DORA MAAR COM GATO (Aula nº 97 E)

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de Lu Dias Carvalho

O genial artista espanhol Pablo Ruiz Picasso, além de ser conhecido como revolucionário, visionário e vanguardista, foi também famoso pelo número de mulheres que teve em sua vida. Entre elas estava Dora Maar. Picasso travou conhecimento com a fotógrafa e intelectual de esquerda, de origem croata, que se transformou em sua nova amante, passando a ser sua modelo preferida e uma de suas mais significativas musas. Além de inteligente, ela era famosa por sua beleza, sobretudo pelos cabelos escuros. Ele viveu 10 anos com Dora Maar.

O artista retratou Dora Maar em inúmeras pinturas, sendo Dora Maar com Gato, obra cubista, uma das mais conhecidas. Ela se encontra assentada numa cadeira de madeira, com três quartos do corpo à vista, de frente para o observador. Seus braços descansam nos braços da cadeira. No seu espaldar, à direita da retratada, está um gatinho negro, de pé e com o rabo levantado, que também fixa o observador.

As unhas afiadas de Dora Maar lembram as do gato. Estudiosos de Picasso dizem que ele, certa vez, comparou o fascínio e o temperamento de sua amante semelhantes ao de um gato afegão, portanto, o animal aqui representado carrega em si muitos significados. Na história da arte, a presença de gatos alude aos artifícios da mulher e à agressão sexual. As unhas de Dora Maar reforçam esta significação.

Chama a atenção em especial o chapéu surrealista com que Dora Maar foi retratada. Sua vestimenta possui uma bela padronização. Seria o chapéu uma coroa e a cadeira um trono, feitos pelo pintor para homenagear sua musa? Segundo a crítica, Dora Maar com Gato é uma obra extraordinária de Picasso, tanto pela seleção das cores, pela atenção aos detalhes, pela execução e o simbolismo utilizado.

Ficha técnica
Ano: 1941
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 128,3 x 95,3 cm
Localização: Coleção particular

Fontes de pesquisa
http://totallyhistory.com/dora-maar-au-chat/
http://paintinghistory.blogspot.com.br/2008/12/dora-maar-au-chat.html

4 comentaram em “DORA MAAR COM GATO (Aula nº 97 E)

  1. Adevaldo R. de Souza

    Lu

    Picasso usou toda a sua genialidade para apresentar essa composição cubista. Assim, ele transformou o rosto bonito, sofisticado e oval de sua amada Dora Maar em uma caricatura irreconhecível e deformada. O ouvido da mulher na imagem está localizado sob os olhos, a boca torcida em um sorriso. E o próprio rosto é representado simultaneamente de dois lados: frontal e perfil. Chamou minha atenção: as roupas volumosas, cheias de recortes diferenciados e cores fortes do personagem principal com unhas compridas e afiadas e seu chapéu conceitual e surrealista.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Adevaldo

      Imagine como os críticos da época receberam as pinturas cubistas de Picasso e Braque que rompiam totalmente com tudo já visto na arte pictórica… A coragem dos dois artistas cubistas foi responsável pelo novo estilo que viria.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Hernando Martins

    Lu

    Belíssima composição do genial Pablo Picasso, um ícone do Cubismo, que representou muito bem Dora Maae e o Gato nessa obra com muitas perspectivas e cores variadas, concebida em 1941, início da Segunda Guerra Mundial. O artista não perdeu a inspiração pela sua musa inspiradora e amante Dora. Ele teve essa capacidade de encontrar sempre uma perspectiva para enxergar o mundo, encontrando várias perspectivas para refletir sobre a vida.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Hernando

      Picasso foi realmente um pintor genial, muito à frente de seu tempo. A composição em estudo é uma das mais brilhantes do Cubismo.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.