ESTAÇÃO DE ÁGUAS EM… (Aula nº 85 D)

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

                                               (Cliquem na imagem para ampliá-la.)

Começo uma pintura sempre pelo céu. (Sisley)

O pintor francês Alfred Sisley (1839-1899) era filho de pais ingleses. Em Londres ele preferia visitar museus e copiar esboços a estudar comércio, como desejava a sua família. Ao retornar a Paris foi-lhe permitido entrar para o atelier de Gabriel Gleyre, onde travou amizade com Renoir, Bazille e Monet, com os quais pintava ao ar livre. Tinha grande paixão pelas paisagens, tornando-se um dos mais importantes paisagistas do Impressionismo. À medida que progredia em seu trabalho artístico, passava a dar mais atenção à cor do que à forma. Como era um grande observador, tornou-se capaz de captar os matizes mais tênues da luz, como podemos ver em seus quadros sobre as estações dos anos.

A composição Estação de Águas em Marly-le-Roi é uma obra do artista que apresenta uma paisagem invernal, quase toda congelada e coberta de neve. Um sol fraco tenta romper as camadas de nuvens e brilhar na tarde fria. Para criar sua paisagem de inverno, Alfred Sisley usa uma fina camada de tinta e uma paleta com pouquíssimas cores. Ele usou apenas cinco cores, além do preto e do branco nesta tela, criada numa única tarde. 

A estação de água em primeiro plano é o motivo central da obra. Para criar a sensação de profundidade, o artista usou uma longa estrada coberta pela neve que leva até o campo. Pequenas figuras humanas são vistas andando por ali. À direita da composição está a floresta e à esquerda vê-se um aglomerado de casas.

Ficha técnica
Ano: 1898
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 49,5 x 65,4 cm        
Localização: Galeria Nacional, Londres, Grã-Bretanha

Fontes de Pesquisa:
Impressionismo/ Editora Taschen
https://en.wikipedia.org/wiki/Alfred_Sisley

4 comentaram em “ESTAÇÃO DE ÁGUAS EM… (Aula nº 85 D)

  1. Hernando Martins

    Lu

    Bela obra do francês Alfred Sisley, retratando uma paisagem do inverno europeu. Predominam tons acinzentados com alguma luminosidade entre as nuvens. O artista consegue expressar as mudanças que o inverno promove no ambiente, tornando-o mais melancólico.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Hernando

      Gostei de sua afirmação que resume toda a obra: “O artista consegue expressar as mudanças que o inverno promove no ambiente, tornando-o mais melancólico”.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Adevaldo R. Souza

    Lu,

    Alfred Sisley cria um ambiente inóspito nessa sua composição, entretanto, consegue homogeneizar muito bem o céu, a água e a terra, criando uma paisagem de uma paz transcendental. Com isso ele mostra seu talento dentro do Impressionismo.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Adevaldo

      Realmente se trata de uma paisagem que nos passa uma sensação de paz, apesar do ambiente inóspito, como dito por você.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.