O PEQUENO PARISIENSE

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH ind.12

O Pequeno Parisiense é uma fotografia feita por Willy Ronis (1910-2009), em 1952. Com uma baguete (pão francês fino e longo) debaixo do braço esquerdo, o garotinho corria alegremente por uma das ruas de Paris, quando foi clicado pelo fotógrafo francês. O mais interessante é que a enorme baguete está desembrulhada, em contato com o corpo do menino. Era o pós-guerra, época em que as pessoas voltaram a sorrir.

Willy Ronis, embora fosse francês, era filho de um fotógrafo judeu de origem russa e de uma lituânia. O pai tinha um estúdio de fotografia em Montmartre e a mãe dava aulas de piano. Apesar da profissão do pai, a paixão do garoto era pela música. Estudava violino, e sonhava em ser um compositor no futuro. Com a doença e morte do pai, Ronis teve que assumir o estúdio, para ajudar no sustento da família, mas não se saiu bem na empreitada, tendo que trabalhar como “free-lance”, dedicando-se ao fotojornalismo.

Ronis encontra-se entre os grandes fotógrafos do século XX, pertencendo à mesma geração de Henri Cartier-Bresson, Lartigue e Robert Doisneau. Ao retratar o cotidiano da Paris do pós-guerra, nos seus vários aspectos, sua fotografia tornou-se um registro  importantíssimo daquela época, sendo visto hoje como um dos mais importantes representantes da fotografia humanista. E, por incrível que pareça, seu trabalho só foi reconhecido na década de 80. Ainda bem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *