PORQUE O CÉU FICOU MAIS ALTO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Recontada por LuDiasBH

memo1234

Quando a humanidade apareceu, veio com ela a Maldade, em forma de um animal muito estranho, que não apenas matava os bichos sem dó ou piedade, como dava cabo às gentes. Ela não deixava escapar nem mesmo as criancinhas, dizendo que tinham uma carne tenra e saborosa. Vendo que sua espécie estava a caminho do extermínio, tendo como companhia um ser tão cruel e voraz, os homens combinaram dar fim àquela crueldade que nascera no seio deles. Organizaram um estratagema.

Certo cacique, muito corajoso, chamou a Maldade para caçar. Essa foi logo avisando que, se não pegasse nada, ele seria seu almoço. Mas antes, o morubixaba havia combinado com um bicho de nome jacu, para que corresse com uma flecha debaixo do braço, fingindo ter sido atingido por ela, de modo que a Maldade fosse atrás dele. E assim aconteceu. Nesse ínterim, os homens começaram a fugir. Como o céu ficava bem baixo, eles foram subindo através de um cipó, até lá chegarem. Mas, para enganar o mal, um papagaio ensinado ficou conversando em várias línguas, fingindo ser a fala das muitas gentes.

Após perder o jacu de vista, a Maldade procurou as pessoas na mata, seguindo a indicação do papagaio. Mas ficou furiosa ao sentir-se enganada. Pulou em cima do louro, mas esse foi mais esperto e alcançou o cipó que conduzia ao céu, tendo à frente ainda um bocado de pessoas. A Maldade pulou atrás. Ela já estava quase chegando ao céu, quando o papagaio, muito esperto, conseguiu cortar o cipó com o bico, e ela se espatifou no chão, esparramando um sangue marrom por todos os lados. Temendo que outra Maldade surgisse, e viesse a se apossar dele, o céu foi subindo, subindo, até atingir a altura em que se encontra hoje.

O mais triste nesta lenda é que muitas gentes contam que a Maldade sobreviveu, e mora hoje em meio a certos homens, sendo tratada como rainha por deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *