ÍNDIA – MULHER ESTRANGEIRA X INDIANO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

sadhus1

Um dos textos mais lidos deste site é “ÍNDIA – GOLPE DA UNIÃO COM ESTRANGEIRAS”. Também recebo muitos e-mails de brasileiras predispostas a viverem na Índia uma grande história de amor. Mas entre a ilusão e a realidade existe um abismo cultural intransponível, capaz de engolir qualquer romance num oceano de arrependimento. Imaginem o que é viver num país, onde qualquer demonstração de afeto em público é vista como imoralidade, além de causar um grande escândalo, inclusive levar à prisão! Os casais nem mesmo podem andar de mãos dadas. E o Kama Sutra? Isso é coisa da Índia antiga, não da moderna, portanto, esqueçam-se do Kamassutra.

Muitas estrangeiras não sabem que, mesmo em casa, o casal não possui liberdade para viver “um grande amor”, naquele país. As famílias são numerosas, vivendo todas sob o mesmo teto, pois, ao se casar, a nora deixa a casa dos pais para se agregar à família do marido, sob a batuta da sogra, que vê a oportunidade de se vingar de tudo pelo qual passou. Portanto, só resta aos pombinhos as quatro paredes na calada da noite, isso quando essas não são feitas de tecidos, onde qualquer ruído ultrapassa a trama da fazenda. O “romance” tem que se desenvolver debaixo da tradição indiana e ponto final.

É bom que toda brasileira, ávida por um romance com um indiano (eles são bons de lábia, assim como os heróis dos filmes de Bollywood), saiba que naquele país até o Dia dos Namorados entrou na berlinda, visto como um atentado ao pudor. Os moralistas de plantão, e olhe que não são poucos num país de superpopulação, chegam a apedrejar as lojas que vendem cartões de namorados, bombons de coração e coisa e tal. Até os coitados dos ursinhos de pelúcia com o batido “Eu te amo!”, em híndi ou em uma das muitas línguas do país entraram na polêmica.

Mas por que tanto exagero, podem perguntar alguns? A origem de tudo está no desditoso, malfadado e desgraçado “dote” que, ardilosamente, certos indianos juram não mais existir, às bobinhas estrangeiras. Men-ti-ra! O dito está lá, vivinho da silva, querendo abocanhar o maior conjunto de bens possível, entregue pela família da nora. E, se a garota é mal-afamada seu dote cai na cotação do mercado, ou seja, vira mercadoria de segunda mão ou lixo, mesmo. E a “camisinha” para impedir a gravidez? É assunto tabu. Para que servem, se as garotas devem se casar virgens? Os homens podem se abraçar nas ruas, darem beijinhos, entrelaçar mãos e braços. Eles podem tudo! Elas, nadinha! Mesmo assim, algumas tontas estrangeiras ainda pensam que conseguem viver ali um grande amor. Maldita inocência que só trará sofrimentos.

Ainda hoje, à exceção da elite, em um caso ou noutro, quem escolhe o genro ou a nora é a família, mesmo em se tratando de filhos que estudam ou moram no exterior. Quase todos voltam à Índia para se casar, depois de namorarem, e até viverem, às escondidas da família, com um monte de estrangeiras, sugando-lhes todo o dinheiro. O que conta é a vontade dos pais, pois o amor vem depois do casamento, explicam eles. Segundo pesquisas naquele país, os jovens indianos acham correta essa forma de casamento, onde entram inúmeras variáveis, desde a casta até o horóscopo.

Bem, amigas brasileiras, se vocês não acreditam no que foi dito acima, e acham que o amor “vence” qualquer barreira, então deem uma olhadela nos classificados dos jornais indianos, verdadeiro mercado casamenteiro. Se ainda assim,  optarem por se amarrar a um indiano, não deixem de conferir o próprio horóscopo com o do fulano, pois na Índia, quem dá a cartada final são os astros. Se eles acharem que a ligação não é auspiciosa, e se vocês não tiverem um bom dote, tratem de achar um brasileiro honesto, trabalhador e construir uma família dentro de sua própria cultura. Felicidades!

Minhas caras leitoras, nós podemos ajudar, fazendo com que um grande número de mulheres no nosso país tomem ciência desse problema, que vem se alastrando como erva daninha também em outros países. Muitas mulheres, com vergonha do que lhes aconteceu, não expõem seus comentários no blog, mas me enviam e-mails sofridos. Peço a todas aquelas que participam de redes sociais, que postem o link deste artigo, assim como o outro a seguir. E quem não participa, que envie os links, via e-mail, para seus contatos, pedindo-lhes para repassá-los. Vamos fazer uma corrente e desmascarar esses “caça tesouros” fora da lei. Leiam também, sobre o mesmo assunto:

ÍNDIA – INDIANOS VIRTUAIS JURAM AMOR ETERNO
ÍNDIA – BRASILEIRAS, ACAUTELAI-VOS!
ÍNDIA – COMO SÃO OS INDIANOS
ÍNDIA – GOLPE DA UNIÃO COM ESTRANGEIRAS

292 comentários sobre “ÍNDIA – MULHER ESTRANGEIRA X INDIANO

  1. Ney

    Lu
    Estou conversando com um indiano há alguns dias. Ele me convidou no face e não sou de aceitar convites de estranhos, só que sua beleza me chamou atenção e aceitei. Começamos a conversar por Whatsapp, ele me pede o fotos e eu sempre mando (comportadas). Ele também me manda fotos dele só que sempre as fotos são muito perfeitas (parecendo modelo).

    Um certo dia, eu fiz do nada uma chamada a vídeo e ele não atendeu, insisti e ele disse que a internet estava lenta. Como viu que fiquei desconfiada, ele falou que não era a pessoa das fotos que me enviou e pediu desculpas por ter mentido e me mandou uma foto dele e fez chamada a vídeo. Ele sempre está demonstrando sinceridade, me falando dos seus dias e sua vida. Confesso que comecei a pesquisar como era o relacionamento de estrangeira com indianos e achei este blogue. O que me fez abrir os olhos.

    Como eu sou extremamente curiosa, eu quero realmente saber até onde ele vai e acho que vou continuar dando corda, só que agora esperta e com os pés no chão. Como que o ser humano consegue ser tão fingido e falso! Eu não quero o julgar, pois ainda não tenho motivos para isso, mas pelo andar da carruagem, esta tudo indo igual ao que li em muitos comentários aqui. Como falei que sou curiosa, acho que vou pagar para ver, só que bem esperta graças a você e a todas que dividiram suas experiências aqui na página.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ney

      Quando você começou a falar em beleza, logo deduzi, antes de chegar ao final de sua escrita, que ele estava trapaceando. Li uma matéria numa revista que eles (certos indianos virtuais) usam fotos de atores de Bollywood e de modelos e se passam por eles. Se você não tivesse desconfiado, esta mentira iria até o fim, o que mostra o caráter do moço que agora finge uma comportada seriedade. Isso já é um motivo seríssimo para julgar sua integridade.

      Fico feliz que tenha encontrado o nosso espaço, para que não se deixe enganar por essa gente que dá nó em pingo d’água. É muito bom saber que não está enviando filmagens eróticas ou fotos de nudes, pois muita mulher já se deu mal com isso. Para ler mais comentários sobre os trapaceiros virtuais, clique em ÍNDICE GERAL. Ao abrir, clique em JANELAS PARA O MUNDO e escolha os artigos.

      Ney, continue em contato conosco, contando como está levando o espertinho.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. LuDiasBH Autor do post

    Eneide

    E pior: são grandes espertalhões. Corte-o e mande-o buscar uma ama de leite indiana.

    Abraços,

    Lu

    Responder
    1. Maura

      Lu e Eneide

      Muito bem lembrado de não nos relacionarmos nunca com menores de idade. Aqueles que confirmam que são menores de idade estão claramente preparando um golpe. Eles terão a prova de que te avisaram que eram menores e mesmo assim você entrou em conversas impróprias com eles. Perigosíssimo!!! Não compensa de jeito nenhum o risco, mesmo que o menino aparente ter mais de 30 anos.

      Responder
      1. LuDiasBH Autor do post

        Maura

        Muito obrigada pelo reforço. Muitas vezes esses garotos estão sendo direcionados por adultos. como você bem diz:

        “Não compensa de jeito nenhum o risco, mesmo que o menino aparente ter mais de 30 anos.”.

        Abraços,

        Lu

        Responder
        1. Maura

          Edneide

          Eu não bloqueio ninguém, não. Eu dou trela, dou corda para ver até onde eles vão, para aprender as manhas deles e compartilhar aqui no blog da Lu. E vou te dizer mais, já cheguei a conhecer indiano sério, com bom emprego e bom salário (eles são muito bons em informática) nos EUA. Eles estão solteiros, sozinhos, loucos para ter alguém, mas as americanas desprezam eles e a cultura deles, elas não querem ter filhos, não querem ser fiéis a um homem só. Eu só não prossegui com essa amizade porque eu não posso mais ter filhos, porque eu não conseguiria ser muçulmana ou hindu e isso é muito importante para eles e, finalmente, porque eu não quero morar nos EUA. Eu ainda acho que o Brasil é um paraíso comparado com os outros países.

  3. Adna

    Lu
    Conheci um indiano pelo Face. No início era um doce, romântico e bem interessado na minha vida. Comecei a pesquisar sobre ele e descobri que tudo que falava era mentira. Ele me ofereceu dinheiro, disse que queria conhecer o Brasil, etc. Pedia para enviar fotos todos os dias. E praticamente me obrigava a falar por vídeo, uma chateação. Brigava se eu não desse resposta logo. Dizia que me amava. Eu levava na brincadeira. Eu trocava de número e ele me chamava em outro, eu bloqueava de novo… Comecei a sentir medo, porque já tinha vários números bloqueados e ele sempre achando meu número. Aí li sobre os indianos e comecei a fazer o mesmo com ele. Pedia foto toda hora, chamava no vídeo e pedia foto da família dele. Inventava briga em toda conversa. Ele começou a se irritar comigo. Já faz uns meses que ele parou de falar comigo. Estou aliviada, pprque eles são chatos e pegajosos.

    As mulheres precisam parar com tantas carências. Amor não existe tão fácil assim. Príncipe encantado só mesmo em historinhas infantis.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Adna

      Parabéns pela sua tomada de posição. Muitos oferecem dinheiro para ganhar a confiança da mulher, depois dizem que precisam de um empréstimo, pois estão viajando ou com problemas no Banco… E que logo pagam. Muitas já caíram nesse papo. Eles são mesmo chatos e pegajosos. Mas tudo isso tem um objetivo: dar um golpe das ingênuas. Fica o seu conselho aqui para as carentes.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  4. Van

    Oi, Lu!

    Venho aqui contar minha experiência, que vale para todas as mulheres.

    Conheci um indiano, 8 anos mais jovem do que eu, na web. Apenas troquei mensagens, pois ele tinha colocado a localização em NY. Eu sempre tive receio… Mas conversando, adicionando as redes sociais, fui vendo que tudo que ele fala era verdade: é médico e está indo morar por 3 anos em NY para fazer residência e Cirurgia Geral, no Mount Sinai Hospital. Como já morei em NY com um casal de médicos americanos e fui casada também com um médico aqui no Brasil, fiz aquela auditoria… Tudo certo!

    Na verdade, nunca simpatizei com indianos, eles sempre me pareceram muito estranhos. Apesar do cara parecer ser quem diz, por sinal muito bonito, inteligente e falar inglês melhor que eu. Tem uma cabeça bem aberta, nunca me faltou com respeito, falou da família, das irmãs… A família é bem inteligente, uma irmã é engenheira em New Delhi e a outra é Cientista na República Tcheca.

    Agora vem a BOMBA…. Em uma de nossas conversas, ele me fala que é virgem e que só teve 2 “namoradinhas indianas”… Eu fiquei perplexa! Eu já havia estudado sobre a cultura indiana, pois sou formada em Comércio Exterior e fiz muitos estudos acerca da religião de lá para tratados internacionais. Sempre achei tudo muito bizarro! Mas essa foi de matar!

    Agora o cara está todo animado, querendo me conhecer pessoalmente. Como eu sou muito pé no chão e não acredito em histórias de amor, caí fora! Já disse que só amizade, etc… Mas ele sempre num “sweet guy” comigo! Manda mensagem todos os dias, me chama pelo “facetime”… Odeio homem grudento! A experiência é válida sempre, para você conhecer os homens… Mas que os indianos são BIZARROS, isso sim, por mais modernos e “open mind” que sejam! Já namorei um grego, quando morei em NY, e tive um impacto cultural enorme. Terminei o relacionamento e o homem quase morreu, porque não aceitou um NÃO de uma brasileira…

    Há histórias bem sucedidas, mas são a minoria. É bem fácil imaginar pela novela Caminho das Índias, que Raji abandonou o amor brasileiro para casar-se com a indiana escolhida pela família. Até a sorte precisa de sorte, como diz a música de Bon Jovi!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Van

      Todos sabemos que a convivência é uma arte… E que arte! Se convivendo com uma pessoa de nossa mesma cultura já não é fácil, imagine viver com alguém cuja cultura difere totalmente da nossa. Não há amor que perdure, pois chega um momento, uma vez passada a fase da paixão, em que as diferenças culturais vêm à tona, e torna-se impossível a convivência. Conheço muita gente que já passou por isso, principalmente no que diz respeito à união com orientais. E, em se tratando da Índia e dos países islâmicos, por mais que se diga que o homem tem cabeça aberta, estudo e coisa e tal, isso não condiz com a nossa realidade. Eu jamais pagaria para ver e muito menos experimentar… Se, como mulheres, temos muito a conquistar em nosso país, imagine viver em sociedades em que a fêmea humana é privada de todo e qualquer direito. É bom que todas se informem acerca do Hinduísmo e do Islamismo em relação às mulheres.

      Amiga, o mais triste é saber que adolescentes e mulheres maduras (mais carentes) são as presas fáceis para os tais “príncipes”, que na verdade não passam de “sapos” das fábulas que muitas vezes tornam-se reais, para azar delas. Você traz à tona a novela Caminho das Índias, que mostra a realidade sob o manto da ficção. Quanto ao “seu” médico, o fato de ele ser virgem, já mostra o quão preconceituoso deve ser, ainda mais exercendo uma profissão extremamente aberta, com uma visão mais abrangente da vida. Fez muito bem em dar-lhe um “tchau”. Se ele é assim, imagine a sua família… Espero que as amiguinhas “carentes e fáceis de serem iludidas” leiam seu comentário com bastante atenção, e saibam ler sua mensagem com sabedoria.

      Van, obrigada por sua visita e comentário. Volte mais vezes.

      Abraços,

      Lu

      Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Van

          Pode deixar aqui informações sobre os tais, pois já foram citados aqui. Fale-nos sobre a cultura dessa gente.

          Beijos,

          Lu

  5. Andréa Cristina

    Oi, Lu!

    O homem do Siri Lanka me mandou uma solicitação de amizade. Sem querer aceitei, pois não costumo aceitar pessoas que não conheço. Dois dias depois ele me ligou eu não atendi por medo, mas um certo dia atendi. Fiquei assustada, mas conversei muito pouco, pois não estava entendendo a língua de lá, só quando falei um pouquinho em inglês. Passamos a conversar, e ele falou que gostava de mim e eu também dele, muitas mensagens e imagens românticas. Houve um tempo em que ele sumiu do Face, entrei em desespero, pois era o único meio de contato. Depois de cinco messes voltou e estamos mas apegados apesar da distância. Mas agora ele quer me dar dinheiro, pediu o número da minha conta. Eu fiquei assustada, qui no Brasil, quando um homem oferece dinheiro pra uma mulher é uma coisa, mas lá pode ser outra. Falei pra ele que eu não queria dinheiro, ele fez uma cara de surpreso, e eu mando mensagem ele visualiza e não responde. Não sei se o magoei. Não sei se o homem de lá pra mostrar que está afim tentam comprar a mulher, me ajuda a entender o que aconteceu.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Andréa Cristina

      Há muitos comentários aqui no site falando sobre homens como esse que você arranjou. Não seja mais uma presa. Para a gente desses lugares, a mulher vale menos do que um cachorro. E se ele for muçulmano, ela não pode nem andar sozinha, sem a companhia de um homem. E quando saem juntos, é o homem quem vai na frente. Não envie o número de sua conta. Mulher que recebe dinheiro de homem nesses países é como se estivesse sendo comprada por eles, pois elas são vistas como mercadorias. Outra coisa, você também não sabe como sua conta será usada. Isso é muito sério. Ninguém ama quem não conhece. Tudo isso é embromação. Logo ele dirá que estará vindo ao Brasil conhecê-la. Tudo lorota. Saia dessa, minha amiguinha, o mais rápido possível. Se não estiver acreditando em mim, leia os comentários. Assim também agem os indianos, egípcios, afegãos, sauditas, etc. Viraram uma praga. Bote o pé no chão e afaste-se desse cara. Um homem honrado não oferece dinheiro para mulher. Lá eles compram mulheres. Saiba disso. Afaste-se agora para não sofrer depois.

      Obrigada pela visita. Volte mais vezes.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    2. Silvia

      Andréa Cristina

      Vou explicar um pouco do que sei e falar da minha experiência pessoal. Não é pra te desanimar nem animar. É mais para informação. Eu também consultei a Lu sobre homens do Sri Lanka meses atrás (você pode ver nos comentários anteriores).

      O seu caso está estranho principalmente pelo fato dele oferecer dinheiro. Quem em sã consciência sai dando dinheiro fácil assim?! Nem no Brasil! E ficou “desaparecido 5 meses”! Lá a maioria das pessoas é muito pobre. Dinheiro é mais luxo que aqui no Brasil. E quando alguém gosta não fica desaparecido nem um dia, imagina 5 meses.

      Quanto à religião, a maioria é budista. E é Budista diferente da Índia. Muçulmanos acho que tem poucos. São 2 tipos de origem das pessoas lá: Tâmil e Sinhalês. Só conheço sinhalês, que por sinal não fala bem de Tâmil (por muitos anos o país passou por guerra civil entre essas 2 origens, o governo hoje é sinhalês, acabou com o grupo tâmil que fez estragos enormes (bem tipo Síria). Isso foi no final dos anos 90. Agora o país é calmo e está investindo em turismo e crescendo.

      Casamento: tem os arranjados (é até cômico ou trágico, foi o que pensei quando vi pela primeira vez). Os pais anunciam no jornal que tem filho ou filha pra casar, mas ninguém é obrigado. Os pais se importam com nome tradicional, situação financeira da família, etc. Mas também tem os casamentos por amor tanto com mulheres/homens srilankans quanto com estrangeiras(os). A família não se opõe quanto a isso. Quanto a idade deles: como não são obrigados a casar cedo, tem muito homem mais velho solteiro (conheço vários). Quanto a terem interesse em obter cidadania brasileira: essa informação não sei dizer ao certo. O que sei é que muita, mas muita gente mesmo vai pra outros países em busca de emprego. Tem casais que um ainda mora lá e o outro mora fora a trabalho, e o casamento vai bem.

      Outras nacionalidades: Paquistanês, indianos, etc. Só tive contato com um paquistanês que solicitou amizade no face e aceitei, pois é da mesma área de trabalho que a minha, mas bloqueei logo, pois veio com historinhas e mesmo eu falando que queria que parasse e que o contato era só profissional, insistiu e eu bloqueei. Não fico perdendo meu tempo, mesmo se estivesse descompromissada. Há pouco tempo outro solicitou amizade, olhei perfil e não aceitei. Mesmo que o perfil seja aberto e tenha informações, sempre fui muito cuidadosa em quem aceito ou não. Investigo bem antes e só aceito se realmente for trazer alguma qualidade pra minha vida (amizade, informações culturais, profissionais). E não tenho medo, nem sentimento de culpa, de bloquear se for inconveniente.

      Lá fora, e isso inclui muitos países, não só os orientais, mas também do ocidente (EUA não é exceção), acham as mulheres (tbm não só brasileiras, mas temos mais fama), mais “abertas”, pra não falar “mais fáceis” ops! Por que? Nem precisava explicar, mas vamos lá: (não quero generalizar nem discutir religião no Brasil, longe disso!) atualmente somos mais livres em relação à sexo antes do casamento. Estrangeiros consideram brasileiras mais sensuais e “quentes”. E, infelizmente, prostitutas mesmo. Triste mas real. Mas também não quer dizer que todos pensam assim. Tem os que respeitam.

      O meu caso:
      Conheci um srilankan em maio de 2016. Ele pediu amizade. Éramos de um mesmo grupo do face, relacionado ao meu trabalho, e eu já havia curtido várias vezes suas publicações. Como já expliquei no outro texto publicado, investiguei a vida dele de “cabo a rabo”. Sou bem desconfiada. Resumindo a parte do romance, blá,blá,blá, gosto de você, etc. Conversamos por fb por um tempo, depois whatsapp e atualmente Viber (tipo Facetime/Skype). Me convidou pra ir no país dele, recusei. Já vimos de ir pra um país e não poder voltar por “N” motivos, tipo sequestro, passaporte retido, etc. Sugeri outro país “no meio do caminho” . Ele que gastasse o dinheiro dele (ele é bem pobre, teve que economizar meses pra viagem). E eu queria, faz tempo, conhecer esse outro país, Uni o útil ao agradável.

      Sem preconceito, não me importo se a pessoa é rica, mais ou menos ou pobre, só estou comentando, pois acho relevante no que toca ao quanto um ou outro está disposto a se esforçar pelo outro, mas isso tem que ser mútuo, não unilateral. Explico isso pra que entendam que ninguém tem que “mandar dinheiro” pro outro! Precisa ficar bem claro que namorar alguém de outro país é muito difícil e caro! Um vôo pra aqueles lados é de 30 horas! No mínimo (e estou sendo otimista) R$ 5.000 quando acha passagens baratas. Fora todos os outros custos como passaporte, visto, estadia, etc. E nem de longe pensar que mal começa, o namoro e já se mudar pra lá e casar.

      Ah, detalhe, tenho boa experiência em viagens internacionais, falo razoavelmente inglês (nem tente entender a língua deles, parece árabe, sei algumas palavras só) e nem no Google tradutor tem, pra ver como é complicado). Mas no Sri Lanka tem muito mais gente que fala inglês do que no Brasil. Pra eles isso significa melhores oportunidades de emprego e significa um certo “status”. Em fevereiro/2017 nos encontramos em Dubai, conheci 2 primos dele (um trabalha lá), alguns amigos (trabalham lá). E conheci ele melhor. Veja que, virtualmente tudo é perfeito, lindo, paixão deixa a gente “boba”, sonhando castelos nas nuvens, etc. Pessoalmente é diferente! Tanto um quanto o outro tem expectativas que podem não se concretizar.

      No meu caso foi tudo muito bom, realmente a expressão “o santo bateu” se fez real. Uma das melhores viagens da minha vida. Como uma outra pessoa já comentou aqui no blog, existem as exceções que dão certo. Li muito as mensagens aqui no blog e na internet em geral. Cheguei a pensar em desistir da viagem com medo de estar sendo “a louca”, mas analisando todo o histórico pessoal, etc fui tranquila. Só que depois a saudade é de doer. Porém, todo cuidado é pouco, porque existem mais espertalhões querendo se aproveitar do que pessoas bem intencionadas. Conhecemos a família um do outro por vídeo. Final de julho vou conhecer o Sri Lanka e a familia dele pessoalmente. Em fevereiro ele vem pro Brasil. Ah, hoje Sexta-feira santa no Brasil, lá no SL é Ano Novo Sinhalês. :). Ambos comemorando a partilha, o renascimento.

      Se quiser conversar ou alguma informação a mais, etc, coloco-me à disposição pra ajudar no que for possível. Mas fica a critério da Lu.

      Lu, por favor, se não tiver problema pra você e se a Andréa quiser pode informar meu email pra ela. Espero ter ajudado. Boa Páscoa pra todos!

      Beijos

      Responder
    3. Catharina

      Andréa Cristina

      Pare de achar que eles são espiritualizados. Uma amiga minha conheceu um indiano em um desses apps de jogos. No começo ele era só “love” e ela, como tem os pés no chão, começou a questioná-lo, perguntando-lhe: Como me ama se nem me conhece? Por que adicionou tanta mulher estrangeira? Ele disse que a partir daquele momento ia mudar, que estava pedindo a Deus para mudar (é triste como eles brincam com o nome de Deus com tanta facilidade), e etc… Enfim, no dia que ela fez algo que o contrariou, esse homem xingou-a de tudo e mais um pouco, e a bloqueou. Fico imaginando, se ela estivesse louca de amores, o que não teria acontecido? Fica o alerta!

      Responder
  6. Aline

    Lu
    Um indiano me adicionou no instagram e logo começamos a conversar. Ele fica falando que me ama, mas não em casar. Porém fica me pedindo fotos da minha família, e como não passei se irritou comigo. Qual será a intenção dele em querer as fotos da minha família?

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Aline

      Todo cuidado com essa gente é pouco. Os indianos virtuais vêm dando golpes nas mulheres em todo o mundo. Ao ler os comentários aqui no site, poderá ver quantas mulheres já foram lesadas.

      Amiguinha, ninguém ama o que não conhece. Esse papo de amor é feito com todas. Pode esperar que logo vem um golpe de dinheiro ou presente. O pedido de casamento também faz parte também dos planos. Aguarde! Saiba que indianos só se casam com virgens e com indianas, pois nenhuma outra família estrangeira irá pagar o dote. Quanto às fotos da família, não as dê. Nunca se sabe o que pode fazer com elas, inclusive elas podem ser usadas como chantagem. Tampouco envie fotos suas que a comprometam. Não aceite enviar fotos nuas. Olho vivo, pois essa gente só aje com segundas intenções. Leia os comentários para saber com quem está lidando. Conheça também o blog INDIAGESTÃO.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  7. Silvia

    Olá, Lu
    Você sabe dizer algo em relação aos homens e à cultura no Sri Lanka? No caso Budista? Como é próximo à India, terceiro mundo também, há essa possibilidade de golpe pra conseguir cidadania brasileira, etc. É uma possível realidade vinda dos SriLankans?

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Sílvia

      Não conheço nada a respeito do pessoal do Sri Lanka. Sei que o budismo possui outra visão de mundo e um modo diferente de ver as mulheres. Portanto, se o cara for budista, não terá o mesmo comportamento dos indianos hinduistas. E ninguém citou aqui nenhum golpe relativo à gente desse país. Ainda assim, todo cuidado é pouco.

      Agradeço a sua presença e comentário.

      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Silvia

        Obrigada, Lu, pela resposta a meu comentário.
        E olhe, não tem nacionalidade específica não (talvez os indianos sejam os piores), mas cada lugar tem seus golpistas. Como já foi dito, todo cuidado é pouco. Uma amiga minha quase caiu num golpe de um que se dizia italiano, e já estava pedindo dinheiro pra passagem pra vir pro Brasil (que tinha filho, mas ficou doente e tinha gastado dinheiro da passagem com hospital! Depois que conversou comigo caiu fora dessa!

        Não quer dizer também que não seja possível ter pessoas honestas. Mas é primordial investigar muito antes de qualquer atitude, principalmente relacionada a dinheiro (nesse caso nem deve ser cogitado fazer parte do relacionamento. Quem quer dá um jeito sem o outro ter que “investir dinheiro” – roubada!).
        E se não dá, paciência. Ema, ema, ema cada um no seu país. Parte pra outra e vai ser feliz mesmo que seja sozinha.

        Alguns aqui já comentaram sobre formas de investigar, mas se ajudar tem mais algumas:
        -pergunte mais do que responda,
        -não mostre o que você tem,
        -se for pelo fb vasculhe muito (se não mostra quase nada, dá pra desconfiar, e isso inclui amigos),
        -google earth é um bom aliado (já cheguei a mostrar pra 2 pessoas a casa delas, antes mesmo de elas me falarem (depois disso chegaram a perguntar se eu era traficante ou algo assim kkkk), falei que era do FBI…

        Outra:
        E esses golpes não são exclusividade só em cima de mulheres não. Tem muito homem caindo em conto de belas russas, lindas loiras e jovens.
        Lembrar sempre: há mais pessoas mal intencionadas que bem intencionadas.

        Quando tiver ou souber de alguma história ou mais informações que possam ajudar volto à comentar.

        Boa sorte a todos!

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Sílvia

          A coisa está pior de que eu imaginava. Os golpes estão proliferando de todos os lados. O que não fazem por dinheiro! Não sabia sobre o conto do vigário das “belas russas”.

          Nessas histórias, o que impede de as pessoas caírem numa esparrela é a informação. Achei as suas dicas bem interessantes, sobretudo a de “perguntar mais do que responder”. Muitas tolas repassam até mesmo a vida íntima.

          Valeu, minha amiguinha. Venha sempre aqui. Junte-se a mim nessa batalha para esclarecer nossas adolescentes e mulheres maduras. Gostei muito de suas colocações. Serão lidas por muitas pessoas.

          Beijos,

          Lu

      2. Catharina

        Gente, não caia na lábia desses indianos, paquistaneses, e etc… Não! Reparem que eles adicionam mulheres de várias nacionalidades e jogam a conversa “mole” para todas, rs… Conheci um paquistanês que até estudar a história do Brasil ele fez, pensem na comédia! rsrs… É difícil encontrar um homem sério nesses apps. Aqui no Brasil há tanto homem lindo e essas mulheres querendo os homens desses países, de cultura diferente, e cuja maioria é feia…

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Catharina

          Muito obrigada pela sua visita e comentário. Fica aqui o seu alerta para todas as mulheres brasileiras, para que não caiam numa esparrela. Continue nos visitando.

          Abraços,

          Lu

  8. Luna

    Oi, Lu!
    Eu te digo um coisa, que ainda existem mulheres que acreditam em sapos indianos. Há várias pages no Face falando sobre amor India/Brasil, e garanto que muitas ainda os defendem com unhas e dentes. Chegaram a ofender a Sandra com palavras chulas defendendo os indianos. Algumas que falam que se sentem mais segura lá do que aqui acredita? E aquele meu ex-amigo voltou a me incomodar, mandando fotos de nudez e outras coisas, e de novo fazendo mil promessas. Sabe o que fiz? Mandei tudo p/ familia dele. Ele me respondeu que eu acabei com a vida dele e que ia se suicidar. Mas logo depois estava acertando casamento com uma indiana. Ele contou a versão dele e a “oferecida estrangeira” fui eu. Ela pediu provas de que eu estava mentindo, e eu lhe mandei print sobre o príncipe dela. Não fiz por vingança ou despeito, fiz porque ele queria se sair como santinho e eu como uma “firanghi”, como eles dizem sobre nós. Mulheres boas p/ casar, para eles, usam saree e são hindus. Ele tem 3 perfis no Face. A febre hindu/paquistanesa ainda continua, infelizmente.

    Att.
    Luna formada em “Indianologia”, rsrs

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Luna

      Estava com saudades suas, pois sempre traz informações interessantes sobre “os sapos encantados”, prontos para dar o bote nas babacas brasileiras. Lembra-se daquela que foi seduzida a dar 30 mil reais para comprar o enxoval na Índia, porque era mais barato, e também a passagem do noivo para o casamento no Brasil? Coitadinha, não sei se a PF pode fazer alguma coisa por ela. Restou-lhe apenas a decepção amorosa e chorar o leite derramado. Infelizmente, essas mulheres não aprendem com o exemplo de tantas outras. Precisam sentir na pele a decepção e a vergonha de terem sido enganadas. E que assim seja. Isso acontece porque nada leem sobre a cultura dessa gente: virgindade, dote, idade, cor de pele, família, etc.

      Luna, foi bem feito o que fez com o pilantra. Se todas tivessem a sua postura, não passariam por tanto constrangimento. Conversei com um senhor indiano, que mora no Brasil há muitos anos, também casada com uma indiana, que se sente envergonhado com o comportamento de seus compatriotas. Diz que eles desmoralizam o país, pois estão sendo evitados em vários países, por causa desse comportamento. É lamentável que, com tudo isso, ainda continue a febre hindu/pasquitanesa. Idiotas que são essas mulheres!

      Beijos,

      Lu

      Responder
  9. Claudia

    Lu

    Conheci o Rajesh, um médico que mora em Mumbai, tem 33 anos e diz ser solteiro, já pedi para não me mandar mensagens e sumi. Ele não me pede nada, a não ser fotos de bikini e tal… Se eu não tivesse visto esse site, seria mais uma a ser enganada. Você está de parabéns… e quem vai se aproveitar agora sou eu…

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Claúdia

      Não é possível acreditar em nada que esses tais dizem. Vêm dando golpes em mulheres em todo o mundo, até mesmo no Japão. Depois que atingem seus objetivos desaparecem no ar, mudando o perfil e coisa e tal. E quem lhe garante que esse sujeito seja médico? De longe pode-se criar o que quiser. Eles são uma “casa velha na mentira”. Não caia nessa. Outra coisa, com essa idade e dono de uma profissão que rende dinheiro, esse cara jamais estaria solteiro. Na Índia casa-se muito cedo, por causa do dote que a família do homem recebe… E com virgens! Há um caso comentado em um dos textos deste site, em que o “sapo encantado” passou a fazer chantagens com as fotos nuas da mulher, exigindo dinheiro e presentes caros dela. Outras fotos foram parar em revistas pornográficas. Portanto, muito cuidado com as fotos que envia. Faça como alguém aqui, que enviou uma vaca de biquini… Esse animal é sagrado naquele país.

      Amiguinha, você é quem está de parabéns por buscar informações e não cair numa esparrela. Procure conhecer o blog INDIAGESTÃO, que é de uma brasileira que vive naquele país. Seu e-mail está incorreto. Enviei-lhe algumas informações que voltaram. Por favor, conserte-o.

      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Claudia

        Conferi agora e está correto.
        Eu descobri de um sem querer o “Sudheesh”, estava tentando achar algo do Rajesh e acabei achando “Sudheesh”, que me disse que era solteiro e não seguia regras e costumes. Ai vi a foto de capa dele com a família. “Rajesh pattansheti” Pesquisei no Google e tudo indica que é médico, sim. Pesquise você, por favor. Mas já desanimei e perdi o interesse, desde que comecei a ler materias e comentários… Incrível como acordei para vida e já li esse blog que você me sugeriu. Uma curiosidade, ela mora há anos na Índia e é casada com indiano, porque nos aconselha a não ficar e ir à Ìndia se ela está lá?

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Cláudia

          Eu vou lhe pedir para ler o comentário mais recente da Luna, aqui nesta página. Ela sabe tudo sobre essa gente. Inclusive tem uma irmã que está fazendo tratamentos médicos, depois de um relacionamento virtual com um indiano, que prometeu casar-se com ela e depois sumiu. A coitadinha entrou em parafuso. Quanto a Sandra, o que sei é que ela tem ajudado muitas mulheres que vão seduzidas para aquele país, são abandonadas pelo príncipe indiano, depois de roubar-lhe tudo, e depois não conseguem voltar. Algumas ficam se prostituindo na rua ou pedindo esmola. A Sandra já mora na Índia há mais de 15 anos. Veja o texto sobre ela naquela listagem que lhe enviei. Ainda assim, vou pedir que ela me envie um texto contendo a resposta que pede.

          Lindinha, você é muito especial. Sua postura ajudará muitas outras mulheres, ao mostrar que o relacionamento virtual é uma miragem.

          Abraços,

          Lu

      2. Claudia

        Lu

        Preciso de sua ajuda, pois o Rajesh Pattansheti continua insistindo que não é casado, e disse que vai falar com os pais dele. Sei o quanto é esperta e FBI hahahaha… Por favor se tiver como descobrir algo pra que eu possa dar um ponto final nessa história. O motivo deu correr dele e não continuar é esse blog e outros que li. O quanto as brasileiras são lesadas por eles. Arrumei meu email, espero resposta ansiosa. Continua dizendo que é médico e tem 33 e mora em Mumbai, e no Facebook dele diz o hospital em que trabalha. Ajude-me, Lu. Agradeço, desde ja.

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Cláudia

          Em um dos comentários, uma garota disse que foi preciso dizer para o tal indiano que havia ficado noiva de um policial federal, e que esse estava incomodado com a insistência do dito indiano, ameaçando tomar medidas sérias. Acho que você continua dando trela para ele, por isso anda no seu pé. Cuidado, amiga, para não se arrepender depois. Não deixe de acessar o blog Indiagestão.

          Não foi possível passar as informações, pois seu e-mail está incorreto.

          Abraços,

          Lu

  10. Geyse

    Olá, Lu!

    Meu nome é Geyse e tenho exatamente 20 anos. Conheci um indiano, que diz me amar e quer se casar comigo e morar no Canadá. Não acredito em nada. Pesquisei vários sites e tudo mais sobre a Índia e sobre os direitos das mulheres.Sou cristã. Eu contei a ele que não confiava em indianos e que sei tudo sobre seu país. Ele sempre se defendia muitos, dizendo a Índia é muito preconceituosa sobre mulheres e que ele não apóia isso, e não gosta quando alguém do país dele vem com faltar de respeito comigo. Disse que já falou sobre mim para mãe dele, já mostrou sua família em vídeos para mim, e que me quer como sua futura esposa. Como sou cristã, li muitas matérias dizendo que a Índia na atualidade mudou muitas coisas. E ele diz pra mim que mudou em alguns aspectos. eu falei que não acreditava nele, ele ficou triste e disse que me amava de verdade, que era honesto e nunca mentiria pra mi. Será que ainda existem homens indianos bons?

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Geyse

      É um prazer receber a sua visita e comentário.

      Amiguinha, não caia neste conto do vigário. Trata-se de mais um querendo dar golpe. Leia os comentários e verá quantas mulheres já caíram nessa conversa mole de “palavras melosas”. Ninguém ama o que não conhece. Apenas imagina, fantasia, trabalha com o irreal… E quebra a cara. Os indianos não gostam de mulheres que não sejam virgens para casarem-se. E as famílias não aceitam estrangeiras por causa do dote. Vou lhe passar uns links de texto. Leia-os com atenção. Também estou sempre publicando artigos sobre aquele país. Não se engane, trata-se uma tradição milenar. Nada muda! Estou lendo um livro de um indiano, falando exatamente sobre isso. Todos falam que a mãe, a família já tomou conhecimento da pessoa, etc. Tudo conversa para boi dormir.

      Geyse, você é muito jovem. Vá estudar, trabalhar, preparar a sua vida. Depois arrange alguém de seu país, com os mesmos costumes. Não encha sua vida com ilusões tolas e mentiras. Os indianos, encontrados na internet, estão dando golpes em inúmeros países. Veja também o blog INDIAGESTÃO.

      Leia os artigos aqui no blog: (Seu e-mail está incorreto)

      ÍNDIA – GOLPE DA UNIÃO COM ESTRANGEIRAS
      ÍNDIA – ALERTA CONTRA OS INDIANOS NA INTERNET
      ÍNDIA – BRASILEIRAS, ACAUTELAI-VOS!
      ÍNDIA – INDIANOS VIRTUAIS JURAM AMOR ETERNO
      ÍNDIA – ESTUPROS E O TESTE DO DEDO
      ÍNDIA – INDIANOS SEDUZEM NA INTERNET
      ÍNDIA – UM BLOG CHAMADO INDI(A)GESTÃO

      Se quiser ler mais artigos sobre a Índia busque em:

      ÍNDICE – JANELAS PRO MUNDO

      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Danny

        Olá, Lu!
        Eu dando uma passadinha depois de tempos pra mais uma vez agradecer por este blog e por sua atenção. Jamais vou esquecer o quanto este blog me ajudou.

        Meninas, por favor, não caiam no conto dos indianos. A algum tempo atrás eu estava caindo e então pesquisei na internet e conheci o blog da Lu. As histórias se repetem e só mudam os personagens (Ravi). Serei eternamente grata.

        Mais uma vez, muito obrigada, Lu!

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Danny

          Sinto-me feliz ao saber que este blog ajudou-a a não cair nas mãos dessa gangue. Espero que outras mulheres também abram os olhos e tomem como exemplo os relatos aqui postados. E não suma, lindinha. Conheça outras categorias deste site.

          Beijos,

          Lu

        2. Danny

          Olá, Lu!
          Adoro seu blog , estou sempre lendo sobre outros assuntos também. Fico triste em saber que esse golpe dos indianos só aumenta a cada dia. Recentemente uma “yotuber” desistiu de alertar sobre os estrangeiros, porque todas contam as mesmas histórias. Lu, espero que você continue firme e forte, sempre alertando essas meninas e mulheres que acreditam em “príncipes encantados”, pois sempre que uma conta sua história é porque esta precisando de ajuda, mesmo que as histórias se repitam. Mais uma vez obrigado e boa sorte!

          Beijos

        3. LuDiasBH Autor do post

          Gaby

          Muitas garotas e mulheres, em sua grande maioria, caem em tais golpes por falta de orientação. Algumas bobinhas acham que com elas será tudo diferente. E as histórias são as mesmas, pois eles agem segundo o mesmo padrão, ou seja, o de levar vantagem, tirando valores das ingênuas. Eles não têm outro objetivo. Se tivessem, o papo seria outro bem diferente. Por isso é que as histórias repetem-se, pois fazem parte da mesma forma de malandragem. E olhe que são poucas as que têm coragem de contar suas histórias. Uma leitora contou aqui no site que sua irmã continua até hoje com depressão, por ter sido vítima de um golpe de casamento, e o cara ter sumindo assim que recebeu o que queria (dinheiro para vir ao Brasil). Leia também o blog INDIAGESTÃO, feito por uma brasileira que mora na Índia.

          Beijos,

          Lu

    2. Maura

      Gleyse
      Tem também as famílias inteiras interesseiras. Pode até ser verdade que ele contou de você para a família e eles aceitaram. Mas precisa ver porque eles aceitaram. Eu tive um namoro virtual durante 2 anos com um engenheiro indiano e ele falou de mim para a família, contou para eles que iria se casar comigo e vir morar (na minha casa) e trabalhar no Brasil. Quando eu perguntei como eles reagiram, ele me disse, rindo, na maior cara de pau, que se fosse por amor, eles jamais aceitariam o nosso relacionamento. Mas como ele foi esperto e disse que era para conseguir um visto de entrada, uma cidadania européia, um emprego ganhando mais, uma vida mais próspera, eles concordaram numa boa. A família da ex-noiva dele exigia um pagamento muito alto e eu, pelo contrário, só iria dar lucro para eles.

      Sabe como meu namoro acabou? No meu último email, eu contei para ele que tinha perdido meu imóvel, estava sem dinheiro e morando em hotéis baratos. Ele não respondeu e nunca mais me deu notícias. Já faz mais de 1 ano. Não sei se ele morreu ou foi o “pernas pra que te quero” indiano.

      Responder
  11. Marluce

    Olá, meninas!
    Eu converso com um indiano faz 4 anos, pelo face, e agora também por watsap. Desde o início deixei bem claro que não quero casamento, namoro e nem tenho interesse em ir à Índia. O nome dele é HARPREETH SINGH. Disse que gosta de conversar comigo só para aprender a nossa língua e acha o nosso país lindo. A irmã dele também fala comigo e praticamente ficamos aprendendo um com o outro (eu aprimorando o inglês e eles aprendendo português) . Ele mora em Bangalore.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Marluce

      Você fêz muito bem ao colocar as cartas na mesa. Assim mostra que não será iludida. Parabéns pela sua atitude.

      Abraços, e volte sempre.

      Lu

      Responder
  12. Eloise Henckel

    Lu
    No começo desse ano criei uma conta fake no facebook e adicionei vários estrangeiros, muitos são indianos. Comecei a conversar com um, só pra zuar com ele. Agora o desgraçado não para de dizer que me ama. Já mandei ele ir a merda um monte de vezes. Já disse que não sinto nada por ele. Ele diz:Eu amo você. E eu respondo:Como você me ama se nem sabe quem eu sou, nunca me viu. Ele fica me pedindo para mandar fotos para ele, mas a cada dia invento uma desculpa diferente e não mando. E ele teve a cara de pau de me responder. Até de desgraça eu já o chamei. Eu lhe peço para me deixar em paz, me esquecer. Mas ele diz assim: eu sei que você me ama. Ele tem só 21 anos, mesma idade que eu, e diz que é engenheiro. Que vai ganhar muito dinheiro para vir me visitar. E eu contínuo mandando ele ir à merda. Perguntei para ele: Quanto você quer? Me fala o seu preço para me deixar em paz. E ele: Eu não quero nada, só quero o seu amor. E eu: Conheço a fama das pessoas de seu país. Vai dar golpe em outra. E ele: Não estou te dando um golpe, eu te amo de verdade, acredite em mim e blá blá blá. Eu lhe disse: “Pode me dizer o que realmente quer, ou melhor, confirmar minha suspeita, quem sabe assim eu não te ajudo? Pode me dizer sem medo. Assim podemos chegar a um acordo.” Ele fica insistindo que me ama. Eu já perdi a paciência, ele não desisti nunca. Só não o bloqueie porque tenho preguiça. Mas agora ele vai ver. Eu vou fazer ele se apaixonar de verdade por mim. Ele sabe iludir, eu também sei. Eu não sou trouxa de cair nesse teatrinho ridículo.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Eloise

      Você é muito amadurecida. Se fosse outra, estaria acreditando em tudo que o cara diz. Essa gente é formada na arte da enganação para depois dar golpe nas mulheres ingênuas. Através dos comentários, poderá ver quantas vítimas existem. Continue pensando assim, e não dê mole para esse carinha. Parabéns por sua atitude. Quando se cansar, delete-o.

      Obrigada por sua visita e comentário.

      Beijos,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *