Da Vinci – O HOMEM VITRUVIANO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH pp5

E da mesma forma que o corpo humano oferece um círculo que o rodeia, também podemos encontrar um quadrado onde esteja encerrado o nosso corpo. (Leonardo da Vinci)

O Homem Vitruviano descreve uma figura masculina desnuda separadamente e simultaneamente em duas posições sobrepostas com os braços inscritos num círculo e num quadrado.

O pintor italiano Leonardo da Vinci (1452 – 1519) é tido como uma das mais importantes figuras da arte ocidental. Embora tenha sido conhecido principalmente como pintor, era também cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico.

Dentre os desenhos deixados por Leonardo, o Homem Vitruviano (ou o Homem de Vitrúvio) tornou-se um ícone cultural. Trata-se de um desenho encontrado em seus diários, feito por volta de 1490, que mostra o traçado e as proporções entre as diversas partes do corpo humano. Durante o Renascimento, muitos artistas, arquitetos e tratadistas puseram-se a interpretar os textos vitruvianos, para fazer novas representações gráficas, mas nenhum deles conseguiu combinar de forma harmoniosa e matemática as proporcionalidades do corpo humano e a solução da quadratura do círculo, conforme propunha Vitruvius.  Dentre os desenhos que foram feitos, o de Leonardo da Vinci tornou-se o mais famoso e o mais difundido.

Ao examinar o desenho acima, o leitor notará que temos duas diferentes posturas, formadas pela combinação das posições dos braços e das pernas.  Observe que a figura humana com braços e pernas em cruz está contida dentro do quadrado. Enquanto aquela com braços e pernas abertos está contida no círculo. A postura em cruz delimita os lados do quadrado, enquanto a postura com pernas e braços abertos delimita o círculo. A área das duas figuras geométricas é igual. O umbigo da figura humana é o seu real centro de gravidade, que continua imóvel, embora pareça se mover. Examinando o desenho como um todo, pode-se notar que a combinação das posições dos braços e das pernas forma quatro posturas diferentes: braços e pernas em cruz, braços e pernas abertos, braços em cruz e pernas abertas, braços abertos (para o alto) e pernas unidas.

A razão de tê-lo chamado de Homem Vitruviano baseia-se no fato de que o arquiteto romano Marcus Vitruvius Pollio (I a. C.) apresenta no seu tratado sobre arquitetura, composto por uma série de dez livros, uma descrição sobre as proporções do corpo humano, usando como unidade de medida o dedo, o palmo e o antebraço, o que o levou a acreditar que um homem com as pernas e os braços abertos encaixaria perfeitamente dentro de um quadrado e de um círculo – figuras geométricas perfeitas. E, se o corpo humano fosse representado ao mesmo tempo, dentro das duas figuras, o umbigo, centro gravitacional da figura humana, coincidiria com o centro das duas figuras geométricas.

Vitrúvio tanto fez a sua apresentação em forma textual, como através de desenhos. Mas, com o passar dos anos, a descrição gráfica se perdeu, enquanto a obra passou a ser copiada. O homem descrito por Vitrúvio apresenta-se como um modelo ideal para o ser humano, cujas proporções são perfeitas, segundo o ideal clássico de beleza. Ele já havia tentado encaixar as proporções do corpo humano dentro da figura de um quadrado e um círculo, mas suas tentativas ficaram imperfeitas.

O arquiteto teórico Cesare Cesariano (Milão) entendeu a geometria descrita por Vitrúvio. Contudo, cometeu um erro ao relacionar as duas figuras (círculo e quadrado), de modo que a figura humana ficasse inserida no centro das duas. Para que essa coubesse em sua construção, tendo como centro o umbigo, foi necessário que mãos e pés ficassem muito esticados, tirando assim a proporcionalidade descrita.

Leonardo da Vinci, por sua vez, não se prendeu à relação geométrica entre o círculo e o quadrado. Contando com os seus próprios conhecimentos, corrigiu o que achava estar errado nas medidas, dando a mãos e pés um tamanho proporcional. De forma que o centro do círculo à volta do “homo ad circulum” coincide com o umbigo. E o centro do quadrado à volta do “homo ad quadratum” encontra-se mais abaixo, à altura dos genitais. Com medidas tão precisas, Leonardo conseguiu pôr-se adiante do cânone da Antiguidade, ficando o seu Homem Vitruviano aceito como a real representação das descobertas feitas por Vitrúvio.

O desenho do Homem Vitruviano reafirma o grande interesse de Leonardo da Vinci pela arte e ciência. No conceito da Divina Proporção, tão procuradas nas obras do Renascimento, dá-se a busca e definição das partes corporais do ser humano.

Marcus Vitruvius Pollio descreve no terceiro livro de sua série de dez livros, intitulados De Architectura, as proporções do corpo humano masculino. Eis algumas:

  • O comprimento dos braços abertos de um homem (envergadura dos braços) é igual à sua altura.
  • A distância entre a linha de cabelo na testa e o fundo do queixo é um décimo da altura de um homem.
  • A distância entre o topo da cabeça e o fundo do queixo é um oitavo da altura de um homem.
  • A distância entre o fundo do pescoço e a linha de cabelo na testa é um sexto da altura de um homem.
  • O comprimento máximo nos ombros é um quarto da altura de um homem.
  • A distância entre a o meio do peito e o topo da cabeça é um quarto da altura de um homem.
  • A distância entre o cotovelo e a ponta da mão é um quarto da altura de um homem.
  • A distância entre o cotovelo e a axila é um oitavo da altura de um homem.
  • O comprimento da mão é um décimo da altura de um homem.
  • A distância entre o fundo do queixo e o nariz é um terço do comprimento do rosto.
  • A distância entre a linha de cabelo na testa e as sobrancelhas é um terço do comprimento do rosto.
  • O comprimento da orelha é um terço do da face.
  • O comprimento do pé é um sexto da altura.

Leonardo foi o responsável pelo encaixe perfeito do corpo humano, dentro dos padrões matemáticos esperados. O seu desenho faz parte da coleção da Gallerie dell’Accademia em Veneza (Itália). O redescobrimento das proporções matemáticas do corpo humano, no século XV, por Leonardo e os outros, é considerado como uma das grandes realizações que levam ao Renascimento italiano.

O Homem Vitruviano de Leonardo Da Vinci é usado como referência estética de simetria e proporção no mundo todo. Mas não pode ser qualquer homem, ele deverá ter proporções bem específicas:

  • Face -> do queixo ao topo da testa = 1/10 da altura do corpo.
  • Palma da mão -> do pulso ao topo do dedo médio = 1/10 da altura do corpo.
  • Cabeça -> do queixo ao topo = 1/8 da altura do corpo.
  • Base do pescoço às raízes do cabelo = 1/6 da altura do corpo.
  • Meio do peito ao topo da cabeça = 1/4 da altura do corpo.
  • Pé = 1/6 da altura do corpo.
  • Largura do peito = 1/4 da altura do corpo.
  • Largura da palma da mão = quatro dedos.
  • Largura dos braços abertos = altura do corpo.
  • Umbigo = centro exato do corpo.
  • Base do queixo à base das narinas = 1/3 da face.
  • Nariz -> da base às sobrancelhas = 1/3 da face.
  • Orelha = 1/3 da face.
  • Testa = 1/3 da face.

Ficha técnica:
Data: 1490
Técnica: lápis e tinta sobre papel
Dimensões: 34 x 24 cm
Localização: Gallerie dell`Accademia, Veneza, Itália

Fontes de pesquisa:
Grandes Mestres da Pintura/ Abril Coleções
Grandes Mestres da Pintura/ Folha de São Paulo

32 comentários sobre “Da Vinci – O HOMEM VITRUVIANO

  1. William Freitas

    Lu
    Muito obrigado! Sua publicação tirou minhas dúvidas a respeito da obra, agora posso fazer meu trabalho e tirar um 10.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      William

      É bom saber que o ajudei de alguma forma. Sempre procuro escrever numa linguagem bem acessível para que todos possam entender. Estarei torcendo pelo sua “nota 10”. Conte-me depois o resultado e não se esqueça de propagar o nosso blog entre seus amigos.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Emely Fernandes

    Lu
    O post me ajudou bastante! Mas eu tenho que fazer um trabalho para escola.

    Minha professora de Educação Artística pediu que pesquisássemos sobre Leonardo da Vinci e as proporções do corpo humano. O que vc me sugere? Vou escrever sobre O Homem Vitruviano é claro … Mas acho que não será o suficiente! O que você acha?
    Não consegui achar mais nada… Me ajuda por favor!

    Obrigada linda!

    Beijos Emely.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Emely

      Você me parece muito fofinha. Eu seria uma bruxa má se não a ajudasse… risos. Sempre escrevo pensando em vocês, estudantes, por isso procuro fazer textos com uma linguagem bem mais fácil. Em troca, peço-lhe que indique o endereço deste blog para todos os seus amigos. Certo?

      Não há mais o que dizer sobre o Homem Vitruviano, mas você pode complementar falando sobre a vida de Leonardo da Vinci, um dos maiores gênios de todos os tempos. Vou lhe mandar os links por e-mail.

      Emely, seu e-mail está incorreto. A listagem de artigos que enviei para ajudá-la, voltou. Peço-lhe que conserte-o.

      Um grande beijo,

      Lu

      Responder
      1. Emely Fernandes

        Lu

        Obrigada, por se disponibilizar em me ajudar!
        Realmente você falou tudo sobre o Homem Vitruviano e eu irei escrever o seu post inteirinho!
        Porém, pensei também em escrever a biografia de Leornado da Vici. Vai ficar um trabalho bem elaborado.
        Será que poderia me ajudar também!

        Desculpe-me pelo email, coloquei meu email antigo(costume), corrigirei.
        Estarei aguardando seus links.

        Obrigada.

        Emely

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Emily

          Enviei-lhe os links pelo e-mail novo.
          Espero que tire uma excelente nota.

          Beijos,

          Lu

    2. Sandro

      Olá, tudo bem? Uma dúvida… Esta figura, O HOMEM VITRUVIANO, sabe se pode ser utilizada sem necessidade de autorização? É de domínio público?

      Fraternal abraço!

      Responder
      1. LuDiasBH Autor do post

        Sandro

        É um prazer receber a sua visita.
        É de domínio público, sim. Basta você olhar a data em que foi feita por Leonardo da Vinci.

        Abraços,

        Lu

        Responder
        1. Sandro Gomes

          Muito obrigado pelo retorno! Sou fascinado pela obra de Da Vinci… Inclusive compus uma música com este nome… Homem Vitruviano… E o símbolo de minha banda é o homem vitruviano em pictograma.

          Fraternal abraço!

        2. LuDiasBH Autor do post

          Sandro

          Leonardo da Vinci foi uma figura humana estupenda, dono de uma inteligência incomparável. Eram tantas as suas ideias que muitas vezes não conseguia terminar o que começava, dando vida a outro trabalho.

          Gostaria de conhecer a música que cômpos. Deve ser linda. A escolha do símbolo para a banda foi fantástica, pois, além de interessante, aguçará a curiosidade das pessoas para saberem o que representa, sem falar que fica lindo em camisetas e qualquer outra forma de propaganda. Como chama sua banda?

          Abraços,

          Lu

        3. Sandro Gomes

          O nome da banda é CONCRETO HUMANO… A escolha deste nome é uma bacana história… No mínimo inusitada… Rs. Posso te mandar por email para conhecer. Estaremos agora em setembro lançando nosso primeiro EP. Será um prazer compartilhar minhas canções por aqui com você!

        4. LuDiasBH Autor do post

          Sandro

          Será um prazer compartilhar consigo desse lançamento. Você poderá me enviar um histórico da banda e, após lançar seu trabalho, poderemos publicar na categoria MÚSICA, aqui no site. Poderá me enviar via e-mail. Estou torcendo pelo sucesso de “Concreto Humano”.

          Abraços,

          Lu

  3. Josú

    Muito bom o post. Mas, se me permite, um homem com o umbigo no centro do corpo não teria as mesmas proporções da figura (como dito no texto), já que o umbigo é apenas o centro do círculo e da gravidade do corpo, mas nunca do corpo.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Josu

      Você não apenas pode discordar, como deve, pois este blog é aberto às opiniões diferentes, que só enriquecem o texto. Eu escrevi:

      “O umbigo da figura humana é o seu real centro de gravidade, que continua imóvel, embora pareça se mover.” e

      “E, se o corpo humano fosse representado ao mesmo tempo, dentro das duas figuras, o umbigo, centro gravitacional da figura humana, coincidiria com o centro das duas figuras geométricas.”

      Você tem toda a razão ao observar o desenho do texto, contudo o centro do quadrado não coincide com o centro do círculo. Portanto, existe o “se”. Ainda assim existem controvérsias acerca de tais medidas, porque não pode ser as de qualquer homem, pois ele deverá ter proporções bem específicas, conforme as que apresento no texto.

      Veja também:

      “De forma que o centro do círculo à volta do “homo ad circulum” coincide com o umbigo. E o centro do quadrado à volta do “homo ad quadratum” encontra-se mais abaixo, à altura dos genitais.”

      Será que consegui me explicar?

      Muito obrigada por sua visita. Volte mais vezes.

      Grande abraço,

      Lu

      Responder
  4. Maíra

    Boa tarde. Fui em uma palestra e a dinâmica foi calcular nossa envergadura, a distancia dos pés até o umbigo, da cabeça até o umbigo e nossa altura. Depois não consigo me lembrar do cálculo e da fórmula que usamos. Sei que quem se aproximasse mais de 1 metro teria as medidas perfeitas. Você saberia me dizer como se calcula?

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Maíra

      Infelizmente eu não conheço esse cálculo. Não há como entrar em contato com o palestrante ou um dos participantes? Caso você consiga, venha nos contar qual é.

      Abraços,

      Lu

      Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Dirceu Jacob

          Que grande prazer encontrá-lo aqui!
          Você nem imagina o quanto me deixou feliz.
          E muito obrigada pela informação.
          Irei transmiti-la agora mesmo.

          Abraços,

          Lu

    1. LuDiasBH Autor do post

      Finho

      Fico feliz em saber que o artigo ajudou-o, pois é justamente este o objetivo deste blog: servir de fonte confiável de pesquisa. Ele possui cerca de 35 categorias diferentes, englobando os mais diferentes assuntos, voltados para a cultura e a arte.

      Sinto-me honrada com a sua participação e peço-lhe que repasse o endereço do blog para seus contatos.

      Grande abraço,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ibiras

      Que legal!
      Aposto que você aproveitou para saber tudo sobre O Homem Vitruviano.
      Obrigada pela sua visita.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  5. Dirceu Jacob de Souza

    Também já estive em Belo Horizonte. Lembro-me bem … era junho de 1998.

    Gosto muito de assuntos filosóficos, místicos e daqueles que nos fazem pensar/refletir (assuntos do tipo “Homem Vitruviano” ou aqueles sobre a existência do Universo).
    Antes de você pedir, já divulguei o blog para alguns amigos… continuarei a fazê-lo.

    Dirceu Jacob

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Dirceu

      Agradeço muitíssimo a divulgação que faz de nosso blog que é feito com muito carinho, procurando dar o melhor a nossos leitores.
      O bom que há uma diversidade de assuntos, para todos os gostos.
      A reflexão é mesmo um caminho para a sabedoria.
      Só os tolos não fazem uso dela.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  6. Dirceu Jacob de Souza

    Prezada LU
    Eu sou de Campo Mourão/PR;
    Cidade que fica no Centro Oeste do Paraná;100 mil habitantes; um município grande produtor de grãos; maior entroncamento rodoviário do sul do Brasil. Aqui fica a maior cooperativa da América – COAMO
    Temos a deliciosa Festa Gastronômica – “Carneiro no Buraco” – todos os anos no segundo domingo de julho (este ano/2014, por força da Copa de Futebol, será no dia 06 de julho).
    Vale a pena conhecer – Desde já você é minha convidada.

    Dirceu Jacob

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Dirceu

      Há muitos anos eu tive o prazer de conhecer Campo Mourão.
      O que me faz lembrar da cidade eram os bandos maravilhosos de andorinhas.
      Sei que é uma das cidades mais importantes do Paraná.
      E pelo visto vem se tornando cada vez melhor.
      Também estive em Barbosa Ferraz.

      Agradeço imensamente a delicadeza do convite.
      E conto com sua força para espalhar nosso site aí na sua cidade, entre seus amigos.
      Faço questão de sua presença neste espaço.

      Grande abraço,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Dirceu

      Muito obrigada por sua resposta.
      Vou comunicar à leitora interessada.
      Como é bom ter leitores excepcionais.
      Volte sempre.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Darci
      Nas duas figuras representadas por Leonardo, elas trazem um dos pés de frente e outro de lado. Imagino que tenha feito isso para mostrar, com mais clareza, a proporção dos pés, tanto de lado quanto de frente, o que não muda nada no encaixe das figuras, tanto no círculo quanto no quadrado.

      Mesmo assim, repassei a sua pergunta para o Prof. Pierre Santos, professor e crítico de artes, cujos artigos estão em VISÃO CRÍTICA DA ARTE, aqui no blog.

      Assim que ele me responder, postarei aqui.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Vinícius

      Fiquei muito feliz ao saber que pude ajudá-lo em seu trabalho.
      Esta é também a finalidade deste blog, ou seja, servir de fonte de pesquisa.
      Passe para seus amigos e colegas o nosso endereço e venha sempre nos visitar.
      Será um grande prazer recebê-los aqui.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *