si a função de descrever a integração do homem com o mundo mecanizado, mundo esse que ele admira e expõe com otimismo, demonstrando o sentido social da arte.

Em sua pintura,  Léger faz a união do elemento humano com o da artilharia, presentes na trincheira. É o soldado fundindo-se com as armas de guerra. É por isso que esta obra é tida como o início da fase mecanicista do artista. Trata-se da maior e da mais completa das pinturas de guerra do artista.

Os soldados, com seus uniformes azuis-acinzentados e capacetes de metal, não possuem expressão. São retratados  como cones, tubos, pirâmides, barris e tubos. São vistos como autômatos, usando emblema e condecorações. Encontram-se jogando cartas num espaço muito limitado.  Dois deles fumam caximbo. A pintura traz campos de cores azul, amarelo, vermelho, cinza, branco e verde.

Ficha técnica
Ano: 1917
Técnica: óleo em tela
Dimensões: 129 x 193 cm
Localização: Rijkmuseum, Otterlo, Holanda

Fontes de pesquisa
Gênios da Pintura/ Editora Abril Cultural
https://books.google.com.br/books
http://www.memorial-caen.fr/10EVENT/EXPO1418/gb/texte/029text.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *