A VIRGEM NO JARDIM DAS ROSAS (Aula nº 51 A)

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

Já sabemos que a Renascença — tanto no campo da arquitetura quanto no da pintura e da escultura — havia sido muito bem aceita na Itália, florescendo maravilhosamente bem. Contudo, o norte europeu ainda se mantinha ligado à tradição gótica, mesmo após as fantásticas inovações feitas pelos irmãos Van Eyck (Jan e Hubert). Lembremo-nos de que Jan van Eyck (artista nórdico) já havia ensinado como compor uma imagem pictórica espelhando-se na natureza, ao acrescentar-lhe pacientemente detalhe após detalhe até formar o todo. Aos mestres nórdicos ainda não interessavam as regras matemáticas da perspectiva, os segredos da anatomia científica e o estudo dos monumentos romanos. Por isso, é possível dizer que eles ainda agiam como “artistas medievais”, atrelados ao estilo gótico. Alguns deles, contudo, passaram a aplicar os ensinamentos de Jan van Eyck a temas mais tradicionais, a exemplo do pintor alemão Stefan Lochner (c. 1410-1451), como veremos agora na obra estudada. Primeiramente é necessário acessar o link Stephan Lochner – A VIRGEM DO JARDIM DAS ROSAS e ler o texto com muita atenção, sempre voltando a esse quando se fizer necessário.

Obs.: Os participantes devem ler integralmente o texto indicado pelo link, para aguçar a sua capacidade de interpretação de obras.

  1.  A pintura em estudo possui uma temática:

    1. mitológica
    2. histórica
    3. cristã
    4. budista

  2. É uma obra votiva do artista lírico Stephan Lochner que só gostava de criar em cima dos aspectos mais ternos:

    1. do cotidiano
    2. da religião
    3. da natureza
    4. do sobrenatural

  3. Todas as alternativas abaixo estão corretas, exceto:

    1. A Virgem Maria está sentada sobre almofadas vermelhas.
    2. Maria traz no colo o seu Menino Jesus segurando uma maçã.
    3. A composição apresenta 16 anjos alados, oito de cada lado.
    4. Ela segura delicadamente o braço direito de sua Criança.

  4. O broche de ………….. preso ao vestido de Maria é uma alusão à sua virgindade.

    1. unicórnio
    2. pomba
    3. gazela
    4. beija-flor

  5. A testa alta da Virgem está de acordo com a moda da época, mas também significa:

    1. inocência
    2. humildade
    3. alegria cristã
    4. poder espiritual

  6. A maçã que o pequeno Jesus segura na mãozinha esquerda simboliza a redenção do pecado original em razão de:

    1. sua Humanidade
    2. sua Paixão
    3. seu amor Paternal
    4. seu Nascimento

  7. Os anjos músicos encontram-se em primeiro plano. Aquele que toca ………. possui asas semelhantes às penas de um pavão, símbolo da ressurreição de Jesus Cristo.

    1. harpa
    2. cítara
    3. alaúde
    4. saltério

  8. Na parte superior da pintura Deus Pai — posicionado no meio — abençoa a Virgem e seu Menino. À sua frente está o Espírito Santo em forma de uma pomba branca, direcionando sobre Mãe e Filho seus ………. raios.

    1. sete
    2. oito
    3. seis
    4. nove

  9. O morango possui inúmeras simbologias dentro da pintura cristã. Os morangos vistos no gramado podem ser uma referência:

    Todas as respostas estão corretas, exceto:

    1. à Paixão de Cristo.
    2. à virgindade de Maria.
    3. à Santíssima Trindade.
    4. ao Menino Jesus.

  10. Esta pintura foi feita em cerca de 1440, portanto pertence ao século:

    1. XII
    2. XIII
    3. XIV
    4. XV

Gabarito

1.c / 2.b / 3.c / 4.a / 5.d / 6.b / 7.c / 8.a / 9.b / 10.d

Obs.: Conheça outra obra do artista acessando o link abaixo:
Stephan Lochner – NASCIMENTO DE CRISTO

 

2 comentários em “A VIRGEM NO JARDIM DAS ROSAS (Aula nº 51 A)

  1. Marinalva Autor do post

    Lu

    A obra “A Virgem no Jardim das Rosas” do pintor e iluminador alemão Stephan Lochner, mostra o quanto esse artista dava aos seus trabalhos uma aparência combinada com estilo gótico. Foi um mestre do “estilo suave”. Essa obra é cheia de simbolismos. Cada elemento tem um belo significado. Vemos muita luminosidade, transparência, destacando os reflexos de luz. Causa muita admiração e sensibilidade.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Marinalva

      Essa obra do pintor alemão Stephan Lochner é realmente encantadora. É graciosa em todos os aspectos. Há, sim, muita simbologia presente nela.

      Beijos,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *