Braque – HOMEM COM UMA GUITARRA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

­­­­­­­­­Autoria de LuDiasBH

O pintor normando Georges Braque (1882 – 1963) era filho e neto de pintores. O avô e o pai possuíam uma firma especializada em decoração de paredes. Ao mudar-se para Havre, na França, o garoto passou a frequentar o liceu e a praticar esportes, fazendo cursos de belas-artes no período noturno. Mas nove anos depois, já com 17 anos de idade, ele deixou os estudos regulares para trabalhar com a família, período em que entrou em contato com a técnica da pintura sobre paredes. Também mostrou interesse pela música, tendo aulas de flauta. Aos 18 anos, Braque optou por estudar pintura em tempo integral, indo morar em Paris.

A composição intitulada Homem com uma Guitarra é uma obra cubista de Braque, pertencente à fase do Cubismo analítico, ou seja, quando a aparência do objeto retratado era mostrada através de uma série de superfícies planas interconectadas, cujas pintura era feita normalmente em tons tênues.

A obra é composta por uma única figura tocando guitarra. A tradicional perspectiva única foi substituída por várias perspectivas em uma superfície em grande parte plana com formas bidimensional ou tridimensional, coexistindo de inúmeros modos. Embora a composição mostre-se a princípio confusa, o artista oferece ao observador pistas para que ele se oriente na compreensão da obra. As cordas e o corpo da guitarra sobressaem, enquanto uma diagonal que parte do centro até a esquerda aponta para o braço da figura. O mamilo do músico encontra-se perto da parte central da figura, atraindo o olho do observador.

A negação da profundidade é mostrada através de uma borla e uma tachinha na superfície do quadro, à esquerda. O volume é criado pelo artista ao lançar mão de uma sucessão de planos. As camadas vão progressivamente compondo a imagem final. Por sua vez, pinceladas diagonais paralelas, pintadas como se estivessem sendo apagadas na superfície da obra, põem em destaque as formas da cabeça do violonista, ao obscurecê-las, impedindo o observador de humanizá-la. Na parte superior da obra, o artista utiliza intencionalmente uma abordagem pictórica, mostrando que dominava sua tradição.

Ficha técnica
Ano: 1911/1912
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 116 cm x 81 cm
Localização: MoMa, Nova York, EUA

Fonte de pesquisa
Tudo sobre arte/ Editora Sextante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *