Rubens – AUTORRETRATO COM ISABELLA BRANT

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

A composição Autorretrato com Isabella Brant, também conhecida como O Artista e Sua Esposa Isabella Brant, é uma obra do pintor flamengo Peter Paul Rubens, de estilo barroco, que em seu trabalho dava ênfase ao movimento, à cor e à sensualidade. Este é o primeiro de muitos retratos em que o pintor retrata sua família. Estava com a idade de cerca de 32 anos. Ele deixa transparecer sua felicidade individual, familiar e artística. Com a morte de Isabella Brant, aos 34 anos de idade, com quem teve três filhos, Rubens casou-se com a sobrinha dela, uma adolescente de 16 anos, Hèlène Fourment, quando já havia atravessado meio século de idade. Com a última esposa teve cinco filhos, e fez inúmeros retratos dela e da família.

Esta pintura mostra o artista sentado debaixo de um caramanchão, ao lado de sua primeira esposa, Isabella Brant, filha de Jan Brant, famoso humanista e advogado de Antuérpia. É possível que o retrato tenha sido pintado no mesmo ano de casamento dos dois, uma vez que a madressilva, trepadeira que compõe o caramanchão, simboliza o amor conjugal, a generosidade e a constância. Além disso, a postura afetuosa da mão direita de ambos, estando a dela sobre a do marido, assim como as roupas suntuosas e oficiais, sugerem que o casal esteja comemorando algo.

Isabella, sentada num banquinho sobre o gramado, usa roupas luxuosas da época. Veste um corpete de brocado, uma saia de seda, uma espécie de jaqueta e um rufo (gola pregueada ou franzida que enfeitava vestimentas) no pescoço. Na mão esquerda ela traz um leque fechado. E também faz uso de um vistoso chapéu florentino, colocado de viés, em direção ao marido. A senhora Brant está adornada com ricas joias: duas pulseiras iguais, uma em cada pulso, feitas de ouro e pedras preciosas, um anel no dedo indicador da mão direita, também de ouro e gema, e pequenos brincos de pérola.

Rubens, por sua vez, sentado com as pernas cruzadas sobre uma balaustrada, num patamar superior ao da esposa, não se mostra menos elegante, inclusive faz uso de um chapéu preto e usa meias de seda, que deixam seus músculos bem modelados à vista. Sua mão esquerda segura o punho dourado de sua espada, confirmando que ele é um cavalheiro aristocrático. Marido e esposa pendem, ligeiramente, um para o outro, num clima de visível idílio. O fato de o artista encontrar-se mais alto do que a esposa não significa que ela seja inferior à sua classe social. O par encara o observador, lançando-lhe um olhar calmo e feliz. Tudo em volta do casal é verde e florido. À esquerda, atrás de Rubens, é vista uma extensa paisagem.

Ficha técnica
Ano: 1609/10
Técnica: óleo sobre tela, transferido para madeira
Dimensões: 178 x 136,5 cm
Localização: Pinacoteca de Munique, Alemanha

 Fontes de pesquisa
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Land_of_Cockaigne_(Bruegel)
http://www.wga.hu/html_m/r/rubens/41portra/08artist.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *